O que fazer em Minsk – 15 Atrações Imperdíveis!

O que fazer em Minsk – confesso que a cidade foi uma grata surpresa durante nosso mochilão pelo Leste Europeu. Sobretudo porque antes de começar a planejar a viagem, a única vez na vida que eu tinha ouvido falar de Minsk foi em um episódio de Friends, quando um namorado da Phoebe ía se mudar para lá…rs. Por isso fui até Minsk com expectativa zero – o que é maravilhoso, né minha gente!? Porque é assim que muitas vezes nós somos surpreendidos positivamente. E foi justamente o que aconteceu comigo.

Minsk me ganhou pela limpeza, pela organização, pelos preços (pense em uma cidade barata!?) e sobretudo porque a capital de Belarus, ou Bielorrússia, ainda não recebe tanto turistas. Ou seja, o turismo em massa ainda não chegou, e isso é maravilhoso!

O que fazer em Minsk
O que fazer em Minsk

Pode ser que você queira ver também:

Onde se hospedar em Minsk

Em Minsk nós nos hospedamos no Orbita Hotel. O hotel não fica na área central da cidade, mas fica do lado da estação de metrô Pushkinskaya. Pagamos USD 35 por um quarto enoooorme e com banheiro privativo. Nós gostamos bastante.

Entretanto, agora o Booking.com também tem apartamentos para alugar, ou seja, é a facilidade do Airbnb com a praticidade e a segurança do Booking. Por isso clique aqui para ver a lista de apartamentos em Minsk que nós separamos para você, tem opções por até USD 25 para um apartamento inteiro!

o que fazer em minsk
Nosso quarto

Além disso, você sabia que ao fazer suas reservas aqui pelo blog você não paga nada a mais por isso e ainda nos ajuda a mantê-lo no ar recheado de dicas?

Pois é! Reservando seu hotel aqui pelo blog nós ganhamos uma pequena comissão que nos ajuda a continuar trazendo dicas fresquinhas pra você! Por isso que tal clicar no link abaixo e ajudar a gente? ⤵️

O que fazer em Minsk

Veja abaixo as 15 principais atrações de Minsk. Nós passamos 3 dias na cidade, especialmente porque fomos ao teatro – que já vou te adiantar que é MUITO barato, falarei melhor mais abaixo. Mas saiba que em 2 dias você consegue ver muita coisa também. Olha só:

KGB Building 

Vou começar logo pela “atração” mais curiosa de Minsk, que não é atração turística em si, mas é curioso pra chuchu: o imponente Prédio da KGB.

Entretanto esse não é o prédio da “antiga” KGB não meu amigo, é da KGB dos dias atuais mesmo. Isso porque a Agência de Segurança do Estado da República de Bielorrússia é a única agência de inteligência que manteve o nome KGB (do russo) após a dissolução da União Soviética. Além disso, para quem não sabe a KGB é a sigla para Komitet Gosudarstveno Bezopasnosti (Comitê de Segurança do Estado), o serviço secreto da antiga URSS, um dos mais temidos e eficientes serviços secretos do mundo.

Dentro do prédio há um museu. Contudo não conseguimos encontrar informações concretas se ele é aberto ou não para visitação do público em geral, me parece que não é. Mas descobrimos que dá para fazer um tour virtual pelo museu no site oficial da KGB, basta clicar aqui.

O que fazer em Minsk
Prédio da KGB

Red Church

Do prédio da KGB nós seguimos andando até a Independence Square onde, além de outras atrações, também fica a Red Church, uma igreja católica.

A igreja vermelha também é conhecida como Igreja de São Simão e Santa Helena, isso porque o casal que financiou a construção da mesma queria que ela levasse o nome de seus dois filhos que haviam falecido quando crianças. Além disso, ela é um dos cartões postais da cidade e definitivamente não vai passar desapercebida durante uma caminhada pela praça.

