O que fazer em Kuala Lumpur – Guia Completo com Roteiros e Dicas!

Veja neste post um roteiro completo de 3 dias em Kuala Lumpur, a capital da Malásia. Aqui nós reunimos dicas do que fazer, onde se hospedar, como se locomover e dicas de como explorar Kuala Lumpur de maneira econômica.

Kuala Lumpur recebe turistas de todos os cantos do mundo. Especialmente porque alguns voos que seguem para os demais países do Sudeste Asiático acabam fazendo escala por aqui.

Neste post nós separamos as 20 principais atrações de Kuala Lumpur e conseguimos encaixar todas elas em um roteiro de 3 ou 4 dias, a depender de quanto tempo você tenha. Vem ver!

Kuala Lumpur

Batu Caves – um dos cartões postais de Kuala Lumpur

Onde se hospedar em Kuala Lumpur

Em Kuala Lumpur nós nos hospedamos no Pudu Inn Hotel. Pagamos USD 9,00 por um quarto com ar condicionado e banheiro privativo. O hotel é super bem localizado, bem em frente a estação de metrô Chan Sow Lin e com vários restaurantes bons e baratos por perto.

Caso queira ver outras opções de hotéis em Kuala Lumpur, veja a seleção que nós preparamos para você, basta clicar aqui. Lembrando que ao utilizar o Booking.com você pode efetuar suas reservas em reais (R$) fugindo assim do IOF. E em muitos casos é possível fazer o cancelamento gratuitamente, caso seja necessário.

Nosso quarto no Pudu Inn Hotel – por apenas USD 9,00!

O que fazer em Kuala Lumpur

Nós passamos uma semana na capital da Malásia. Mas como sabemos que a maioria das pessoas que viaja por aqui tem menos tempo para explorar a cidade, decidimos criar um roteiro de 3 dias em Kuala Lumpur.

Achamos que 3 dias são suficientes para conhecer as principais atrações da cidade, incluindo a Batu Caves, as famosas Petronas Towers, Mesquitas, Jardins e Parques.

Kuala Lumpur

As famosas Petronas Towers

Roteiro Kuala Lumpur – Dia 1

Reserve a manhã do primeiro dia para conhecer o cartão postal de Kuala Lumpur, a Batu Caves.

Batu Caves

Quando eu digo que é para você reservar a manhã do primeiro dia em Kuala Lumpur, sabia que eu quero dizer que você deve acordar bem cedo. E essa é a principal dica deste post.

A Batu Caves é um templo hindu dedicado ao deus Murugan, o deus hindu da guerra, filho de Shiva. A estátua que podemos ver na frente do templo tem quase 43 metros de altura e é a maior estátua do deus Murugan do mundo inteiro.

A estátua dourada do deus Murugan

Eles pintaram recentemente as escadarias e os arredores da Batu Caves, então prepare-se para uma chuva de cores.

Cores!

Eu confesso que esperava mais do templo dentro da caverna. Acho que fui com uma super expectativa e acabei achando a parte de dentro meio sem graça quando comparada com o lado de fora.

São 272 degraus até o topo. Prepare-se para a subida e tenha cuidado com os macacos pelo caminho. Eles parecem fofos, mas ao menor deslize eles podem roubar sua comida, óculos de sol e até o celular da sua mão. Fique atento a esses pequenos safados…rs.

Kuala Lumpur

Coçando “as partes” na maior tranquilidade…hahaha

DICA de OURO ➡️ tente chegar o mais cedo possível na Batu Caves. Nós pegamos o trem das 8h e chegamos no templo às 8h30. Conseguimos desfrutar da atração antes das hordas de turistas que invadem o local após as 10h.

Kuala Lumpur

Quase ninguém por lá às 9h da manhã. Olha que beleza!

Como chegar: a maneira mais econômica de visitar a Batu Caves é de trem. Os trens partes a cada 30min da Sentral Station (com S mesmo) e param bem na porta da atração.

Nós pegamos o trem das 8h porque queríamos chegar bem cedo. Pagamos MYR 2,60 por trecho, ou seja, USD 0,60.

