O que fazer em Ipoh, na Malásia

Ipoh, a terceira maior cidade da Malásia, é mundialmente famosa por sua culinária e pelo white coffe. Mas foi o colorido das artes de rua de Ipoh que nos atraiu durante nossa viagem pela Malásia.

Nós estivemos no país durante o mês de novembro, uma época não tão boa para visitar as famosas ilhas da Malásia. E foi assim, fugindo das chuvas, que decidimos passar 3 dias em Ipoh.

Confesso que não esperávamos muito da cidade, mas saímos de lá encantados! Portanto prepare-se para uma chuva de fotos neste post. 😆

Não conta que a gente tá aqui!

Onde se hospedar em Ipoh

Nós nos hospedamos no StarVilla Kinta River Front Medan Istana. Pagamos USD 12,00 por um quarto super bacana com ar condicionado e banheiro privativo. O hotel fica a uma caminhada de 15 minutos do centro da cidade. Nós gostamos bastante.

Caso queira ver outras opções de hotéis em Ipoh, veja a seleção que nós preparamos para você, basta clicar aqui. Lembrando que ao utilizar o Booking.com você pode efetuar suas reservas em reais (R$) fugindo assim do IOF. E em muitos casos é possível fazer o cancelamento gratuitamente, caso seja necessário.

ipoh

Nosso quarto no StarVilla Kinta River Front Medan Istana

O que fazer em Ipoh

Veja neste post as 12 principais atrações de Ipoh. Incluindo dicas de como chegar em cada uma delas. É…eu sei… eu sou super legal! 😄

1 – Caçar as Artes de Rua de Ipoh

Se você gosta de arte de rua você vai AMAR Ipoh! A cidade tem dezenas de painéis espalhados por todo lado. Existe até um mapa de caça ao tesouro, para você brincar de caça às artes.

Pegue um mapa no centro de informações turísticas da cidade, vista um bom par de tênis, ou um par de havaianas, e perca-se pelas vielas coloridas de Ipoh.

ipoh

2 – Beber o famoso White Coffee de Ipoh

O famoso White Coffee da Malásia (o café branco) é originário da cidade de Ipoh. Mas já vou te avisando que o nome da bebida não significa que o café seja branco, ele diz respeito a como os grãos são torrados em seu processo de produção.

No processo de torrefação deste café os grãos são torrados com margarina, o que resulta em grãos de café mais claros e com um gosto levemente caramelizado. Mas o toque de gênio mesmo só é dado na dado na hora de servir. O café branco é adoçado com leite condensado. E você precisa provar quando estiver em Ipoh!

O famoso White Coffee

3 – Perambular pela Concubine Lane

A Concubine Lane é uma longa rua que foi construída em 1908. E o curioso nome remonta às histórias de como os magnatas chineses e britânicos costumavam manter suas amantes nessa área, longe dos olhos de suas esposas.

Hoje em dia a Concubine Lane foi tomada por barracas de comida e mercados ruas. As estruturas dos edifícios são bem conservadas desde os tempos antigos. Perca-se por lá por uns bons minutos.

ipoh

Concubine Lane

4 – Visitar o Ling Sen Tong Temple

O Ling Sen Tong Temple é um dos 3 templos super coloridos que foram construídos no sopé de uma colina de calcário em Ipoh. Como são vizinhos uns dos outros, dá para ver os 3 na mesma visita.

Ah, você gosta de colorido? Então saiba que você vai AMAR as cores do Templo Ling Sen Tong. Veja só:

Ipoh

Ling Sen Tong Temple

Ipoh

Ling Sen Tong Temple

Ipoh

Ling Sen Tong Temple

Como chegar: nós fomos até o templo pegando o ônibus número 66. Mas também é possível chegar até lá com um Grab – uma espécie de Uber que funciona super bem em diversos países do Sudeste Asiático.

Quanto Custa: a entrada é gratuita.

