Nossa viagem pelo Curdistão do Iraque, Turquia e Irã – de ônibus

Nós fomos de Istambul até o Teerã de ônibus, atravessamos a Turquia todinha, passamos pelo Curdistão do Iraque e voltamos pela mesma rota, sãos e salvos. Por isso, se você deseja fazer este mesmo roteiro, veja nesse post como foi nossa viagem pelo Curdistão do Iraque, chegando até o Irã, de ônibus.

Nossa viagem pelo Curdistão do Iraque – Mardin

O que fazer no Curdistão Turco 

No Curdistão da Turquia nós visitamos as cidades de Mardin e Şanlıurfa e já te adianto que ambas foram gratas surpresas nessa viagem. Por isso nós até prolongamos nossos dias por lá. Veja os posts específicos clicando nos links abaixo:

O que fazer em Şanlıurfa 

Şanlıurfa foi outra grata surpresa no Curdistão Turco. Nós apenas passaríamos pela cidade, mas acabamos ficando alguns dias para explorar as atrações da região, especialmente Göbekli Tepe.

Aliás, você sabia que em Şanlıurfa foi descoberto o templo mais antigo do mundo? Pois Göbekli Tepe, que tem 12.000 anos de história, foi o principal motivo de nossa estadia estendida por ali.

o que fazer em sanliurfa
Nossa viagem pelo Curdistão do Iraque – Göbekli Tepe

Além disso, Göbekli Tepe já até entrou para a lista de Patrimônios da Unesco. Mas o mais interessante que se descobriu por aqui é que a crença religiosa foi uma das causas para o estabelecimento do assentamento dos povos e o desenvolvimento da agricultura, e não o inverso, como se pensava até então! Göbekli Tepe tá revolucionando a porra toda. Clique no link abaixo para ver mais:

➡️ Veja aqui nosso post completo com todas as atrações que visitamos em Şanlıurfa, incluindo Gobekli Tepe.

O que fazer em Sanliurfa
Nossa viagem pelo Curdistão do Iraque – Göbekli Tepe

Como ir da Turquia para o Iraque, de ônibus 

Veja abaixo a nossa peregrinação saindo da Capadócia, passando pelo Curdistão Turco e chegando até o Iraque.

Nós pegamos um ônibus de Göreme (Capadócia) até Aksaray com a empresa Kamilkoc. Pagamos TRY 25,00 (USD 4.45) e a viagem durou 1 hora. Ao chegar em Aksaray pegamos um ônibus noturno até Şanlıurfa. A passagem custou TRY 120,00 (USD 21) com a empresa Midyat Seyyidoglu. Entretanto tem várias empresas que fazem o mesmo trajeto e você não terá dificuldades.

Perto de Adana teve uma parada para controle de passaportes, mas tudo super tranquilo. Chegamos em Şanlıurfa às 5h da manhã, depois de 9 horas de viagem. Para ir da rodoviária até o centro da cidade nós pegamos uma minivan do lado de fora do terminal. Encontramos um hotel bacaninha com ar condicionado por TRY 120,00 (USD 21) por noite.

Além disso, essa região da Turquia é famosa pelo Kahvalti (café da manhã, em turco). Por isso vimos vários cafés vendendo o rico café da manhã que inclui ovos, queijos, azeitonas, diferentes tipos de geleias, mel, batata frita, Nutella, tajine, pães e chá a vontade.

➡️ Veja mais detalhes clicando aqui.

O que fazer na Turquia
Café da manhã – Kahvalti

Como ir de Şanlıurfa para Mardin

Super fácil! Compramos nossa passagem no dia anterior no terminal rodoviário de Sanliurfa. Aliás, a cidade não é grande e todos saberão lhe indicar de onde saem os ônibus para Mardin (entre outros destinos). 

Nosso ônibus era da empresa Mardin Tour e saiu de Şanlıurfa pontualmente às 18h30. Chegamos em Mardin às 22h. E logo na descida do ônibus (no bairro Yenisehir) já conseguimos pegar um micro-ônibus até o centro, onde ficava nosso hotel.

➡️ Veja mais detalhes clicando aqui.

Nossa viagem pelo Curdistão do Iraque – Mardin

O que fazer em Mardin

Mardin fica em uma região do mundo que nós conhecemos na escola como a antiga Mesopotâmia, o berço da civilização. Além disso a cidade sofreu influência de várias culturas, fator que hoje pode ser visto em sua arquitetura.

Nós gostamos tanto de Mardin que escrevemos um post completo com todas as atrações da cidade, basta clicar no link abaixo para ver:

➡️ Veja aqui nosso post completo com todas as atrações que visitamos em Mardin.

Pôr do sol em Mardin

Como ir de Mardin, na Turquia, para Erbil, no Iraque 

Saímos do nosso hotel em Mardin logo pela manhã e pagamos um ônibus às 12h com direção a Erbil, no Iraque. 

Compramos a passagem com a empresa Özlem Cizre Nuh, mas tem várias outras que fazem o trajeto. Para comprar o bilhete nós fomos até a rodoviária de Mardin no dia anterior. Pagamos TRY 130,00 por pessoa (USD 23). 

