Um casal em uma viagem de volta ao mundo!

O que fazer em Leh, no norte da Índia

Veja neste post O que fazer em Leh – incluindo dicas de como conhecer a região de maneira independente e gastando pouco.

Conhecer Leh, cidade que fica em uma parte isolada da Índia, era um desejo antigo que nós tínhamos. Especialmente porque parte da região norte do país fica isolada durante os meses de inverno e o acesso só é possível de avião. E foi assim, aproveitando que estávamos pela Índia na janela perfeita para fazer esta viagem de ônibus, que nós fomos conhecer Leh e seus arredores.

Como ir de Srinagar para Leh
Paisagens na estrada

Onde se hospedar em Leh

Nós nos hospedamos no Ashoka Guest House. Pagamos USD 10.00 por um quarto duplo com banheiro privativo e água quentinha. O hotel fica no centro de Leh e também oferece opções mais econômicas com banheiro compartilhado.

Contudo, caso você queira ver outras opções de hotéis, veja a seleção que nós preparamos para você, basta clicar aqui. Lembrando que ao utilizar o Booking.com você pode efetuar suas reservas em reais (R$) fugindo assim do IOF. Você não paga nada a mais por isso, mas nós ganhamos uma pequena comissão que nos ajuda a manter o blog recheado de dicas.

O que fazer em Leh

Uma vez que passamos uma semana em Leh explorando a região de maneira independente, decidi escrever este post com todas as atrações que nós visitamos em Leh e também nos arredores da cidade. Vem ver!

O que fazer em Leh – Paisagens pelo caminho

Leh Palace

Logo ao chegar em Leh, além de avistar as montanhas nevadas, você já vai se deparar com o imponente Leh Palace. Assim que o vi eu logo lembrei do Tibet, e não foi à toa.

Uma vez que o Leh Palace lembra, em menor proporção, o Palácio de Potala, que fica em Lhasa, no Tibet, eu me senti no país que eu mais tenho vontade de conhecer atualmente.

De maneira idêntica a alguns prédios no Tibet, o Leh Palace foi construído com madeira, pedras, lama e areia, sendo assim um belo exemplo da arquitetura tibetana medieval. E é exatamente por isso que ele é uma das principais atrações de Leh.

O que fazer em Leh
Leh Palace

A vista do Leh Palace é belíssima. Porque é de lá de cima que é possível avistar quase toda a cidade e as montanhas nevadas que dão todo charme à paisagem.

O que fazer em Leh - Leh Palace
Leh Palace

Quanto custa: a entrada para o Leh Palace custa INR 300,00, que equivale a USD 4.30.

Como chegar: nós fomos caminhando até lá.

Tsemo Castle

A 15 minutos de caminhada da atração anterior está o Tsemo Castle, ou Tsemo Fort, como também é conhecido. Se você decidir ir caminhando até lá, como nós fizemos, você terá que subir morro acima. Mas de táxi você chegará bem na porta de entrada, sem maiores esforços.

O que fazer em Leh
O que fazer em Leh – Tsemo Castle

O Tsemo Castle fica no topo de uma colina e também oferece uma linda vista. O que é ótimo porque não tem nada demais para visitar dentro do castelo a não ser um pequeno templo budista.

Tsemo Castle em Leh
O que fazer em Leh – Vista do Tsemo Castle

Quanto custa: a entrada para o Tsemo Castle é gratuita.

Como chegar: nós fomos caminhando até lá, morro acima.

Thiksey Monastery

O Thiksey Monastery fica pertinho de Leh e nós fomos até lá de ônibus. Porque era baratinho e nós tínhamos muita vontade de conhecer os famosos monastérios da região.

Reza a lenda que monges budistas estavam fazendo rituais com oferendas ali na região quando um corvo passou pelo local, pegou o bolo da oferenda e o colocou no alto de uma colina. Uma vez que os budistas entenderam o fato como um sinal auspicioso, eles decidiram construir o monastério na região exata onde teriam encontrado o bolo.

