O que fazer em Varsóvia – Roteiro de 2 ou 3 dias

Veja neste post o que fazer em Varsóvia, a cidade que nós mais gostamos em nossa viagem pela Polônia.

Bem que uma amiga tinha dito que nós nos encantaríamos por Varsóvia. E ela não estava errada. Nós passamos 3 dias em Varsóvia e saímos de lá com uma vontade imensa de ter ficado mais tempo. Por isso, veja abaixo todas as atrações que nós visitamos, além de diversas dicas práticas que vão lhe ajudar a planejar sua viagem!

O que fazer em Varsóvia
O que fazer em Varsóvia

Onde se hospedar em Varsóvia

Em Varsóvia nós alugamos um apartamento inteirinho para nós através do Booking.com. Escolhemos o B&A Apartments Centre, que fica pertinho do centro. Por isso nós conseguimos visitar todas as atrações da cidade caminhando e ainda conseguimos fazer nossas próprias refeições “em casa”, o que nos trouxe ainda mais economia. Óia que beleza!

Isso mesmo, agora o Booking também tem apartamentos para alugar, ou seja, é a facilidade do Airbnb com a praticidade e a segurança do Booking. Por isso clique AQUI para ver a lista de apartamentos em Varsóvia que nós separamos para você, tem opções por até USD 35.

Onde se hospedar em Varsóvia

Além disso, você sabia que ao fazer suas reservas aqui pelo blog você não paga nada a mais por isso e ainda nos ajuda a mantê-lo no ar recheado de dicas?

Pois é! Reservando seu hotel aqui pelo blog nós ganhamos uma pequena comissão que nos ajuda a continuar trazendo dicas fresquinhas pra você! Por isso que tal clicar no link abaixo e ajudar a gente? ⤵️

O que fazer em Varsóvia

Ao fim da Segunda Guerra Mundial, Varsóvia teve 90% de seus prédios destruídos. Fato quase impossível de se imaginar atualmente, quando se visita esta vibrante cidade, uma das mais bonitas de toda a Polônia, em minha humilde opinião.

Nós amamos Varsóvia! Por isso, veja abaixo um roteiro que pode ser feito em 3 dias, ou de maneira mais apertada em apenas 2 dias, caso você tenha menos tempo.

Roteiro de 3 dias em Varsóvia – Dia 1

St Anne’s Church

Nossa primeira parada em Varsóvia foi na Praça do Castelo, a praça central da cidade. E a primeira atração que visitamos foi a St Anne’s Church.

A igreja é super bonita, de fato. Mas o que mais me chamou atenção foi descobrir de que ela sobreviveu bravamente à Segunda Guerra, mas quase veio abaixo em 1949 em função da desastrosa construção de um túnel na região. Que coisa, não?

Além disso, a igreja, que é uma das mais antigas de Varsóvia, guarda belos afrescos em seu interior. E a entrada é gratuita, olha que beleza!

o que fazer em varsóvia
St Anne’s Church

Castle Square 

A Praça do Castelo é um dos cartões postais de Varsóvia e é dali que saem boa parte dos Free Walking Tours – passeios conduzidos por voluntários que te mostram a cidade, contando parte da história, em troca de gorjetas.

Além disso, nos arredores da praça você encontra uma série de cafés, restaurantes e lojinhas vendendo sorvetes deliciosos! Nós passamos alguns bons minutos por ali observando vai e vem de pessoas.

o que fazer em varsóvia
Castle Square

Sigismund Column

Não sei se você sabe, mas existe uma certa rivalidade entre as cidades de Cracóvia e Varsóvia. Isso porque em 1596 a capital da Polônia foi transferida de Cracóvia para Varsóvia, fato este que acabou deixando alguns poloneses bastante chateados.

E o bonitão que realizou tal façanha foi o rei Sigismund III Vasa. Por isso a Coluna de Sigismund foi erguida em 1644, sendo uma homenagem de seu filho pelos feitos do pai. Entretanto, a coluna que vemos hoje ali na praça não é a coluna original, pois esta foi destruída durante a Segunda Guerra.