Nós viajamos pelo Curdistão em pleno mês de agosto, no pico do verão. Por isso fazia um calor do inferno! Hahaha, mas até que o ar condicionado do ônibus dava uma refrescada…rs. 

Fronteira entre a Turquia e o Iraque 

Depois de 5 horas de viagem nós chegamos na fronteira Habur (Ibrahim Khalil). Fizemos a saída da Turquia e depois passamos pela imigração para o Curdistão Iraquiano. Tudo muito simples.

Visto para o Curdistão Iraquiano 

Brasileiros não precisam de visto para visitar o Curdistão do Iraque. Por isso o processo na fronteira foi super tranquilo, sem maiores burocracias e sem muitas perguntas. 

Olha aí o carimbão:

Viagem pelo Curdistão do Iraque
Viagem pelo Curdistão do Iraque – Visto

Como são as estradas no Curdistão do Iraque

As estradas no geral eram super tranquilas, o pessoal do ônibus super gentil e nós até ganhamos suco de laranja de um dos passageiros (super fofo, aliás). 

Chegada em Erbil

Chegamos em Erbil às 23h – super atrasados já que a previsão era chegar às 19h. Nos hospedamos no Madera Hotel, pagamos USD 35 por noite incluindo um café da manhã.

Achamos as acomodações bem caras em Erbil! Por isso separamos uma lista para lhe ajudar a encontrar o seu hotel com desconto. Basta clicar aqui.

O que fazer em Erbil 

Veja abaixo as atrações que nós visitamos em Erbil – foram poucas porque o calor era de matar e ficar na rua era bem sofrido:

  • Cidadela
  • Praça Central
  • Bazaar
viagem pelo curdistão do iraque
A praça vista da Cidadela

Como trocar dinheiro no Iraque 

Tem diversos ATMs espalhados por Erbil e é possível inclusive fazer saques em dólares americanos. Óia que beleza!?

Mas as casas de câmbio também tinham uma taxa boa para trocar $$. Por isso veja a cotação oficial que encontramos quando por lá estivemos:

1 USD (dólar americano) = IQD (dinares iraquianos) 1.200,00.

Viagem pelo Curdistão Iraquiano
Viagem pelo Curdistão Iraquiano – Cédulas de Dinar

Como ir de Erbil até Sulaymaniyah 

Saímos do hotel às 9h da manhã e fomos até a Garage Baghdad para pegar uma minivan até Sulaymaniyah. O táxi do hotel até lá custou 4.000,00 (USD 3).

Além disso, logo ao chegar no local nós já encontramos uma van saindo por 10.000,00 por pessoa. (USD 8). E, assim como na África, as minivans saem conformem vão lotando. Entretanto a nossa, como sempre, estava lotada de gente, crianças e malas. 

A viagem de Erbil até Sulaymaniyah durou 4h. Logo ao chegar, um moço da van veio conversar e se ofereceu para nos ajudar a encontrar um hotel. Ele e um amigo nos levaram até um hotel bem localizado, onde passavam minivans para o centro e nos ajudaram inclusive a negociar o valor do hotel, que ainda assim saiu caro. 

Pagamos USD 35 por um quarto grande, mas que o ar condicionado não funcionava muito bem, por isso tivemos que trocar de quarto no meio da noite. Ah! E o amigo também nos mostrou onde teríamos que pegar o ônibus que saia de Sulaymaniyah para o Teerã, no Irã.

Saímos para comer e morremos, o calor era insuportável! Entretanto fomos e voltamos para o centro da cidade usando as minivans. Super fácil! Comida custa bem baratinho no Curdistão Iraquiano, pagamos em média IQD 1.000,00 nos kebabs, (USD 0.85).

Como ir do Curdistão Iraquiano até o Irã 

Fizemos o checkout no hotel e fomos até o Amna Swraka Museum. Depois voltamos para o hotel, pegamos as mochilas e fomos até o lugar de onde saia o ônibus para o Tehran, era ali pertinho do hotel. 

O ônibus que seguia de Sulaymaniyah até o Teerã não saia de uma rodoviária propriamente dita, mas sim de uma garagem que ficava ali perto do nosso hotel.

A garagem de onde sai o ônibus

Saímos de Sulaymaniyah às 20h e às 23h já estávamos deixando o Curdistão Iraquiano e entrando no Irã. 

Ninguém nem olhou o nosso passaporte para buscar evidências de que estivemos em Israel, foi tudo muito tranquilo. Logo ao passar pela imigração já tinha uma pessoa trocando os dinares do Iraque por riais do Irã. 

Para atravessar a fronteira tivemos que tirar toda nossa bagagem do ônibus e passá-las pelo scanner. Depois do procedimento todo, que deve ter durado cerca de 1 hora, seguimos em um ônibus diferente para o Teerã.

Azadi Tower – em Teerã

Como eram as estradas até o Irã

A estrada era boa, não paramos nenhuma vez no caminho para controle de passaporte, nem nada do tipo. Chegamos no Teerã às 13h, ou seja, foram 17h de viagem. 