Por isso o nome Thiksey significa “ordem perfeita”, porque deriva da ordem perfeita em que o corvo teria colocado o bolo na montanha.

O que fazer em Leh – Thiksey Monastery

O monastério é gigante e, além de ser a casa de alguns monges, tem alguns templos para visitação.

Contudo dentre todos os templos o que mais se destaca é o Maitreya Temple, onde fica uma estátua gigante de Maitreya, o próximo Buda que virá para reforçar os ensinamentos budistas quando estes estiverem sendo esquecidos pela humanidade. A estátua mede 12 metros de altura e ocupa dois andares do prédio.

Maitreya Buddha Statue

As outras atrações são o Templo de Tara e o Golden & Silver Temple, mas estes últimos são menores e não tão bonitos. Contudo, a vista lá de cima do monastério é incrível. Saca só:

Vista do Thiksey Monastery

Quanto custa: a entrada para o Thiksey Monastery custa INR 30,00, que equivale a USD 0.40.

Como chegar: nós fomos até lá de ônibus. Pegamos um micro-ônibus de Leh até Choglamsar (saída a cada 10 minutos de Leh e custa INR 10,00) e depois outro micro-ônibus para o Thiksey Monastery (saída a cada 20 minutos de Choglamsar e custa INR 20,00). De Leh até lá foram 40 minutos de viagem no total. 

Shanti Stupa

A Shanti Stupa, assim como todas as outras atrações de Leh, também fica no topo de uma colina.

Nós estivemos por lá em um dia meio nublado, mas ainda assim a vista era super bonita.

Shanti Stupa

Quanto custa: a entrada é gratuita.

Como chegar: nós fomos até lá caminhando seguindo a rota traçada pelo Maps. Me.

Main Bazaar Road

A rua central de Leh é uma graça! E ali pelas redondezas você encontra uma série de lojinhas vendendo todo tipo de produtos. Mas se comprar bugigangas não for a sua praia, não se preocupe, pois por ali você também encontra uma série de opções de comidinhas, especialmente frutas secas, que custam bem barato por essas bandas.

A pracinha de Leh

Mesquita de Leh

Ali na Main Bazaar Road também fica a Mesquita de Leh. Nós estivemos na cidade no período do Ramadã e a entrada não era permitida. Por isso ficamos apenas com essa vista do lado de fora.

Mesquita de Leh

Thisuru Stupa

A Thisuru, Tsuru ou Tisuru Stupa (não encontrei o nome correto) também fica a uma distância “caminhável” do centro de Leh. Por isso decidimos ir até lá, e também porque ela é uma das únicas stupas neste estilo em toda a região.

Similarmente a Pirâmide de Djoser, no Cairo, a Thisuru Stupa é meio quadrada, sendo seu formato bastante distinto das stupas que estamos acostumados a ver por aqui. Eu gostei!

Thisuru Stupa

Quanto custa: a entrada é gratuita.

Como chegar: nós fomos até lá caminhando seguindo a rota traçada pelo Maps. Me.

Donkey Sanctuary

Se você gosta de animais você vai curtir o Donkey Sanctuary em Leh. Porque trata-se de uma organização que cuida dos burrinhos que são abandonados pela região, um trabalho super bacana!

Nestas regiões montanhosas e isoladas é muito comum que burros e outros animais sejam utilizados como forma de transporte. Ocorre que depois de ficarem velhinhos eles são abandonados 😢 Contudo, neste santuário eles são acolhidos e tratados com muito carinho. Além disso, você pode ver mais informações clicando aqui.

Donkey Sanctuary

Nubra Valley

Sabe aquela história de que mais vale a viagem do que o destino final? Pois esse ditado se aplica perfeitamente para a viagem de Leh até Nubra Valley.

Do mesmo modo que fizemos para chegar até Leh, nós fomos até Nubra Valley de ônibus e achamos que foi a parte mais linda de nossa viagem por essas bandas.