Quanto custa: visitar a Batu Caves é DE GRAÇA!

➡️ Clique AQUI para baixar o mapa do metrô de KL.

Perdana Botanical Gardens – Jardim Botânico

Depois de subir vários degraus para chegar até a Batu Caves, nada melhor do que respirar ar puro e relaxar, né verdade?

O Jardim Botânico de Kuala Lumpur é enorme, super bonito e bem cuidado. Foi por ali que Lázaro decidiu que moraria facilmente em Kuala Lumpur. Não é bobo nem nada esse menino, né? Olha que coisa mais linda:

Kuala Lumpur

Perdana Botanical Garden

Kuala Lumpur

Perdana Botanical Garden

Kuala Lumpur

Perdana Botanical Garden

Como chegar: a maneira mais fácil e mais econômica para ir até o Jardim é pegando o ônibus gratuito, o GoKL e descer na estação Muzuim Negara da linha vermelha.

Quanto custa: a atração é gratuita. Existem duas que são pagas, o Bird e o Butterfly Park, mas nós não fomos.

Deer Park

Logo ali pertinho, na verdade dentro do mesmo complexo, está o Deer Park. Um jardim onde moram alguns veados holandeses, os chamados Dama Dama. Dá para ver eles de longe.

Kuala Lumpur

Deer Park

Como chegar: fomos caminhando do Jardim Botânico até lá.

Quanto custa: a atração é gratuita.

Little India

Você pode aproveitar esse primeiro dia para matar a saudade da comida indiana. Ou simplesmente caminhar pelas ruas coloridas do bairro Little India.

Por lá você encontra uma série de restaurantes e lojas indianas. Perca-se por lá por pelo menos uma hora.

Kuala Lumpur

Little India

Como chegar: do parque até a Little India é uma caminhada de 3km. A estação de metrô mais próxima da Little India é a estação do Monorail KL Sentral.

Quanto custa: é de graça.

Thean Hou Temple

Eu sugiro que você termine seu dia assistindo a um belíssimo pôr do sol no Thean Hou Temple, um dos templos mais bonitos de Kuala Lumpur.

O templo incorpora elementos do budismo, do taoísmo e do confucionismo em sua estrutura grandiosa. Construído em 1894, está situado em uma colina e oferece uma vista maravilhosa da cidade.

Kuala Lumpur

Thean Hou Temple

Kuala Lumpur

Thean Hou Temple

Como chegar: se você estiver disposto a continuar andando, dá para ir caminhando da Little India até o templo, e foi exatamente isso que nós fizemos. Mas você também pode pedir um Grab pelo APP. O Grab funciona como o Uber e nós usamos diversas vezes. É super barato e confiável.

Quanto custa: a atração é gratuita.

Roteiro Kuala Lumpur – Dia 2

Neste segundo dia nós incluímos no roteiro as belas mesquitas de Kuala Lumpur.

Casa do Sultão Abdul Samal

Comece seu dia pela imponente Casa do Sultão Abdul Samal. Este imponente prédio construído em 1894 e que hoje abriga os escritórios do Ministério de Comunicações e o Ministério de Turismo e Cultura da Malásia

A Malásia ficou independente da Inglaterra em 1957 e, desde 1 de janeiro de 1990 a praça em frente ao prédio tornou-se o local para a celebração oficial da independência malaia.

Kuala Lumpur

Casa do Sultao Abdul Samal

Como chegar: o local fica a 5 minutos de caminhada da estação de metrô Masjid Jamek. Mas o ônibus gratuito, o GoKL, também passa por lá, basta descer na estação Dataram Merdeka da linha vermelha.

Quanto custa: a atração é gratuita.

➡️ Clique AQUI para baixar o mapa do GoKL, o ônibus gratuito de KL.

Mesquita Masjid Jamek

A Mesquita Masjid Jamek foi projetada pelo arquiteto Arthur Benison Hubback, o mesmo que projetou a Casa do Sultão Abdul Samal.