Não se esqueça do Seguro Viagem!

Pelo amor de qualquer coisa, não faça uma viagem maluca dessas sem seguro! O Especialmente porque o Seguro Viagem é obrigatório para visitar o Irã.

E não é caro, gente! Tem seguro por valores irrisórios, menos de R$ 80,00 para uma viagem de 10 dias. Clique AQUI para obter sua cotação com DESCONTO. Ou clique no link abaixo ⤵️

Por isso nossa sugestão é fazer uma boa busca através da Segurospromo, um site que compara preços e te apresenta uma série de opções de seguro, aí é só escolher a melhor opção para seu tipo de viagem. Além disso, ao utilizar nosso código CASALWANDERLUST5 você ainda ganha 5% de desconto na hora! Por isso faça já sua cotação clicando aqui.

Como ir do Irã para a Turquia, de ônibus 

Antes de mais nada, saiba que nós ficamos presos no Teerã…rs. Porque era época de férias dos iranianos e todos os ônibus para Istambul estavam lotados até o mês seguinte. Por isso tivemos que voltar pelo Curdistão Iraquiano.

Compramos uma passagem de ônibus para Erbil no dia anterior da viagem no West Terminal, que fica perto da Azadi Tower. A passagem custou IRR 1.800.000,00 (USD 15.00).

O ônibus saiu do mesmo terminal às 21h em ponto. Super confortável como de costume e até com marmitinha de arroz com frango. Viajamos a noite toda por estradas boas e às 10h30m chegamos na fronteira Tamarchin. A viagem toda durou 20h, e nós chegamos em Erbil às 17h.

O ônibus parou bem perto do Terminal Internacional de Erbil (o EIGT – Erbil Internacional Group Terminal), foi só atravessar a rua para chegar até lá.

É deste terminal que saem ônibus para diversas cidades da Turquia. Mas nós achamos o valor do ônibus direto para Istambul meio caro, especialmente comparando com os precinhos que estávamos pagando no Irã. As passagens de ônibus de Erbil para Istambul estavam custando USD 60 e os ônibus não saem todos os dias.

Por isso optamos por ir para Diyarbakir primeiro. O bilhete até Diyarbakir custou USD 25.00 com a empresa Cizre Nuh, e a frequência de ônibus é diária nós seguintes horários: 7h30m, 18h e 20h.

Fronteira entre o Iraque e a Turquia

Não sei se foi aquele dia específico ou se é sempre assim, mas nós passamos 5 horas só na fronteira Habur (Ibrahim Khalil), para sair do Iraque e entrar na Turquia. Tudo foi super lento: o processo para liberar o ônibus, a passagem das malas pelo raio-X, uma demora que nunca tínhamos visto antes.

Isso sem contar que fomos chamados em uma salinha e entrevistados como dois traficantes de drogas. Sério! Parecia que tinham encontrado substâncias ilegais nas nossas mochilas e que nós sairíamos dali direto para a cadeia, tamanha era a grosseria e a rigidez dos policiais. Eu até me assustei. Mas depois soubemos que eles tratam assim todos os estrangeiros que cruzam a fronteira do Curdistão para a Turquia…

Ônibus do Iraque para a Turquia

Chegamos em Diyarbakir às 9h da manhã, ou seja, depois de 15h de viagem. Mas em Diyarbakir os ônibus para Istambul estavam todos cheios também, um azar danado. Contudo conseguimos espaço para viajar com uma única empresa e pagamos USD 35 pela passagem, ou seja, no final das contas acabamos pagando o mesmo preço se tivéssemos comprado direto lá em Erbil.

Os preços das passagens de ônibus do Iraque para a Turquia, e até mesmo dentro da Turquia (entre cidades), são bem mais altos do que do Irã para a Turquia (Ankara, Istambul, Van, etc.).

Por isso, se você pretende fazer a mesma viagem que nós fizemos, tente reservar sua passagem de ônibus assim que você chegar no Irã. Pois desta maneira você pagará mais barato, viajará em ônibus mais confortáveis e evitará pelo menos 90% de todos os transtornos que nós tivemos.

Coisas que nós faríamos diferente

Viajamos pelo Curdistão em pleno mês de agosto e o calor deixou nossa viagem insuportável. Era praticamente impossível ficar na rua entre as 12 e às 16h. Por isso aceleramos o passo e optamos por pular algumas cidades.

Contudo, se tivéssemos viajado em outra época do ano nós teríamos incluido as seguintes cidades em nosso roteiro:

  • Teríamos saído de Mardin para Duhok
  • De Duhok teríamos passado por Amedi para visitar o antigo palácio do Sadan Hussein – que hoje só tem as ruínas mas vale a visita
  • De Amedi teríamos seguido para Akre
  • E por fim para Erbil
  • Depois teríamos ido para Sulaymaniyah 
  • E de Sulaymaniyah passaríamos por Marivan, Sanandaj,  Hamedan e depois seguiríamos para Esfaran.

Espero que este post possa lhe ajudar. Aproveite e veja também:

Todos os nossos posts sobre o Irã:

Todos os nossos posts sobre a Turquia:

Deixe um comentário