Contudo não tem muito a se fazer em Nubra Valley. Por isso comento que a viagem em si vale mais que o destino final…rs. Mas uma vez em Nubra Valley nós aproveitamos para dar uma esticada até o famoso Pangong Lake.

➡️ Veja aqui nosso post completo com nossa viagem para Nubra Valley – como ir de ônibus, quanto custa e as autorizações necessárias.

Início da Viagem para Nubra Valley
Nubra Valley

Como chegar: Você pode contratar um tour para ir até Nubra Valley, mas isso pode custar bem mais caro. Um tour de 2 dias custará em média INR 9.000,00 por carro, ida, volta e deslocamentos por lá (USD 130). Um táxi compartilhado deve custar em torno de INR 800,00 por pessoa, por trecho (USD 12) e de ônibus você deve gastar em torno de INR 210,00 por pessoa, por trecho (USD 3).

Khardung La

A parada mais bonita de toda a viagem para Nubra Valley com certeza foi em Khardung La. Porque foi o lugar mais cheio de neve que nós já vimos na vida! São mais de 5.300 metros de altitude e a vista é a coisa mais linda do mundo! Ainda mais para quem gosta de neve como eu…rs.

Todos os tours fazem uma parada em Khardung La. Mesmo os ônibus que não são de turismo, como era o nosso, param por lá para que as pessoas possam admirar a paisagem e tirar algumas fotos. Portanto peça para o seu motorista fazer essa gentileza também.

O que fazer em Leh
Khardung La

Pangong Lake

Certamente um “must do” nesta região da Índia. Todavia o Pangong Lake não fica muito perto de Leh e ônibus até lá é algo meio complicado.

Mas nós conseguimos nos encaixar em um tour em Nubra Valley, desta forma gastamos bem menos do que se tivéssemos contratado um tour partindo de Leh. Portanto você pode tentar o mesmo, uma vez em Nubra Valley. Porque vale muito a pena! Olha que coisa mais linda:

O que fazer em Leh
Pangong Lake
O que fazer em Leh
Pangong Lake

Diskit Monastery

O ônibus que nos levava até Nubra Valley nos deixou em Diskit e nós fomos conhecer o Diskit Monastery. Porque é neste monastério onde fica uma das maiores estátuas de Maitreya Buddha e eu estava louca para ver.

De acordo com informações que encontramos por lá, a estátua tem 32 metros de altura, foi construída em 2006 e inaugurada em 2010 e pelo Dalai Lama. Além disso, eu achei o cenário a coisa mais linda! Acima de tudo pelas montanhas nevadas ao fundo, que ajudam a compor o visual.

Todavia a gigante estátua de Buda não é só para enfeite, ela possui 3 bonitos objetivos: 1. Proteção para o vilarejo de Diskit; 2. Prevenção de novas guerras com o Paquistão e; 3. Promoção da Paz Mundial.

O que fazer em Leh
Diskit Gompa

Autorizações necessárias

Para visitar as regiões nos arredores de Leh, tais como Nubra Valley, Tso Moriri, Pangong Lake e etc, é preciso providenciar uma autorização prévia, o chamado “Permit“.

A princípio nós até tentamos emitir a autorização por conta (online). Contudo fomos direcionados até uma agência de viagens, inclusive o centro de informações turísticas de Leh confirmou esta necessidade de ser via agência.

Resumindo, você precisará emitir a autorização via agência. Mas o valor não é absurdo, nós pagamos INR 740,00 (USD 10) por uma permissão válida para 7 dias. E o melhor de tudo é que o Permit uma vez emitido já engloba todas as regiões de seu interesse, você paga por dia e não por região. Ah! Lembre-se de tirar várias cópias do Permit, já que estas serão solicitadas nos postos de controle.