Sigismund Column

Entretanto, depois da guerra, a estátua original foi restaurada, e colocada sobre uma nova coluna em 1949. Mas ainda hoje, pedaços da coluna original que restaram ainda podem ser vistos próximos ao Castelo Real. Veja:

o que fazer em varsóvia
Sigismund Column

O que fazer em Varsóvia – Castelo Real

Transformado em uma pilha de entulhos durante a Segunda Guerra, o Castelo de Varsóvia foi totalmente reconstruído entre os anos de 1971 e 1984. Bem recente, né? Porque, obviamente, quem nasceu em 1980 ainda é um bebê…rs. Além disso, boa parte da mobília que podemos ver hoje no interior do castelo foi doada, assim como boa parte da fortuna utilizada para sua reconstrução também foi doada por poloneses exilados.

O castelo, que foi residência de reis, do presidente e também sede do parlamento, possui partes que podem ser visitadas gratuitamente (adoro). Mas se for pagar pelo ingresso, que custa PLN 30,00 (USD 7.50), não deixe de visitar o Salão da Grande Assembléia, que possui tanto ouro em suas paredes que mais parece uma das igrejas de Ouro Preto, em Minas.

o que fazer em varsóvia
Royal Castle
Royal Castle

Warsaw Bell

E logo ali pertinho da praça fica o Warsaw Bell, ou Sino dos Desejos, como também é conhecido. Fabricado em 1646, o sino foi projetado pelo mesmo artista que projetou a Coluna de Sigismund, Daniel Tym.

Além disso, reza a lenda que se você andar em volta do sino e fizer um desejo, terá seu desejo atendido. Eu fiz o meu. Na dúvida, faça o seu também. Vá saber, né?

o que fazer em varsóvia
Warsaw Bell

Old Town Market Place

Depois de ter tomado um sorvete (ou bebido uma cervejinha) na Praça do Castelo, siga caminhando até o Mercado da Cidade Velha, que figura a lista de Patrimônios da UNESCO desde 1980. Mas caso ainda não tenha bebido nada, saiba que nesta charmosa praça, além de uma arquitetura belíssima e até alguns museus – destaque para o Museu de História – a praça também tem restaurantes e bares, que ficam especialmente animados no fim do dia.

Além disso, a praça já foi palco para feiras e festividades de Varsóvia. Mas não somente, sendo que até execuções públicas já foram realizadas por aqui. De tal forma que Piekarski, o louco que tentou assassinar o rei Sigismund III (aquele da coluna, lembra?) teria sido executado neste local.

o que fazer em varsóvia
Old Town Market Place

Mas execuções à parte (credo), aprecie a arquitetura, escolha um banco, um bar ou um café e relaxe pela região por alguns minutos, enquanto toma fôlego para seguir caminhando, já que não estamos nem na metade do roteiro.

Old Town Market Place

Encontre seu hotel COM DESCONTO em Varsóvia clicando AQUI.

Warsaw Barbican

Para quem gosta de construções medievais, o Barbican é um prato cheio. Ele foi construído em 1548 e idealizado pelo arquiteto Giovanni Battista Venetian. Mas o fato mais curioso é que o Barbican praticamente nunca foi usado para o fim a que se propunha (de defesa), com exceção de uma ação de combate ocorrida em 30 de junho de 1656.

Demolido no século XVIII, seus restos acabaram servindo para a construção de novos prédios. Por isso, é importante que você saiba que a construção que podemos visitar hoje, na verdade é apenas uma reconstrução do Barbican original.

o que fazer em varsóvia
Warsaw Barbican

Statue of the Little Insurgent 

Passando pelo Barbican e caminhando mais um pouquinho, você avistará o The Little Insurgent Monument, a estátua de um garotinho vestindo um capacete de adulto e segurando uma submetralhadora alemã. Inaugurada em 1983, a estátua foi inspirada em uma criança-soldado chamada “Antek”, uma menina de 13 anos morta em 8 de agosto de 1944.