5 – O Templo Nam Tiang Tong

E bem do ladinho do templo mencionado acima está o Templo Nam Tiang Tong. O Nam Tiang Tong é um templo taoísta, e seu outro nome alternativo é Nan Dao Yuan (“Nam Tou Yun” em cantonês).

Nós estivemos por lá na hora do almoço e ele estava fechado. Ficamos apenas com essa foto de sua imponente entrada.

Ipoh

Nam Tiang Tong Temple

Como chegar: nós fomos até o templo pegando o ônibus número 66. Mas também é possível chegar até lá com o Grab.

Quanto Custa: a entrada é gratuita.

6 – O Sam Poh Tong Cave Temple

Mais alguns passos a diante e você chegará no Sam Poh Tong Cave Temple. Um templo budista chinês que foi descoberto em 1912 dentro da colina de calcário.

Passe por dentro do templo e continue andando até os fundos. Há um jardim e um prédio super bonitos do lado de fora. Além de uma piscina cheia de tartarugas.

O que eu não achei muito bacana é que são muitas tartarugas para tão pouco espaço. Não sei se elas foram resgatas de algum outro lugar ou se vivem mesmo amontoadas por ali. 😔

ipoh

Sam Poh Tong Cave Temple ipoh

ipoh

Sam Poh Tong Cave Temple ipoh

Sam Poh Tong Cave Temple ipoh

Como chegar: nós fomos até o templo pegando o ônibus número 66. Mas também é possível chegar até lá com o Grab.

Quanto Custa: a entrada é gratuita.

7 – Kek Lok Tong Cave Temple and Zen Gardens

O Kek Lok Tong Cave Temple é o menos colorido mas é o mais impressionante de todos, na minha opinião.

O templo fica dentro de uma caverna e em seu interior você poderá ver diversas estátuas de Buda, belíssimas estalactites no teto e até um jardim do lado de fora.

O local foi utilizado como fonte de extração de ferro em 1960 e por isso a entrada da caverna foi aumentada, o que deixou o local ainda mais grandioso.

Ipoh

Kek Lok Tong Cave Temple and Gardens

Ipoh

Kek Lok Tong Cave Temple and Gardens

Ipoh

Kek Lok Tong Cave Temple and Gardens

ipoh

Kek Lok Tong Cave Temple and Gardens

Como chegar: dá para ir caminhando dos templos anteriores até lá, mas é uma caminhada boa e não aconselho que seja feita debaixo de sol quente. Nós pedimos um Grab para ir para o templo e na volta andamos até um ponto de ônibus e pegamos o ônibus 37 até o centro da cidade.

Quanto Custa: a entrada é gratuita.

8 – Perak Tong Cave Temple

O Perak Tong Cave Temple fica do lado oposto dos demais templos mencionados acima. E nós fomos até lá de ônibus também. Porém, chegamos lá no fim do dia e ele já estava fechado…fué…fué…fuéééé…😣 O horário de funcionamento é das 8h às 17h. Já anota aí a dica!

Não pudemos contemplar o templo do lado de dentro mas ficamos um tempão por lá, andando pelos jardins. Ainda assim achamos que valeu a visita.

Perak Tong Cave Temple

ipoh

Perak Tong Cave Temple

ipoh

Perak Tong Cave Temple

Como chegar: nós fomos até o templo pegando o ônibus número 35Mas também é possível chegar até lá com o Grab.

Quanto Custa: a entrada é gratuita.

9 – Old Post Office and Town Hall

O antigo prédio dos correios é um dos prédios mais imponentes de Ipoh. Construído em 1913 ele chama atenção de quem passa pela região graças à sua arquitetura vitoriana neo-renascentista.

Ipoh

Old Post Office and Town Hall

Como chegar: nós fomos até lá caminhando.

Quanto Custa: a entrada é gratuita.

10 – St. Michael’s Institution

O Instituto St. Michael é na verdade uma escola para meninos. O prédio foi construído em 1912 e foi mantido praticamente da maneira original.