Nós sempre achamos que visitar mesquitas (ou qualquer templo religioso) nos causa uma sensação tão boa, de paz. E não foi diferente na Masjid Jamek. Sem contar que dentro da Mesquita existem voluntários que contam um pouco sobre a história do local, assim como dão pequenas aulas sobre o islamismo. Para quem tem curiosidade sobre outras culturas é uma visita bastante interessante.

Kuala Lumpur

Mesquita Masjid Jamek

É permitido entrar na Mesquita mesmo que você não seja muçulmano. Porém, mulheres precisam cobrir os cabelos com um lenço e homens não podem entrar usando bermuda e camiseta regata.

Mas se você não estiver vestido adequadamente eles te emprestam as roupas necessárias, sem nenhum custo adicional. Veja ⬇︎

Kuala Lumpur

Roupa emprestada da mesquita

Como chegar: a mesquita fica bem na saída da estação de metrô Masjid Jamek. Mas o ônibus gratuito, o GoKL, também passa por lá, basta descer na estação Dataram Merdeka da linha vermelha.

Quanto custa: a atração é gratuita. O horário de visitação é das 10h às 12h30m, e das 14h30m às 16h. Sendo fechada para visitação às sextas-feiras.

National Mosque

A Mesquita Nacional é enorme. Ela tem capacidade para receber até 15.000 pessoas de uma única vez. Sua construção imponente pode ser vista de diversos pontos de Kuala Lumpur. Especialmente pelo seu minarete (torre utilizada para chamar os fiéis para a oração) que mede 73 metros.

Quando estivemos por lá ela estava passando por reformas, por isso ficamos apenas com esta foto da parte externa.

Kuala Lumpur

National Mosque

Como chegar: a mesquita é ponto de parada do o ônibus gratuito, o GoKL, basta descer na estação Masjid Negara da linha vermelha.

Quanto custa: a atração é gratuita. O horário de visitação é das 9h às 12h, das 15h às 16h, e das 17h30 às 18h30m. Só às sextas-feiras que a visitação acontece entre das 15h às 16h, 17h30m às 18h30m apenas.

➡️ Clique AQUI para baixar o mapa do GoKL, o ônibus gratuito de KL.

Planetário

Próximo a Mesquita Nacional fica o Planetário de Kuala Lumpur. A visitação vale a pena especialmente se você estiver viajando com crianças.

Uma das principais atrações do Planetário é o teatro espacial que exibe documentários espaciais e filmes. No salão principal você encontra exposições permanentes relacionadas à ciência espacial e artefatos relacionados à exploração espacial. É super didático para crianças, mas é meio sem graça para adultos.

Kuala Lumpur

Planetário Kuala Lumpur

Como chegar: nós fomos até lá caminhando depois de visitar a Mesquita Nacional.

Quanto custa: a atração é gratuita. Paga-se apenas pelo ticket para assistir aos filmes.

Pavilion

Um shopping center recheado de lojas caras. Um lugar que nós, pobres mochileiros, só passamos para dar uma olhada mesmo…hahaha. 😂

Mas ainda assim vale a pena porque é por ali que você pega a Bukit Bintang Pedestrian Walkway, uma passarela de quase 2 km para ir até as Petronas Tower. A passarela passa por dentro de shopping centers e é toda climatizada. Uma maravilha em dias de calor.

Kuala Lumpur

Decoração de Natal no Pavilion

Como chegar: o Pavillion é ponto de parada do o ônibus gratuito, o GoKL, basta descer na estação Pavilion da linha roxa. Mas também tem uma estação do metrô (monorail) que passa por lá, a Bukit Bintang.

Quanto custa: a atração é gratuita.

Petronas Towers

Termine seu dia na maior atração de Kuala Lumpur, as Petronas Twin Towers. É possível subir até esta passarela que liga as torres gêmeas para ter uma vista bonita da cidade. Mas nós preferimos ficar com a vista do lado de fora e guardar o $$ da subida para o jantar.

Por ali nós também assistimos ao show de luzes e água que acontece bem em frente as Petronas. Veja o vídeo mais abaixo.