O monumento é uma homenagem às crianças, muitas delas escoteiros polacos, que participaram como mensageiros e muitas vezes também lutando no front da Revolta Geral de Varsóvia, que teve início em 1 de agosto de 1944 e tentou libertar Varsóvia da ocupação nazista.

Statue of the Little Insurgent

O que fazer em Varsóvia – Estátua de Jan Kilinski

E logo depois seguimos para a Estátua de Jan Kilinski, que fica ali do ladinho.

Esta estátua é uma homenagem à Jan Kilinski, um humilde sapateiro que lutou bravamente durante uma Revolta ocorrida em 1794.

Estátua de Jan Kilinski

Roteiro de 3 dias em Varsóvia – Dia 2

Church of Assumption of the Virgin Mary and St Joseph

A primeira atração de Varsóvia que visitamos neste segundo dia foi a Igreja da Assunção da Virgem Maria e São José, também conhecida como Igreja Carmelita. Mas não paramos muito tempo por ali não.

Church of Assumption of the Virgin Mary and St Joseph

Presidential Palace

Da igreja nós seguimos caminhando até o Presidential Palace, que desde 1994 serve como residência oficial para o presidente polonês.

Contudo, nós ficamos apenas com essa bela imagem do lado de fora. Porque para falar bem a verdade, eu não tenho a menor ideia se existem visitas guiadas ao palácio. Acredito que não. Se você fosse o presidente da Polônia você deixaria hordas de turistas entrar na sua casa? Eu não iria não…rs.

Presidential Palace

O que fazer em Varsóvia – Mbank 

Depois seguimos caminhando e acabamos passando em frente ao prédio do Mbank, que é só um banco, é verdade. Mas é que achei o prédio tão bonito! Você não achou?

o que fazer em Varsóvia prédio do Mbank
Prédio do Mbank

Grand Theatre 

E logo ali do lado fica o Grande Teatro, onde você terá a oportunidade única de assistir a uma ópera por menos de USD 10.

Por isso aproveite e clique aqui para consultar os valores e a programação.

Grand Theatre

Tomb of the Unknown Soldier

Na sequência seguimos caminhando – atividade deliciosa no outono e na primavera, já anota aí – até o Saxon Garden, onde também fica o Tomb of the Unknown Soldier, onde as cinzas de soldados desconhecidos da Segunda Guerra Mundial foram depositadas.

Além disso, esta é a única parte que restou do Palácio Saxão, que foi construído durante o século XVII. Entretanto, a tumba só foi anexada ao complexo em 1925, sendo esta parte, justamente, a única sobrevivente no pós guerra, quando os nazistas dinamitaram o restante da estrutura do palácio.

Tomb of the Unknown Soldier

Saxon Garden

Mas na verdade o motivo da nossa pernada neste segundo dia era o Saxon Garden, que é considerado um dos jardins públicos mais antigos do mundo. Olha que legal!

Originalmente o jardim também fazia parte do complexo do palácio, mas atualmente, as árvores que sobreviveram à destruição nazista garantem uma sombrinha deliciosa.

o que fazer em varsóvia
Saxon Garden
Saxon Garden

O que fazer em Varsóvia – Church of St. Joseph of the Visitationists

Caminhando mais 15 minutinhos nós chegamos na Church of St. Joseph of the Visitationists, que baita nome, não!?

Mas devo confessar que já estávamos meio saturados de igrejas – será que é pecado falar isso? rs. Por isso ficamos apenas com essa imagem do lado de fora.

Church of St. Joseph of the Visitationists

Tyszkiewicz Palace – Museum of the University of Warsaw 

O Museu da Universidade de Varsóvia possui uma exibição permanente dedicada à história da própria Universidade. Mas é de noite que o prédio fica ainda mais bonito, quando fica todo iluminado por luzes coloridas.

o que fazer em varsovia
Museum of the University of Warsaw

Church of the Holy Cross

E logo ali, na frente do museu, fica a Church of the Holy Cross. Sim, mais uma igreja. Mas essa é bastante interessante na verdade, especialmente para os fãs de Frédéric Chopin, o famoso músico polonês.

