Casal Wanderlust

As comidinhas de rua do Lesoto

Comer em um restaurante bacanão recomendado pelo guia Michelin é bom. Mas experimentar a comida de rua dos locais que visitamos é uma de nossas atividades favoritas em nossas viagens pelo mundo.

Quando comemos nos pequenos mercados de rua, ajudamos o pequeno produtor, fazemos o dinheiro chegar até os pequenos comerciantes e ainda economizamos dinheiro – olha que beleza!!!

Um dos vendedores de comida de rua em Maseru

Em nossa viagem de volta ao mundo vamos escrever um post sobre as comidas de rua de todos os países por onde passarmos. Começando pelo Lesoto, este pequeno reino situado no coração da África do Sul.

Bandeira do Lesoto

Obs.: sempre tomamos certos cuidados, como por exemplo:

  • Evitamos comer saladas cruas;
  • Tomamos vermífugos a cada 3 meses;
  • Preferimos os alimentos cozidos, assados ou fritos;
  • Levamos sempre álcool em gel conosco, para higienizar as mãos e as frutas;
  • Mas muitas vezes só rezamos e mandamos a comida pra dentro, sem medo!

A moeda do Lesoto

A moeda do Lesoto é o Loti, que no plural se torna Maloti.

A cotação em Julho de 2017 era de 1,00 USD = 13,00 LSL aproximadamente.

Nestes posts sempre colocaremos os preços na moeda local e em dólares americanos, para facilitar na hora da conversão.

Em Maseru

Nós ficamos na capital do país por seis dias e depois fomos passando por outras cidades menores. Vamos mencionar as comidinhas que experimentamos em cada local, mas você poderá encontrá-las praticamente por todo o país.

Lipapata (em Sesotho) ou lanche de linguiça

Eleita a nossa comida de rua favorita no Lesoto: um pãozinho macio recheado com linguiça grelhada e molho picante.

Uma unidade sacia tanto que equivale a um almoço!

Comidinhas de rua do Lesoto

Local onde nós comprávamos o nosso Lipapata em Maseru

➡️  Quem nos conhece sabe que amamos comer e que temos um apetite de leão…hahaha. Então, se dissermos que determinada comidinha sacia a nossa fome, é porque sacia mesmo!

💰  Preços 

1 unidade – LSL 7,00

                    USD 0,53

Makoenya (em Sesotho) ou Fat Cake

Um delicioso bolinho frito que lembra muito o nosso sonho (vendido nas padarias do Brasil), só que sem recheio. Eram os nossos preferidos para o café da manhã.

Makoenyas, nossas delícias no café da manhã!

💰  Preços 

1 unidade  – LSL 1,00

                     USD 0,07

Frutas

Comprar frutas nas barraquinhas de rua é ter a certeza de uma fruta fresquinha e barata!

Neste caso nós comprávamos no dia anterior, lavávamos e colocávamos na mochila – lanchinho rápido e saudável para comer nos passeios.

💰  Preços

1 maçã ou pera   –   LSL 3,00

                                 USD 0,22

1 banana ou laranja – LSL 2,00

                                     USD 0,15

Elma Chips de rua

Iguaizinhos ao Cheetos, só que picantes e absurdamente baratinhos 😋

Comprávamos aos montes!

💰 Preços 

1 pacotinho pequeno – LSL 1,00

                                        USD 0,07

1 pacotinho grande –    LSL 2,00

                                        USD 0,15

Milho assado

Os pedaços das espigas são assados nessas pequenas churrasqueiras. São bem servidos e equivalem a um almoço – porque dá uma “empapuçada”, sabe?

Para o nosso paladar ele pareceu meio “seco” demais, com uns grãos enormes e deu uma sede danada na gente.

Seria uma combinação ideal com uma cerveja gelada!? Seria! Opa 🍺

💰  Preços 

1 unidade pequena – LSL 4,00 

                                   USD 0,30

1 unidade grande  –  LSL 7,00

                                   USD 0,53

Em Roma

Calma! É a cidade de Roma no Lesoto mesmo, não aquela da Itália…rs.