Sugiro que você chegue por lá antes das 19h, ou quando o sol começar a descer, porque é neste momento do dia que o céu estará desta cor maravilhosa:

Kuala Lumpur

Petronas Towers

Como chegar: o complexo é ponto de parada do o ônibus gratuito, o GoKL, basta descer na estação KLCC. Mas também tem uma estação do metrô por lá, que também de chama KLCC.

Quanto custa: a atração é gratuita.

Show de luzes e água

KLCC Lake Symphony Light e Sound Water Fountain

No KLCC Park, situado na esplanada nos arredores do Suria KLCC, fica o Lake Symphony. São duas fontes musicais que exibem mais de 150 animações programadas em uma performance mágica de som e água.

Os shows da KLCC Lake Symphony Light e Sound Water Fountain (eita nome comprido, não!?) acontecem às 20h, 21h e 22h diariamente. É são totalmente de graça!

Roteiro Kuala Lumpur – Dia 3

O terceiro dia ficou bem mais leve que os demais. Portanto, se você não conseguiu visitar todas as atrações do dia anterior, pode aproveitar para ir neste último dia em Kuala Lumpur.

KL Forest Eco Park

Que tal começar o dia em mais um parque? Prepare o boné, o protetor solar e inicie seu dia no pulmão verde de Kuala Lumpur, o KL Forest Eco Park.

KL Forest Eco Park

O maior barato por lá são essas passarelas entre as árvores. Perca seu medo de altura e chacoalhe-se por elas.

Kuala Lumpur

KL Forest Eco Park

Como chegar: o parque é ponto de parada do o ônibus gratuito, o GoKL, basta descer na estação KL Tower.

Quanto custa: a atração é gratuita.

KL Tower

É do alto da KL Tower onde são tiradas as fotos bombásticas que fazem o maior sucesso no Instagram. Procure pela #kltower e você verá. Aparecerão centenas de fotos de pessoas em uma caixa de vidro que fica no topo da torre.

Mas, como nós preferimos gastar nosso dinheiro bebendo cerveja, ficamos apenas com essa vista do lado de fora da famosa torre de 421 metros de altura.

Kuala Lumpur

KL Tower

Como chegar: a KL Tower é ponto de parada do o ônibus gratuito, o GoKL, basta descer na estação KL Tower.

Quanto custa: o ticket para ir até o deck de observação custa MYR 49,00, que equivalem a USD 12,00.

China Town

Eu amo visitar bairros onde é possível encontrar comida boa, barata e bem servida. E China Town sempre é o melhor lugar, não importa a cidade. Se tem bairro com esse nome, é sempre um dos primeiros que eu visito….hahaha.

Aproveite para almoçar por lá. Nós nos jogamos na comida de rua e amamos. Super recomendo!

A colorida região de China Town nunca dorme. Por lá você encontra restaurantes, cafés, feirinhas e lojas de bugigangas variadas.

China Town

Central Market

Quando o Lázaro me disse que nós iríamos para o Central Market eu pensei que seria uma feira de rua com barraquinhas de comida. Mas que nada! O Central Market de Kuala Lumpur é muito mais do que isso.

Por lá você encontra lojas de roupas, de comida e de eletrônicos, além de restaurantes, é claro.

O prédio construído em 1928 era mesmo um mercado simples até a década de 80, mas que com o tempo foi ganhando ares mais “cult”, mas sempre mantendo sua estrutura original. Se for até lá repare nas portas dos banheiros, em madeira maciça.

Kuala Lumpur

Central Market

Como chegar: o Central Market é ponto de parada do o ônibus gratuito, o GoKL, basta descer na estação Pasar Seni.

Quanto custa: a atração é gratuita.

Sri Mahamariamman Temple

O Sri Mahamariamman Temple é o mais antigo templo hindu de Kuala Lumpur. Fundado em 1873, ele também fica na região de Chinatown, em Jalan Bandar.