O que fazer em Minsk
Red Church
o que fazer em minsk
Red Church

Independence Square

A Praça da Independência é onde você encontra vários prédios administrativos do governo da República da Bielorrússia. Mas definitivamente o que mais lhe chamará a atenção é o Palácio do Governo, que ainda exibe uma gigante estátua de Lênin, bem na frente. Aliás, você sabia que Belarus é conhecida por ser a última ditadura da Europa? Falarei melhor sobre isso mais abaixo.

A praça, cuja construção teve início na década de 1930, foi durante décadas chamada de Lenin Square e só recebeu o nome – Praça da Independência – em 1991, após a dissolução da antiga União Soviética.

o que fazer em minsk
Independence Square
Independence Square

Além disso, existe uma galeria subterrânea bem debaixo da praça. Por lá você encontra uma série de lojas, supermercado e, o melhor de tudo, uma unidade do Burger King. Mas não estou mencionando a famosa rede por conta de seus hambúrgueres, é que aqui em Minsk o Burger King vende chopp! Eu achei o máximo! ahahaha.

o que fazer em minsk
Independence Square

Encontre seu hotel em Minsk clicando AQUI!

House of Government 

E a poucos passos do centro da praça você poderá ver a imponente estátua de Lênin, que fica bem na frente do Palácio do Governo.

Confesso que ver a estátua de Lênin ali foi quase um choque, especialmente porque tínhamos acabado de passar por países que fizeram questão de remover todas as memórias ligadas ao comunismo, como na Bulgária, Moldávia, entre outros. Mas considerando que Minsk mantém uma prisão que ainda aplica a sentença de morte, que aliás são cumpridas na “surdina”, esperar mais o quê, né? Veja aqui uma matéria completa da BBC com relação às execuções “secretas” que ainda acontecem em Minsk.

o que fazer em minsk
Estátua de Lenin
o que fazer em minsk

City Gates

Da praça seguimos caminhando até os Portões da Cidade, que aliás ficam bem pertinho do terminal rodoviário e ferroviário de Minsk. Por isso se você chegar na cidade de ônibus ou de trem, a imponente dupla estará a poucos passos.

São dois edifícios idênticos, sendo que um deles é carinhosamente chamado “A hora de Minsk”, por causa do relógio situado em sua torre, enquanto o outro é chamado de “Brasão da Bielorrússia”

o que fazer em minsk
City Gates

Minsk Old Town 

Dos portões da cidade nós seguimos até o Centro Antigo de Minsk, uma área próxima à prefeitura da cidade, com uma bela vista para o rio e também com algumas lojinhas (quiosques) vendendo lembrancinhas. Aliás foi por ali que compramos nosso novo ímã de geladeira. Já comentei que temos uma coleção? 😀

City Hall 

É por ali pelo centro antigo que fica a Prefeitura de Minsk, que vamos combinar? Mais parece uma igreja, não parece?

Mas o detalhe mais charmoso fica por conta do jardim florido e dessa carruagem que enfeitam o seu exterior, especialmente de noite, quando a carruagem fica toda iluminada.

City Hall
o que fazer em minsk

Holy Spirit Cathedral 

E por falar em igreja, bem em frente à prefeitura você encontra a Holy Spirit Cathedral, ou a Igreja das Duas Torres, como também é conhecida, uma igreja ortodoxa e um dos símbolos de Minsk.

Aliás, você já visitou alguma igreja ortodoxa? Pois saiba que igrejas ortodoxas, diferentemente de igrejas católicas, não possuem estátuas de santos em seu interior, apenas pinturas. E a Holy Spirit Cathedral guarda um mosaico conhecido como “Mother of God”, conhecido como o Ícone de Minsk. Porque reza uma lenda popular que a virgem teria chorado lágrimas de diamantes ao ver pessoas pobres e os diamantes foram capazes de ajudar as pessoas. Será!?

Holy Spirit Cathedral

Palace of the Republic

E esse prédio “quadradão” das fotos abaixo é o Palácio da República. Nós não tivemos oportunidade de entrar, mas no interior do palácio acontecem concertos de convidados visitantes ou da orquestra presidencial, além de conferências e reuniões políticas.