A igreja é o local de descanso final do coração do músico. Porque, atendendo a um pedido seu, a irmã de Chopin colocou o coração dele em um pote com álcool (provavelmente conhaque) e guardou-o nesta igreja em 1882. E lá ele repousa até hoje, acompanhado de uma inscrição bíblica que diz: “onde estiver o seu tesouro, lá também estará o seu coração” (Mateus, 6:21).

The Church of the Holy Cross

Nicolaus Copernicus Monument

Atração incluída no roteiro graças ao Lázaro – que estava doido para ver a Estátua de Nicolau Copérnico – este polonês, fundador da astronomia moderna, que fez suas observações um século antes da invenção do telescópio, sem ajuda e nenhum um tipo de orientação.  

Além disso, foi Copérnico que deu um dos primeiros socos no estômago do Ego da humanidade, publicando em seu livro de 1543 que a Terra é que girava em torno do sol, provando desta maneira que nós não éramos e nem nunca fomos o centro do universo.

Entretanto, é claro que a igreja católica não iria “dormir” com essa. Por isso, todos os astrônomos que propagaram suas idéias foram queimados na fogueira. Mas aí não tinha mais volta, né minha gente!? Porque a visão cosmológica moderna – de que nossa galáxia é apenas uma entre bilhões neste vasto universo – é o legado deixado por este homem.

Polish Academy of Science
o que fazer em varsóvia
Estátua de Copérnico – olha a carinha de feliz do Lázaro

St. Alexander’s Church

E ali, bem em frente a estátua de Copérnico, está a St. Alexander’s Church, igreja cuja forma foi copiada do Panteão Romano.

Era nesta igreja que agentes secretos aliados se encontravam durante a Segunda Guerra Mundial.

St. Alexander’s Church

National Museum 

O Museu Nacional tem entrada gratuita nas terças-feiras. Por isso, se estiver em Varsóvia em uma terça, aproveite!

Entretanto, a parte que eu mais gostei foi, claro, a que se refere ao meu país amado, o Egito. No Museu Nacional você poderá ver exposições de escavações feitas em Edfu.

Clique aqui para ver todos os nossos posts sobre o Egito.

National Museum

Roteiro de 3 dias em Varsóvia – Dia 3

Palace of Culture and Science 

Herança do período comunista, o Palace of Culture and Science foi idealizado por Stalin como sendo um “presente do povo soviético”. O prédio em si, por razões óbvias, lembra outras construções que vimos em países que também estiveram sob o regime comunista, como um prédio que vimos em Sofia, na Bulgária.

Com seus 237 metros, ele pode ser visto a uma distância de 30 km. Construído com 40.000 tijolos, ele ficou pronto em menos de 3 anos. Além disso, aberto a visitação, o ingresso para acessar o terraço custa PLN 20,00 (USD 5), sendo que também é possível fazer um tour virtual pelo prédio, para isso basta clicar aqui.

Palace of Culture and Science

O que fazer em Varsóvia – All Saints Church 

É nesta igreja onde tem início o tour judeu do Free Walking Tour de Varsóvia, que aliás eu recomendo muito. Porque neste tour você terá a oportunidade de aprender mais sobre o período de ocupação nazista e o sofrimento do povo judeu que vivia nos guetos da cidade.

O tour começa exatamente onde ficava um dos guetos montados pelos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial, especialmente porque já existia um grande número de judeus vivendo na região desde a idade média, quando os judeus vieram para a Polônia fugindo das cruzadas.

All Saints Church

Nozyk Synagogue

Antes da guerra existiam aproximadamente 400 sinagogas em Varsóvia, mas depois da guerra só restou a Sinagoga Nozyk. Além disso, antes da guerra tinha pelo menos 400.000 judeus vivendo em Varsóvia, hoje em dia são apenas cerca de 700.

Foi nesse tour que aprendi um pouco mais sobre a polonesa Irena Sandler, uma heroína que salvou 2.500 judeus do regime nazista, conseguindo que famílias escondessem crianças judias em suas casas. Mas não somente, ela suportou a tortura e manteve em segredo a identidade seus colaboradores e das crianças ocultas até o fim. “Quebraram-lhe os ossos dos pés e das pernas, mas não conseguiram quebrar a sua determinação”. Foi condenada à morte.

