Um casal em uma viagem de volta ao mundo!

O que fazer em Dharamshala e McLeod Ganj – Índia

Dharamshala é uma cidade no norte da Índia que é mundialmente famosa por ser o lar do Dalai Lama. Mas até mesmo quem não se interessa muito pelo Busdismo já deve ter ouvido falar deste cantinho mais tranquilo e menos caótico do país. Entretanto Dharamshala nem sempre entra no roteiro dos brasileiros que viajam por essas bandas. Por isso decidi escrever este post com O que fazer em Dharamshala, incluindo as regiões de McLeod Ganj, Bhagsu e Dharamkot. Vem ver quanta coisa legal!

O que fazer em Dharamshala e McLeodganj Triund
O que fazer em Dharamshala e McLeod Ganj – Triund – Snow Line

O que fazer em Dharamshala e McLeod Ganj – Onde se Hospedar

Primeiramente saiba que escolher acomodação por essas bandas pode ser algo bem barato, já que a região conta com bons hotéis e ótimas guest houses onde você consegue se hospedar de maneira muito confortável por cerca de USD 7. Fala se não é uma beleza!? 😀

Igualmente, é importante saber que quase ninguém fica hospedado em Dharamshala, as pessoas seguem para a parte mais alta da região: McLeod Ganj, Bhagsu ou Dharamkot. Portanto veja abaixo um resumo das melhores áreas para se hospedar. Clique nos links para fazer sua reserva através do blog, você não paga nada a mais por isso mas nós ganhamos uma pequena comissão que nos ajuda a mantê-lo no ar recheado de dicas!

  • McLeod Ganj – é onde fica o templo do Dalai Lama. Contudo é uma região super barulhenta, cheia de movimento e de onde saem os táxis. Mas também é onde tem vários restaurantes, cafés e bares. Nós nos hospedamos no Tibet World por alguns dias e gostamos muito.
  • Bhagsu – é uma região mais tranquila do que McLeod Ganj, especialmente Upper Bhagsu. Nós nos hospedamos no Hotel La Vaca e recomendamos muito! É um hotel novo, limpinho e super fofo!
  • Dharamkot – é a parte mais alta de toda a região. Logo, a mais tranquila de todas, já que você ficará perto das montanhas e poderá ter bastante sossego por lá.

O que fazer em Dharamshala e McLeod Ganj – 15 Diferentes Opções

Não espere atrações exuberantes e muitas opções do que se fazer em Dharamshala e região, já que este cantinho da Índia é um lugar mais tranquilo onde você deve ir para descansar e ficar uns dias de bobeira.

Especialmente quando comparada com New Delhi e outras cidades da Índia, Dharamshala fica um pouco atrás em opções do que se fazer. Contudo, existem algumas boas alternativas para completar seus dias de descanso com atividades, muitas delas envolvendo caminhadas, meditação, yoga e contato com a natureza. 

O que fazer em Dharamshala e McLeod Ganj
O que fazer em Dharamshala e McLeod Ganj – Triund

1 – Trilha para o Triund

Uma vez em Dharamshala, McLeod Ganj, Bhagsu ou Dharamkot, se o tempo ajudar, você precisa fazer uma caminhada até o Triund. Mas ao contrário do que muitos poderão lhe dizer, não é preciso contratar um guia, nem tampouco contratar um tour. Até mesmo porque a caminhada até lá em cima é super tranquila.

Contudo existem duas trilhas para se chegar até o Triund:

  1. Saindo de Bhagsu – passando pela Bhagsu Waterfall. Porém esta opção é mais complicada, sendo que a única vantagem é que por esta trilha você não passará pelo controle do guarda – falarei melhor já já;
  2. Saindo de Dharamkot – onde o caminho é melhor, a trilha é mais fácil e melhor sinalizada. Porém, nesta opção você caminhará cerca de 2 km a mais.
Trilha para o Triund
O que fazer em Dharamshala e McLeod Ganj – Triund

É possível pernoitar no Triund e, embora todas as agências de viagem digam que não, é super possível subir sem ter reserva prévia de um lugar para dormir. Porque foi exatamente isso que nós fizemos: saímos sem reserva prévia e conseguimos ficar em uma guest house lá em cima pagando bem menos do que as agências estavam pedindo em McLeod. Pagamos INR 500,00 por pessoa para dormir em um quarto compartilhado, mas também é possível achar tendas por INR 400,00 por pessoa.