Vale a pena passar por lá para dar uma olhada, especialmente porque ele fica bem pertinho do centro de informações turísticas da cidade, local de parada obrigatória para obter mapas e dicas.

Ipoh

St. Michael’s Institution

Como chegar: fomos até lá caminhando.

Quanto Custa: nós apenas olhamos o prédio do lado de fora.

11 – Estação de trem

Por ali também fica a Estação de Trem de Ipoh, que faz parte da lista de atrações turísticas da cidade.

Dizem que a fonte em frente a estação fica lindamente iluminada e colorida durante a noite.

Como chegar: fomos até lá caminhando.

Quanto Custa: nós apenas olhamos o prédio do lado de fora.

12 – Birch Memorial Clock Tower

A Torre foi construída em homenagem ao primeiro presidente britânico do Estado de Perak, Sir. James W. W. Birch. E foi por lá que nós encerramos nossos dias em Ipoh.

Repare a cor do céu. Você acha que nós pegamos a maior chuva no fim do dia? Sim ou com certeza? hahaha.

ipoh

Birch Memorial Clock Tower

Como chegar: fomos até lá caminhando.

Quanto Custa: a torre fica em uma praça, logo a entrada é gratuita.

O que comer em Ipoh

Em Ipoh o Lázaro provou uma iguaria, o Yu Kong Hor. Trata-se de um prato de noodles (macarrão) que é servido bem quente (de queimar os “beiços”) e que vem com um ovo cru por cima. É preciso espalhar rapidamente o ovo cru para que ele se misture aos vegetais e macarrão ainda estão quentes. A sensação é meio estranha, mas o Lázaro disse que o gosto do ovo cru não aparece na hora de comer, justamente porque o ovo cozinha com o calor dos demais itens. Sei lá… eu não tive coragem.

O Yu Kong Hor é um prato típico em Ipoh. Mas depois descobrimos que também é muito comum no Vietnã.

Nós provamos este prato no Tuck Kee Restoran. Eles atendem todos os dias das 17h às 2h da manhã. Pagamos MYR 7,00 pelo prato individual, que equivale a USD 3,00.

Malásia

O Yu Kong Hor –  Você encararia?

Melhor época para visitar Ipoh

A melhor época para visitar Ipoh é durante os meses de fevereiro, junho ou julho, durante a estação seca.

Temperatura média anual em Ipoh. Fonte: https://www.meteoblue.com

Como chegar

Nós fomos até Ipoh de ônibus, partindo de Kuala Lumpur. Mas você também pode optar por ir de trem.

Pegamos o metrô até a estação TBS (Terminal Bersepadu Setatan) e de lá um ônibus até Ipoh.

São diversas as empresas que fazem o trajeto em diversos horários. A média de preços de um bilhete só de ida é de MYR 20,00, que equivalem a USD 4,80.

Você pode consultar os horários e até mesmo comprar os bilhetes online através deste site, basta clicar aqui.

Centro de Informações Turísticas de Ipoh

Uma passada no centro de informações turísticas das cidades é algo que nós sempre fazemos, em todas as viagens. No Centro de Informações Turísticas de Ipoh você pode pegar dicas e mapas, incluindo o mapa para caçar as artes de rua pela cidade.

O endereço do centro é: Jalan Panglima Bukit Gantang Wahab, 31650.

Quanto Custa Viajar para a Malásia

Nossa média de gastos viajando pela Malásia foi de USD 16,00 por dia, por pessoa. Segue abaixo uma média dos custos básicos:

  • Hospedagem – pagamos em média USD 10,00 por um quarto de casal com banheiro privativo e ar condicionado;
  • Comida – considere um gasto médio de MYR 10,00, ou seja USD 2,40, por pessoa, por refeição;
  • Transporte – várias cidades da Malásia têm ônibus gratuitos. E também é muito fácil andar a pé entre as atrações, especialmente em cidades como Malaca, Ipoh e George Town. Considere um gasto médio de MYR 10,00 por dia. O Grab (uma espécie de UBER) também é uma ótima opção. Baixe o APP e seja feliz;
  • Bebidas – a cerveja é cara, falarei melhor mais abaixo. Mas café gelado e outras bebidas não alcóolicas são bem baratas. Um café gelado super delícia e adoçado com leite condensado custa em média MYR 2,00, menos de USD 0,50!