Em 1968, uma nova estrutura foi construída, apresentando a torre ornamentada ‘Raja Gopuram’ no estilo dos templos do sul da Índia. Olha:

Kuala Lumpur

Sri Mahamariamman Temple

Kuala Lumpur

Interior do Sri Mahamariamman Temple

Sin Sze Si Ya Temple

O Templo Sin Sze Si Ya é o mais antigo templo taoísta em Kuala Lumpur.

Já que você está perambulando pela região, vale a pena dar uma passadinha por lá. Ele fica pertinho do templo hindu mencionado acima.

kuala lumpur

Sin Sze Si Ya Temple

Petaling Street

A feirinha da Petaling Street, a Jalan Petaling, é uma feirinha de bugigangas e de produtos falsificados, basicamente.

Mas mesmo que você não queira comprar nada vale a pena perambular por lá. Tem alguns restaurantes por ali e você pode terminar seu dia jantando na região.

Onde comer (barato) em Kuala Lumpur

Bem na saída da estação de metrô Chan Sow Lin fica o Restoran Bai Li Men.

Na verdade o local é tipo uma praça de alimentação com diversas opções de lojinhas vendendo comida. Mas nossa indicação é o self-service da Winni. Ela fica logo na entrada do local, do lado direito.

Kuala Lumpur

A Winni é essa da foto

A Winni serve comida caseira (e deliciosa) no horário do almoço, das 11h às 14h. Além de ter sido a melhor comida que provamos em toda Kuala Lumpur, ainda foi a mais barata.

A única coisa ruim é que ela só está por ali de segunda à sexta-feira. Nos fins de semana e feriados ela fecha.

A entrada do restaurante

Há um esquema muito comum em alguns países asiáticos, eles te dão um prato de arroz branco e você se serve das demais opções pagando de acordo com aquilo que colocar no prato. Este pratão da foto custou apenas MYR 7,00, que equivale a USD 2, 30. Nessa montanha de comida tinha carne de porco, de frango e uma incrível variedade de legumes e vegetais.

Kuala Lumpur

Menos de R$ 7,00. Dá para acreditar!?

Como chegar: o Restoran Bai Li Men fica em uma das saídas da estação de metrô Chan Sow Lin. Na mesma rua do Hotel Pudu Inn – que é uma referência mais fácil para você achar no Google Maps e Maps.Me.

O endereço é o: 18, Jalan Metro Pudu 2, Fraser Business Park, Pudu, Kuala Lumpur 55100.

Como se locomover

O sistema de transporte público de Kuala Lumpur é maravilhoso. As principais atrações turísticas da cidade são cobertas pelo ônibus gratuito, o GoKL, ou pelo metrô.

Mas caso você prefira mais praticidade, basta baixar o APP do Grab (tipo Uber) que também funciona super bem por aqui e é bem barato.

➡️ Clique AQUI para baixar o mapa do GoKL, o ônibus gratuito de KL.

➡️ E AQUI para baixar o mapa do metrô de KL.

Kuala Lumpur

Embora tenha linha vermelha, roxa, verde e etc., os ônibus são todos cor-de-rosa

Melhor época para visitar Kuala Lumpur

A melhor época para visitar Kuala Lumpur é durante os meses de maio julho, durante a estação seca.

Nós estivemos por lá no mês de novembro e choveu bastante. Na verdade chovia todo dia à tarde. Porém, conseguimos aproveitar muito durante o dia, a chuva não nos atrapalhou em nada.

Temperatura média anual em Kuala Lumpur. Fonte: https://www.meteoblue.com

Quanto Custa Viajar para a Malásia

Nossa média de gastos viajando pela Malásia foi de USD 16,00 por dia, por pessoa. Segue abaixo uma média dos custos básicos:

  • Hospedagem – pagamos em média USD 10,00 por um quarto de casal com banheiro privativo e ar condicionado;
  • Comida – considere um gasto médio de MYR 10,00, ou seja USD 2,40, por pessoa, por refeição;
  • Transporte – várias cidades da Malásia têm ônibus gratuitos. E também é muito fácil andar a pé entre as atrações, especialmente em cidades como Malaca, Ipoh e George Town. Considere um gasto médio de MYR 10,00 por dia. O Grab (uma espécie de UBER) também é uma ótima opção. Baixe o APP e seja feliz;
  • Bebidas – a cerveja é cara, falarei melhor mais abaixo. Mas café gelado e outras bebidas não alcóolicas são bem baratas. Um café gelado super delícia e adoçado com leite condensado custa em média MYR 2,00, menos de USD 0,50!