Além disso, o Palácio também abriga um cinema em 3D e até bares e cafés. Se o bar é bom e a cerveja é barata, não sei dizer, ficou para uma próxima visita à Minsk.

o que fazer em minsk
Palace of the Republic
o que fazer em minsk

O que fazer em Minsk – State Circus

Uma das atrações mais famosas de Minsk é o State Circus, o famoso circo da cidade. Nós estávamos até animados para ir ao circo, mas depois que vi que eles ainda usam animais nos espetáculos eu acabei desistindo.

Eu não sei você, mas eu não acho mais graça nenhuma em atrações que exploram animais. Por isso deixamos para gastar nosso dinheiro comprando cerveja ou para ver o Cirque du Soleil em algum outro país. Mas caso você queira ver mais informações sobre o State Circus, clique aqui para acessar o site oficial.

o que fazer em minsk
Circus

National Academic Bolshoi Opera and Ballet

Agora, se você também não curte atrações envolvendo animais, guarde o valor do ingresso do circo para gastar no National Academic Bolshoi Opera and Ballet.

Porque gente do céu, tem óperas e ballets por menos de USD 5, uma super oportunidade para quem estiver na cidade. Nós assistimos à peça de ballet O Pequeno Príncipe e amamos! Mas o mais legal de tudo é que mesmo os lugares mais baratinhos e mais distantes do palco também tem visibilidade ótima. Foi INCRÍVEL poder assistir à um Ballet Bolshoi por USD 5. Quando outra vez na vida!?

o que fazer em minsk
Um dos atos de O Pequeno Príncipe

Por isso vou repetir: uma vez em Minsk, pelo amor de Dionísio, vá ao teatro!

Clique aqui para consultar o site oficial, para ver os espetáculos em cartaz e consultar os preços. Além disso, o prédio é lindo! Olha isso:

National Academic Bolshoi Opera and Ballet
o que fazer em minsk
National Academic Bolshoi Opera and Ballet

Victory Square 

Como tem acontecido conosco há um tempão, a principal atração da Victory Square estava em reforma e cheia de tapumes quando lá estivemos…rs.

Anteriormente conhecida como The Circus, a Victory Square foi renomeada e transformada em memorial em 1954, quando o obelisco foi construído. O enorme obelisco de 40 metros é um memorial aos mortos de guerra do país.

Victory Square
o que fazer em minsk
Victory Square

National Library of Belarus 

A Biblioteca Nacional é mais do que uma rica coleção de livros. Assim como a Nova Biblioteca de Alexandria, ela também é um centro multiuso que combina alta tecnologia, design ultramoderno e arquitetura incomum.

Os autores do projeto de construção da biblioteca queriam que a forma de diamante lapidado simbolizasse o valor do conhecimento e a infinidade do mundo perceptível. Bonito, né?

Foto: https://www.visit-belarus.com

Great Patriotic War Museum

O Great Patriotic War Museum é um dos maiores museus do mundo dedicados à Segunda Guerra Mundial, e também um dos primeiros museus no mundo a se dedicar a este tema específico.

Os primeiros itens para sua coleção foram recolhidos em 1942. São 24 salas de exposições com mais de 140.000 itens expostos. Por isso reserve no mínimo umas 2 horas para a visita.

Foto: https://www.visit-belarus.com

Mir Castle

Se você ficar com um tempinho sobrando em Minsk, saiba que é possível fazer um Day Trip (viagem de um dia) para visitar o Mir Castle. Dá para ir de ônibus até lá e a viagem dura pouco mais de 2 horas.

Entretanto como nós tínhamos acabado de passar pela Romênia, nós estávamos saturados de castelos e decidimos não ir até lá por pura preguiça. #shameonus! rs.

O Seguro Viagem é OBRIGATÓRIO em uma viagem pela Europa!

Além de ser obrigatório e ser exigido na imigração, o Seguro Viagem ainda te garante uma trip sem preocupações, já que ele te dá cobertura até se a sua mala for extraviada. Uma super mão na roda!