Visto

A Malásia é um daqueles países que mesmo quando a gente não conhece já considera “pakas”.

Brasileiros NÃO precisam de Visto para viajar por aqui. Uma autorização para permanência de até 90 dias é concedida em sua chegada no aeroporto. E o processo de imigração é super simples e rápido.

Moeda

A moeda utilizada na Malásia é a Ringgit Malaio. A vantagem é que a cotação é bem parecida com o Real (R$).

Na verdade o Ringgit é um pouco desvalorizado em comparação ao Real. Ou seja, você não precisará ficar fazendo conversões malucas para saber o real valor das coisas.

Em outubro de 2018 a cotação era de 1 USD para LKR 4,18.

Malásia

Ringgit malaio

Segurança

Achamos a Malásia um país muito seguro. Andamos o tempo todo utilizando transporte público e a pé e não tivemos nenhum problema. Muito pelo contrário, mesmo nos bairros mais afastados onde nos hospedamos nós achamos super tranquilo, inclusive à noite.

Preço da cerveja

Acho que esta é uma das únicas coisas que nós não gostamos na Malásia, o preço da cerveja.

O elixir dos deuses não costuma ser muito barato em países muçulmanos e por aqui não foi muito diferente. A maioria das cervejas são importadas e o preço médio de uma latinha de 335ml nos supermercados é de MYR 10,00, que equivalem a USD 2,40. Nos restaurantes e bares o valor médio é de MYR 20,00, ou USD 4,80.

Telefonia e Internet

Logo no aeroporto nós compramos um chip local com a operadora Digi. O pacote de dados válido por 30 dias custou MYR 50,00, que equivale a USD 12,00. Depois vimos que na rua este mesmo pacote sairia por MYR 30,00, ou USD 7,00. Oh raiva!

Dica: se puder compre seu chip + pacote de dados fora do aeroporto e escolha bem o plano antes de contratar. Alguns planos aparentam ser bons mas na verdade oferecem maior liberdade para navegação apenas de madrugada.

Um pacote de internet ilimitada vai sair um pouco mais caro. Mas caso você queira economizar, basta ficar atento aos horários oferecidos. Tem opções boas e bem baratas. Nosso pacote de dados oferecia 7GB para uso livre durante 30 dias + 1GB para usar entre às 13h e 19h + 1GB para usar entre às 0h e 8h da manhã.

Água

Mais um país onde não bebemos água da torneira. Depois do meu piriri na Índia confesso que fiquei meio receosa.

Mas a boa notícia é que por toda a Malásia você encontrará filtros de água espalhados pelas ruas. São lugares onde você pode encher sua garrafinha de água por valores mínimos. Nós pagávamos MYR 0,10 para cada litro de água, ou seja, USD 0,02. Quase nada! E o meio ambiente ainda agradece 😍

Cartões de Crédito e ATMs

A maioria dos hotéis e restaurantes aceitam pagamentos com cartão. E você encontrará uma série de ATMs espalhados por todas as cidades.

Lembre-se do Seguro Viagem!

O seguro viagem é indispensável em uma viagem para o Sudeste Asiático. Nossa sugestão é fazer uma boa busca através da Segurospromo, um site que compara preços e te apresenta uma série de opções de seguro, aí é só escolher a melhor opção para seu tipo de viagem. E utilizando nosso código CASALWANDERLUST5 você ainda ganha 5% de desconto na hora!

Gostou? Veja todos os nossos posts sobre a Malásia:

🌍 Acompanhe nossa viagem de volta ao mundo através de nossa página no Facebook:

https://www.facebook.com/casalwanderlustoficial

Gostou? Salve no Pinterest para ler mais tarde:

Deixe um comentário