Nozyk Synagogue

Polin Museum of the History of Polish Jews

O Museu Polin da História dos Judeus Poloneses foi inaugurado em 2014 e em 2016 já ganhou o prêmio de Museu Europeu do Ano.

Um dos museus mais interessantes de Varsóvia, este museu possui diversas galerias que abordam a longa história do povo judeu, passando, obviamente, mas não somente, pelo período do Holocausto.

O ticket para a exposição principal “1000 years of the history of Polish Jews” custa PLN 27,00 (USD 6.80). Mas existem exposições temporárias que são pagas à parte. Nós gostamos muito e por isso deixo aqui minha última dica deste segundo dia: reserve no mínimo 2 horas para conhecer o museu.

O que fazer em Varsóvia
Polin Museum of the History of Polish Jews

Palace on the Water 

Nós reservamos a parte da manhã do nosso terceiro dia em Varsóvia para ir até o Lazienki Park, onde fica o Palace on the Water. O edifício construído na metade do século XVIII, que serviu de residência para a realeza, originalmente foi construído como local de banho para um conde milionário da época. Que coisa mais chique, não!?

Entretanto, no final da Segunda Guerra os nazistas chegaram a destruir o interior do palácio, e até a fazer buracos em sua estrutura, preparando-o para a destruição. Mas no final das contas o plano acabou não sendo concluído.

O interior do palácio é belíssimo, um museu bem interessante. Mas não deixe de andar pelos arredores para ver as demais atrações que ficam por ali. Ah! E nós fomos de ônibus até lá, porque era longe.

Palace on the Water
O que fazer em Varsóvia
Palace on the Water

Praga Neighborhood 

O Bairro de Praga foi um dos poucos lugares que não foram destruídos durante a Segunda Guerra. Por isso é considerado um dos bairros mais autênticos da cidade.

Por lá você encontra museus, arte de rua e restaurantes deliciosos que servem refeições a ótimos preços! Definitivamente a pernada até lá vale a pena.

O que fazer em Varsóvia
Praga

O que fazer em Varsóvia – Museu da Vodka

Para os amantes de vodka, que não é o nosso caso – já que nós gostamos mesmo é de cerveja, o Museu da Vodka é uma boa pedida. Especialmente porque no final da visita tem uma degustação de 3 tipos de vodka polaca.

O ingresso custa PLN 40,00 (USD 10) e você pode comprar os tickets e consultar outras informações clicando aqui. Mas mesmo que você não curta o destilado, saiba que a região onde fica o museu foi toda repaginada e uma visita até lá vale a pena. Nós não entramos no museu, mas passamos um tempão perambulando pelos arredores.

Metropolitan Cathedral of the Holy and Equal-to-the-Apostles Mary Magdalene

A Catedral Metropolitana dos Santos e Iguais aos Apóstolos Maria Madalena (puta que o pariu [sorry!], mas que baita nome) é uma igreja ortodoxa inaugurada em 1869 para atender às necessidades de uma comunidade crescente de russos que se instalam no bairro de Praga.

Contudo, nós só passamos por lá porque estávamos caminhando a pé pela região, não acho que valha a pena desviar da rota só para ir até lá não.

O que fazer em Varsóvia
Metropolitan Cathedral of the Holy and Equal-to-the-Apostles Mary Magdalene

O que fazer em Varsóvia – St. Florian’s Cathedral

Do mesmo modo, também acabamos passando pela St. Florian’s Cathedral, essa bonitona da foto abaixo. E o contraste com o céu azul deixou a igreja ainda mais linda. Concorda?

O que fazer em Varsóvia
St. Florian’s Cathedral

O Seguro Viagem é OBRIGATÓRIO em uma viagem pela Europa!

Além de ser obrigatório e exigido na imigração, o Seguro Viagem ainda te garante uma trip sem preocupações, já que ele te dá cobertura até se a sua mala for extraviada. Uma super mão na roda!