E não é caro, gente! Tem seguro por valores irrisórios, menos de R$ 80,00 para uma viagem de 10 dias. Clique AQUI para obter sua cotação com DESCONTO. Ou clique no link abaixo ⤵️

Por isso nossa sugestão é fazer uma boa busca através da Segurospromo, um site que compara preços e te apresenta uma série de opções. Tem opções super econômicas, por menos de R$ 80,00 para 10 dias. Além disso, ao utilizar nosso código CASALWANDERLUST5 você ainda ganha 5% de desconto na hora! Faça já sua cotação clicando aqui ou no link abaixo:

Como se locomover em Minsk

Nós conhecemos todas as atrações de Minsk caminhando e utilizando o sistema de transporte público (ônibus e metrô). Os ônibus são numerados e relativamente fáceis de usar, mesmo que você não fale bielorrusso, que é o nosso caso, inclusive…rs.

Você paga a passagem direto para o motorista, recebe seu ticket e precisa validar o mesmo (inserir o ticket) nas maquininhas que ficam dentro do ônibus. Mas caso tenha dúvidas, fique de olho nos locais e veja como eles fazem. Contudo o metrô é mais tranquilo de usar e as estações tem os nomes escritos em inglês também.

Entretanto caso você tenha acesso à internet, saiba que é possível usar o Y.Taxi, que funciona como Uber em Minsk e é tão prático e barato quanto (clique aqui para baixar o APP para seu iPhone ou aqui para Android).

Onde comer em Minsk

Nós comemos alguns dias no Vasilki Restaurant. Principalmente porque a comida era deliciosa, mas também porque o cardápio continha fotos, o que facilitava demais na hora de pedir os pratos. Veja abaixo os valores que pagamos:

  • Chopp de 500ml por USD 4.10
  • Pratos principais por USD 9
  • Entradas por USD 8

Contudo se você se hospedar nos apartamentos disponíveis no Booking.com você pode cozinhar em casa, o que definitivamente deixará sua passagem por Minsk bem mais barata. Além disso, nós comprávamos cerveja de 2 litros no supermercado por pouco mais de USD 1, uma maravilha!

o que fazer em minsk

Chegando em Minsk

De Kiev, na Ucrânia, nós pegamos um ônibus até Minsk. Pagamos UAH 715,00 pela passagem (USD 29). Compramos o bilhete com a empresa Ecolines e os ônibus saem da estação chamada Vydubychi, onde também tem uma estação de metrô. Super fácil de chegar e ainda tem um locker onde você pode deixar sua mala (ou mochila) enquanto passeia pela cidade.

➡️ Veja como foi a viagem de Kiev para Minsk clicando aqui.

Saindo de Minsk

De Minsk nós compramos um bilhete de ônibus para Tallinn, na Estônia. O bilhete custou BYR 62,00 (USD 30). Entretanto o ônibus não seguia direto, nós tivemos que parar em Riga e pegar outro ônibus para Tallinn. Mas assim que chegamos no terminal rodoviário nós já embarcamos no outro ônibus, não esperamos nem 10 minutos.

Fronteira de Belarus com a Letônia 

Depois de 3 horas de viagem chegamos na fronteira de Belarus com a Letônia. Tivemos que descer do ônibus carregando todas as malas e o raio-X não estava funcionando. Por isso uma oficial é que decidia qual mala ela gostaria de inspecionar. Eu achei bastante engraçado porque isso me fez lembrar Moçambique, lá em 2012 quando me mudei para o país. Eu achava que as coisas fossem mais modernas por essas bandas, mas pelo visto me enganei.

Todavia, depois da demorada fila para apresentar os passaportes nós voltamos para o ônibus. A princípio a demora se deu porque os policiais com seus gigantes quepes de cor verde-escura inspecionavam minuciosamente (com lupas) um por um, a procura de sabe-se lá deus o quê. Depois voltamos para o ônibus e esperamos pelo menos uns 40 minutos até todos passarem pela imigração da Letônia, que foi muito tranquila, aliás.

Espero que este post possa lhe ajudar. Aproveite e leia também:

Todos os nossos posts sobre a Romênia:

Todos os nossos posts sobre a Bulgária:

Todos os nossos posts sobre a Turquia:

2 Comentários