Nós estivemos em Roma para visitar a Universidade do Lesoto, e logo na parada dos táxis (minivans) descobrimos esse açougue. E o mais interessante do lugar é que você escolhe sua carne e na saída do estabelecimento fica um churrasqueiro pronto para assá-la – sem que você tenha que pagar nada a mais por isso!

Escolhendo 1/2 kg de linguiça para nossos lanchinhos – até a moça ficou impressionada com a nossa fome…hahaha.

Ao lado do açougue tem uma padaria vendendo pães fresquinhos. Olha que perfeição!? Dá para montar seu lanche ali mesmo!

O churrasqueiro assando as linguiças e o resultado final – olha que delícia!

💰  Preços 

1/2 kg de linguiça  (já assada e com molho picante) – LSL 37,50

                                                                                           USD 2,93

6 pãezinhos –   LSL 11,50

                          USD 0,90

Nós comemos 6 sandubinhas por apenas LSL 3,83 – USD 0,64 cada um 😋

Em Botha-Bothe

Em Botha-Bothe, nosso ponto de parada para ir até a estação de esqui (sim, NEVA no Lesoto – em breve um post completo sobre), nós provamos o prato típico do país:

Papa com frango – o prato típico do Lesoto

A papa é uma massa feita de milho. É bastante nutritiva, mas meio sem sabor. O conceito lembra uma polenta e a cara lembra um purê de batatas, mas o sabor não tem nada a ver.

O frango normalmente vem acompanhado de molho “piri-piri” (molho picante) e uma pequena porção de verduras cozidas – imaginamos que o molho picante é para dar sabor à papa, e isso funciona muito bem!

Como o frango é assado

Como vem na marmitinha – que eles chamam de Take Away

O delicioso resultado final

💰  Preços 

1 unidade – LSL 25,00

                     USD 1,85

E a comidinha mais “estranha” de todas, pelo menos aos nossos olhos:

PEDRAS! Pequenas pedras de argila

Quando vi esses pequenos saquinhos nas barraquinhas, juro que imaginei que eram vendidos para qualquer outra utilização – se bem que é difícil imaginar uma utilização prática para um saco de pedrinhas.

Foi então que eu comecei a conversar com uma senhora que estava embalando as pedrinhas e ela me disse que eram para comer. E para ilustrar, enfiou logo uma na boca e me mostrou com a língua – como quem diz: “te falei que era para comer”.

Novamente imaginei que ela ficaria um tempo com a pedra na boca e depois jogaria fora… Mas não. Ela engoliu!

Na verdade as pequenas pedrinhas de argila vão derretendo até que não sobre muito a engolir.

Como as pedras são vendidas, em pequenos saquinhos plásticos

Conversei com diversas pessoas para tentar entender o motivo da comilança das pedras, mas ninguém conseguiu me dar uma explicação plausível. A única resposta que obtive é que quem gosta das pedrinhas são basicamente as mulheres.

Na verdade trata-se de um costume sociocultural. E, de acordo com os especialistas, o desejo de comer as pedras por parte das mulheres é resultado de uma deficiência em minerais vitais, como o cálcio, no corpo. Só que infelizmente, essas pedras não oferecem muito cálcio, elas oferecem outros tipos de minerais como o magnésio, mas pouco cálcio.

Enfim, nós não experimentamos.

Nós experimentamos todos os exemplos acima (com exceção das pedras). Nós adoramos, não passamos mal, economizamos dinheiro e fomos muito felizes.

É claro que nem todo mundo está disposto a comer comida de rua, por diversas razões. Mas se puder, dê uma chance ao pequeno comerciante nos países ou nas cidades por onde você estiver viajando. Nem que seja optando pelo mercadinho da esquina ao invés das grandes redes. É uma maneira de distribuir melhor o dinheiro, para que ele chegue a quem precisa.

Gostou?

Aproveite e leia também:

Joanesburgo além dos safáris

O que fazer em Durban

Bem-vindo à Suazilândia

4 comentários sobre “As comidinhas de rua do Lesoto

  1. Laura

    Pedras, pra comer?! Quem diria!
    Esse mundo é mesmo uma imensidão, e cada povo, cada lugar com uma história diferente, uma cultura própria…
    Por isso que viajar é tão, tão bom!
    Adorei o post, beijos pros dois!

Deixe uma resposta