Autorização necessária para visitar os arredores de Leh

Onde comer em Leh

Em Leh você encontra uma série de restaurantes que certamente agradarão aos mais variados níveis de exigência. Contudo nós deixaremos 3 indicações que testamos e aprovamos:

  • Gesmo Restaurant (German Backery) – O Gesmo, que também é chamado de German Backery, serve café da manhã com pães e bolos variados, comida indiana, pizza, sopas e até comida israelense. Os valores são médios, nem tão baratos, nem tão caros;
  • Punjab Dhaba – E ali do lado do Gesmo (literalmente do lado direito e mais ao fundo) fica o restaurante indiano mais baratinho e mais delicioso de Leh, o Punjab Dhaba. Por lá você encontra todo tipo de comida indiana por ótimos preços. Nós provamos quase tudo por lá e recomendamos muito.
  • The LehChen Restaurant and Bar – O The LehChen é um pouco mais caro mas TUDO o que nós provamos por lá era delicioso! Eles vendem cerveja e tem música ao vivo aos sábados à noite.
     

Melhor época para visitar Leh

Leh (Ladakh) é uma região no norte da Índia que fica isolada durante os meses de inverno. Sobretudo de novembro a março quando as estradas ficam fechadas e o acesso se dá somente através de voos. Neste período grande parte dos hotéis e restaurantes também permanecem fechados devido ao frio congelante.

Contudo entre abril e maio a estrada que liga Srinagar à Leh é aberta e os primeiros hotéis e restaurantes começam a fervilhar. Posteriormente no início de junho a estrada que liga Manali à Leh é aberta.

Logo depois, do final de julho até setembro as moções aparecem por essas bandas e as estradas podem ficar escorregadias e perigosas. Contudo, de setembro a outubro é uma boa época para visitação, já que as monções levaram parte da poeira embora e a qualidade do ar tende a melhorar. Mas saiba que o frio já começa a congelar os ossos dos turistas que se atrevem.

Resumindo, a melhor época para visitar Leh é entre os meses de maio e julho, quando não está tão frio e as condições das estradas estão mais favoráveis. Espere dias lindos de sol e céu absurdamente azul, especialmente em junho.

Temperaturas Médias em Leh

Veja abaixo as temperaturas médias em Leh:

Temperaturas médias em Leh
Temperaturas médias em Leh

Como ir para Leh – no Norte da Índia

Você pode ir de avião até Leh. Tem voos saindo de New Delhi por menos USD 100 o trecho. Porém, indo de avião você perde as lindas paisagens pelo caminho. E foi exatamente por isso que nós optamos por ir de ônibus.

A principal maneira de chegar até Leh por terra é via Manali. Contudo a estrada via Manali estava fechada quando por lá estivemos, no início de junho. Por isso nós fizemos uma longa jornada via Srinagar.

Segue abaixo o link para o post completo contendo todos os detalhes da viagem para chegar até Leh:

➡️ Veja neste post como ir de Srinagar para Leh.

Caso você queira explorar outras cidades do norte da Índia, aproveite e veja também:

➡️ Veja neste post como ir de Dharamshala para Srinagar.

➡️ Veja neste post como ir de New Delhi para Dharamshala.

Paisagens na estrada para Leh 

Nós optamos por fazer esta viagem de ônibus primeiramente pela economia que teríamos. Mas sobretudo porque tínhamos ouvido falar que a estrada rendia uma das mais belas paisagens do mundo. E olha…de fato! Veja que coisa mais linda:

Como ir para Leh
Paisagens pelo caminho
Paisagens pelo caminho
Paisagens Leh Ladakh
Paisagens pelo caminho
Paisagens pelo caminho

É isso! Espero que este post possa lhe ajudar! Aproveite para ver todos nossos posts sobre a Índia:

Dicas que vão te ajudar:

Dicas do que fazer:

Como se locomover:

🌍 Acompanhe nossa viagem de volta ao mundo através de nossa página no Facebook:

https://www.facebook.com/casalwanderlustoficial

Deixe uma resposta