Na trilha via Bhagsu não tem ninguém controlando sua subida, mas na trilha via Dharamkot muitas vezes fica um guarda ali no início da trilha pedindo para que você mostre a reserva da hospedagem. Por isso, se optar por este caminho, tente subir antes das 9h para não ter encheção de saco…rs.

trilha para o triund
O que fazer em Dharamshala e McLeod Ganj – Trilha para o Triund

2 – Esticar até o Snow Line

Do mesmo modo, uma vez no Triund você PRECISA dar mais alguns passos até alcançar o Snow Line, a parte mais incrível de toda a trilha!

Do ponto mais alto do Triund até o Snow Line são mais 45 minutos de caminhada que definitivamente valem super a pena, olha:

O que fazer em Dharamshala e McLeod Ganj - Snow Line
O que fazer em Dharamshala e McLeod Ganj – Snow Line
O que fazer em Dharamshala e McLeod Ganj - Snow Line
O que fazer em Dharamshala e McLeod Ganj – Snow Line
O que fazer em Dharamshala e McLeod Ganj - Snow Line
O que fazer em Dharamshala e McLeod Ganj – Snow Line

3 – Conhecer o Templo do Dalai Lama em McLeod Ganj

Não tem como falar de Dharamshala sem mencionar o Dalai Lama. Porque é nesta parte do mundo onde ele vive em exílio desde quando deixou o Tibet após a ocupação chinesa.

Até poucos anos atrás encontrar o Dalai Lama em seu templo era coisa rara, já que ele costumava passar boa parte do tempo viajando pelo mundo. Contudo de um tempo pra cá, por questões de saúde, ele tem ficado muito mais tempo em casa. Por isso ver ele de pertinho é uma grande possibilidade para quem viaja por essas bandas.

templo do dalai lama em mcleod ganj
Foto (Parwaz Khan/HT Photo)

Assim que chegamos na Índia nós entramos no site oficial do templo para consultar a agenda dos eventos e tivemos a honra de ver o Dalai Lama de pertinho em duas ocasiões. Definitivamente foi a coisa mais linda que nos aconteceu, nós vimos ele passando a poucos metros de nós e quase demos a mesma sorte desse senhor aí na foto abaixo.

O Dalai Lama é muito generoso, sorri o tempo todo, para para falar com as pessoas. Um ser humano único que só de passar perto já te enche de energia boa! As palestras são gratuitas, tem tradução via rádio em inglês, espanhol e as vezes até em português. Entretanto celulares e câmeras não são permitidos e muitas vezes um registro prévio se faz necessário.

➡️ Clique aqui para conferir todas as informações no site oficial do templo.

O que fazer em Dharamshala e McLeod Ganj - Templo Dalai Lama
Foto: https://www.dalailama.com/

4 – Se refrescar (ou congelar) na Gallu Waterfall

A água da Gallu Waterfall é mais fria que o coração do seu ex. 😜 Mas ainda assim vale a visita, especialmente se você estiver por esta região entre os meses de maio e junho, quando faz mais calor.

O que fazer em Dharamshala e McLeod Ganj Tushita
Onde mais você poderá ver monges tomando banho de cachoeira!?

Certamente a caminhada até lá já vai fazer seu corpo aquecer para entrar na cachoeira, já que são mais ou menos umas 3 horas para chegar. Mas se água gelada não for a sua praia, você pode aproveitar e parar na volta no Sunset Cafe para assistir ao pôr do sol.

Ah! Já anota aí ➡️ Tanto a cachoeira quanto o Sunset Cafe são facilmente encontrados no Google Maps ou no Maps.Me.