Visto

A Malásia é um daqueles países que mesmo quando a gente não conhece já considera “pakas”.

Brasileiros NÃO precisam de Visto para viajar por aqui. Uma autorização para permanência de até 90 dias é concedida em sua chegada no aeroporto. E o processo de imigração é super simples e rápido.

Moeda

A moeda utilizada na Malásia é a Ringgit Malaio. A vantagem é que a cotação é bem parecida com o Real (R$).

Na verdade o Ringgit é um pouco desvalorizado em comparação ao Real. Ou seja, você não precisará ficar fazendo conversões malucas para saber o real valor das coisas.

Em abril de 2019 a cotação era de 1 USD para LKR 4,15.

Malásia

Ringgit malaio

Segurança

Achamos a Malásia muito segura. Andamos o tempo todo utilizando transporte público e a pé e não tivemos nenhum problema. Muito pelo contrário, mesmo nos bairros mais afastados onde nos hospedamos nós achamos super tranquilo, inclusive à noite.

Preço da cerveja

Acho que esta é uma das únicas coisas que nós não gostamos na Malásia, o preço da cerveja.

O elixir dos deuses não costuma ser muito barato em países muçulmanos e por aqui não foi muito diferente. O preço médio de uma latinha de 335ml nos supermercados é de MYR 10,00, que equivalem a USD 2,40. Nos restaurantes e bares o valor médio é de MYR 20,00, ou USD 4,80.

Telefonia e Internet

Logo no aeroporto nós compramos um chip local com a operadora Digi. O pacote de dados válido por 30 dias custou MYR 50,00, que equivale a USD 12,00. Depois vimos que na rua este mesmo pacote sairia por MYR 30,00, ou USD 7,00. Oh raiva!

Dica: se puder compre seu chip + pacote de dados fora do aeroporto e escolha bem o plano antes de contratar. Alguns planos aparentam ser bons mas na verdade oferecem maior liberdade para navegação apenas de madrugada.

Um pacote de internet ilimitada vai sair um pouco mais caro. Mas caso você queira economizar, basta ficar atento aos horários oferecidos. Tem opções boas e bem baratas. Nosso pacote de dados oferecia 7GB para uso livre durante 30 dias + 1GB para usar entre às 13h e 19h + 1GB para usar entre às 0h e 8h da manhã.

Água

Mais um país onde não bebemos água da torneira. Depois do meu piriri na Índia confesso que fiquei meio receosa.

Mas a boa notícia é que por toda a Malásia você encontrará filtros de água espalhados pelas ruas. São lugares onde você pode encher sua garrafinha de água por valores mínimos. Nós pagávamos MYR 0,10 para cada litro de água, ou seja, USD 0,02. Quase nada! E o meio ambiente ainda agradece 😍

Cartões de Crédito e ATMs

A maioria dos hotéis e restaurantes aceitam pagamentos com cartão. E você encontrará uma série de ATMs espalhados por todas as cidades.

Lembre-se do Seguro Viagem!

O seguro viagem é indispensável em uma viagem para o Sudeste Asiático. Nossa sugestão é fazer uma boa busca através da Segurospromo, um site que compara preços e te apresenta uma série de opções de seguro, aí é só escolher a melhor opção para seu tipo de viagem. E utilizando nosso código CASALWANDERLUST5 você ainda ganha 5% de desconto na hora!

Gostou? Veja todos os nossos posts sobre a Malásia:

🌍 Acompanhe nossa viagem de volta ao mundo através de nossa página no Facebook:

https://www.facebook.com/casalwanderlustoficial

Gostou? Salve no Pinterest para ler mais tarde:

Deixe um comentário