E não é caro, gente! Tem seguro por valores irrisórios, menos de R$ 80,00 para uma viagem de 10 dias. Clique AQUI para obter sua cotação com DESCONTO. Ou clique no link abaixo ⤵️

Por isso nossa sugestão é fazer uma boa busca através da Segurospromo, um site que compara preços e te apresenta uma série de opções. Além disso, ao utilizar nosso código CASALWANDERLUST5 você ainda ganha 5% de desconto na hora! Faça já sua cotação clicando aqui ou no link abaixo:

O que comer na Polônia 

Um dos pratos tradicionais da Polônia são os dumplings, que mais parecem um capeletti gigante. Eu adoro!

Claro que você encontra esse prato em praticamente todos os restantes, mas uma ótima opção para quem quiser economizar é comprar no supermercado e cozinhar em casa. Porque no supermercado você compra 500 gramas de dumplings caseiros por PLN 4,00 (USD 1), já nos restaurantes este mesmo prato pode custar PLN 25,00 (USD 6).

Além disso, uma opção super interessante para quem visita a Polônia é fazer uma refeição nos chamados “Milk Bars”, cujos quais falo melhor mais abaixo.

Onde comer em Varsóvia – Milk Bar

O conceito desses restaurantes chamados de Milk Bar são da época da ocupação soviética. O ambiente é super simples, o atendimento não é dos melhores. Mas em compensação tem cardápio em inglês (é só pedir), a comida é super boa, caseira e barata. Definitivamente é uma experiência que você precisa ter.

Por isso, procure no Google por Milk Bars e veja as opções que aparecerão perto de você. São muitas. E os valores são ótimos!

Onde comer barato em Varsóvia

Como se locomover em Varsóvia

Nós conhecemos praticamente todas as atrações de Varsóvia caminhando. Mas a cidade tem metrô, tram (trem de superfície) e ônibus que te levam para todo lado. 

Bilhetes para o ônibus e o tram podem ser comprados nas máquinas que você facilmente encontra em praticamente todos os pontos de parada. Mas saiba que o bilhete é vendido por minuto, e o mais barato é o de 20 minutos, que custa PLN 3,40 (USD 0.90) em Varsóvia.

Mas isso é meio confuso, porque se você pegar trânsito no horário de pico, e seu bilhete for de apenas 20 minutos (por exemplo), você estará lascado…rs. Mas aí é só ficar atento ao horário do rush, comprar bilhetes com mais minutos ou comprar um bilhete adicional dentro do busão – já que a maioria dos ônibus possui em seu interior máquinas de venda. 

As máquinas dentro dos ônibus onde você pode comprar o seu bilhete

Além disso, ao entrar no ônibus ou no tram é necessário validar o bilhete na maquininha que tem dentro do veículo, uma vez que se você for pego com o bilhete sem a validação, pode ser que você receba uma multa. Fique atento!

E por último, saiba que a porta do ônibus não abre automaticamente quando ele para no ponto, você precisa apertar o botão que fica perto da porta.

O que fazer em Varsóvia – Chegando 

Nós chegamos na Polônia em uma viagem de ônibus partindo de Vilnius, na Lituânia. Compramos o bilhete de ônibus com a empresa  Luz Express e pagamos € 19 por pessoa, pois optamos por viajar de noite e assim economizar com acomodação. Entretanto, vimos passagens promocionais por até € 10. A viagem durou aproximadamente 9h.

O que fazer em Varsóvia – Saindo

De Varsóvia nós pegamos um ônibus para Lviv, na Ucrânia. Compramos o bilhete com a empresa Polonus e pagamos PLN 72,00 (USD 18) por pessoa.

É isso, gente! Este foi o nosso roteiro de 3 dias por Varsóvia. Eu espero, de verdade, que este post possa lhe ajudar a planejar sua viagem. Aproveite e leia também:

Todos os nossos posts sobre a Turquia

Todos os nossos posts sobre a Ucrânia

🌍 Acompanhe nossa viagem de volta ao mundo através de nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/casalwanderlustoficial

Deixe um comentário