Trilha para a cachoeira

5 – Meditar, visitar ou fazer um retiro no Tushita

Se existe um lugar no mundo responsável por uma das maiores mudanças na minha vida, esse lugar é o Tushita. Porque foi lá onde eu aprendi a lidar com a impermanência da vida, foi no Tushita onde aprendi a lidar com a morte da minha irmã, que aconteceu bem no meio da nossa viagem.

Por isso o Tushita não poderia faltar na minha lista do que fazer em Dharamshala e McLeod Ganj. Especialmente porque eles oferecem desde cursos de introdução ao Budismo (um retiro de 10 dias) até aulas avulsas de meditação que acontecem todo dia das 9h às 10h da manhã e o valor para ambos é quanto você quiser doar.

➡️ Clique aqui para conferir todas as informações no site oficial do Tushita.

O que fazer em Dharamshala e McLeod Ganj
O que fazer em Dharamshala e McLeod Ganj – Tushita
O que fazer em Dharamshala e McLeod Ganj – Tushita

Nós já fizemos 5 retiros espirituais no Tushita e em breve eu pretendo escrever um post contando como foi.

O que fazer em Dharamshala e McLeod Ganj Tushita
O que fazer em Dharamshala e McLeod Ganj – Tushita

6 – Assistir ao pôr do sol em Naddi

Naddi é um vilarejo que fica a 3 km de McLeod Ganj e é super famoso pelo pôr do sol. Também, pela foto abaixo já dá para perceber o porquê, né?

É possível pegar um táxi até lá e os próprios taxistas já sabem os melhores spots para que você possa aproveitar esse bonito momento do dia. Tem vários cafés por ali com vista para o pôr do sol e, se você chegar mais cedo, vale a pena dar uma caminhada pela região também.

O que fazer em Pai
Pôr do sol em Naddi

7 – Caminhar até a Bhagsu Waterfall

Nós decidimos ir até a Bhagsu Waterfall em um domingo do mês de junho. Meu amigo, pense em um tumulto!? hahahahaha! Acho que a Índia inteira teve a mesma ideia no dia que estivemos por lá.

Ocorre que junho é mês de altíssima temporada nesta região, por isso se puder, evite!

8 – Passar pelo Bhagsu Temple

No caminho para a Bhagsu Waterfall fica o Bhagsu Temple, um templo super visitado por devotos indianos, mas que pode parecer um tanto sem graça aos nossos olhos.

Se tiver com templo sobrando, dê uma passada. Se não, perca-se pelas lojinhas ali da região, você encontra bonitas roupas indianas por bons preços.

Bhagsu Temple
Bhagsu Temple

9 – Nadar no piscinão de Bhagsu

Sabe o piscinão de Ramos? Lembra? Pois tem um no mesmo estilo em Bhagsu, bem em frente ao templo mencionado mais acima.

Nos meses mais quentes a piscina fica lotada de famílias indianas. Contudo ainda que você opte por não entrar na água, ainda assim vale a pena parar por ali para ver a diversão do pessoal.

o “piscinão” de Bhagsu

10 – Assistir uma partida de Cricket

O Cricket está para a Índia assim como o futebol para o Brasil. Porque os indianos são apaixonados pelo esporte. E em Dharamshala tem um estádio que é aberto para visitação mesmo em dias sem jogos.

Mas se você, assim como eu, não liga muito para esportes, ainda assim vale a visita, já que o estádio é uma das únicas atrações de Dharamshala em si. Ele é cercado por montanhas cobertas de neve na maior parte do ano. Um cenário super bonito! Contudo nós estivemos por lá em um dia de chuva e não demos muita sorte com as fotos…rs.

11 – Conhecer a igreja de St. John in the Wilderness em McLeod Ganj

A igreja de St. John fica a 1,5 km de McLeod Ganj e é possível ir caminhando até lá. A data de sua construção é de 1852, mas ela foi reconstruída depois do terremoto que assolou a região em 1905.

Em 1905 um terremoto de 7.8 devastou a cidade de Dharamshala e região. Cerca de 20.000 pessoas morreram e praticamente todas as construções da região foram destruídas ou afetadas gravemente. Hoje na igreja de St. John é possível ver os túmulos de muitas das vítimas que foram ali sepultadas.

12 – Comer bem gastando pouco 😋

Já já um post completo com todos os restaurantes que nós provamos na região. Peraí.

13 – Tirar 200 Selfies com os Indianos

Se você quiser saber como um ator famoso de Hollywood se sente, então a Índia é o seu lugar! rs.

Nós estivemos em Dharamshala e McLeod Ganj entre os meses de maio e julho, quando várias de famílias indianas também estavam de férias visitando a região. Diversas pessoas nos paravam o tempo todo pedindo para tirar selfies. Tenho amigos que até se irritavam com os pedidos, mas eu achava super divertido!

O que fazer em Dharamshala
O que fazer em Dharamshala e McLeod Ganj

14 – Fazer aulas de Yoga

Assim como Rishikesh, esta região da Índia é lotada de centros de Yoga. Por aqui você encontra opções em toda esquina, desde cursos para se tornar professor até aulas avulsas de Yoga.

Contudo nós achamos os valores dos cursos mais caros por aqui. Mas a principal vantagem é que por aqui tem bem menos tumulto que em Rishikesh. Eu, se fosse fazer um curso de Yoga, faria por aqui.

Yoga em Rishikesh
São centenas de opções para você escolher!

15 – O que fazer em Dharamshala e McLeod Ganj – RELAXAAAAR!

Como eu disse lá no começo do post, Dharamshala e região é um lugar para relaxar! Para descansar da Índia e da vida. Para desconectar, do celular e de tudo que existe nesse mundo e que te causa stress.

Escolha um hotel bem no meio da montanha, eleja seu restaurante ou seu café favorito e adote o estilo de vida do amiguinho aí da foto:

Relaxe e descanse 🙂

Melhor época para visitar Dharamshala e McLeod Ganj

A melhor época para visitar McLeod Ganj e região é entre os meses de março e setembro. Mas sempre considerando que março ainda estará meio frio e que pode chover bastante entre agosto e setembro, a depender do avanço das monções.

Em resumo, se você quiser uma época perfeita para visitar a região, procure se planejar para ir entre os meses de abril e junho. Contudo esta é a alta temporada e tanto McLeod Ganj, Bhagsu e Dharamkot fervem de gente, especialmente turistas israelenses e indianos.

O que fazer em Dharamshala e McLeod Ganj
O que fazer em Dharamshala e McLeod Ganj – Média Temperaturas Anuais

Lembre-se do Seguro Viagem!

Acima de tudo, saiba que o seguro viagem é indispensável em uma viagem para a Índia. Eu fiquei doente por lá e se não fosse pelo seguro eu estaria lascada 😣

Por isso nossa sugestão é fazer uma boa busca através da Segurospromo, um site que compara preços e te apresenta uma série de opções de seguro, aí é só escolher a melhor opção para seu tipo de viagem. Todavia, ao utilizar nosso código CASALWANDERLUST5 você ainda ganha 5% de desconto na hora! Por isso faça já sua cotação clicando aqui.

O que fazer em Dharamshala e McLeod Ganj – Como Chegar

Nós fomos de ônibus de New Delhi até Dharamshala, mas é possível ir de avião também, a depender do seu budget.

Mas saiba que a viagem de ônibus é super confortável e mega econômica. Por isso escrevi um post específico com todos os detalhes da viagem, incluindo fotos e todos os custos:

➡️ Veja aqui o post completo sobre como ir de New Delhi até Dharamshala de ônibus – dicas e custos!

Aproveite e veja também:

Dicas que vão te ajudar:

Dicas do que fazer:

Dicas de como se locomover:

🌍 Acompanhe nossa viagem de volta ao mundo através de nossa página no Facebook:

https://www.facebook.com/casalwanderlustoficial

Deixe uma resposta