Um casal em uma viagem de volta ao mundo!

O que fazer em Chiang Mai – 20 Principais Atrações

Planejando uma viagem pela Tailândia e procurando o que fazer em Chiang Mai? Então veja neste post um guia completo com as 20 principais atrações da cidade.

Nós visitamos Chiang Mai durante 4 vezes durante nossa viagem de 3 meses pelo país. Contudo, como sabemos que nem todo mundo tem este tempo todo por lá, escrevemos este post com um roteiro que pode ser feito em 2 ou 3 dias, a depender de seu ritmo. Incluímos as principais atrações, onde comer, como se locomover e onde alugar uma moto no menor preço que encontramos.

O que fazer em Chiang Mai – Wat Phradhat Doi Suthep

Onde se hospedar em Chiang Mai

Em Chiang Mai nós nos hospedamos no Panda House Chiang Mai. Pagamos USD 14.00 por um quarto enorme com ar condicionado, banheiro privativo e TV. Perto do hotel tem uma lavanderia (apenas 40 baht para lavar e 10 baht por cada 10 minutos de secagem), um restaurante de sushi logo na esquina e China Town fica a poucos passos. 

Contudo caso queira ver outras opções de hotéis, veja a seleção que nós preparamos para você, basta clicar aqui. Lembrando que ao utilizar o Booking.com você pode efetuar suas reservas em reais (R$) fugindo assim do IOF. E em muitos casos é possível fazer o cancelamento gratuitamente, caso seja necessário.

O que fazer em Chiang Mai – 20 Principais Atrações

Aproveitamos nosso primeiro dia em Chiang Mai para visitar as atrações no centro da cidade murada. Percorremos tudo a pé, de chinelão, boné e abusando do protetor solar, porque tava um baita calor!

1 – Wat Phradhat Doi Suthep

Wat Phradhat Doi Suthep, o Templo da Montanha, é o templo mais importante de Chiang Mai. Contudo ele também é o templo mais lotaaaaado de gente! rs. Portanto vá preparado para o tumulto.

Para chegar até o topo do templo existem duas opções: encarar as escadas ou subir de teleférico. Nós fomos pelas escadas e foi um um sufoco danado. Mas a vista de lá de cima é super bonita!

O que fazer em Chiang Mai
O que fazer em Chiang Mai – Wat Phradhat Doi Suthep

O complexo é relativamente pequeno, mas ainda assim reserve pelo menos umas 2 horas para passear por lá.

O que fazer em Chiang Mai
O que fazer em Chiang Mai – Wat Phradhat Doi Suthep

Quanto custa: a entrada para o Wat Phradhat Doi Suthep custa THB 30,00 por pessoa, que equivale a USD 1.25.

Como chegar: fomos até lá com a moto alugada. Mas é possível ir de táxi, Grab e até com transporte público. Em Chiang Mai (assim como outras cidades) tem umas caminhonetes que levam passageiros na parte de trás. Eles cobram THB 60,00 por pessoa, por trecho, o equivalente a USD 1.90.

2 – Wat Sri Suphan – o Templo Prateado de Chiang Mai

Wat Sri Suphan é o Templo Prateado de Chiang Mai, um dos mais (se não o mais) exótico da cidade. Ele foi construído para ser o templo principal de uma vila de ourives que vivia na região. Com o passar do tempo foi sendo adornado com detalhes em prata e em alumínio. Mas a ideia de torná-lo totalmente prateado surgiu apenas em 2008.

Contudo até hoje é possível ver monges e artesãos trabalhando em galpões nos arredores do templo. Por isso é possível comprar e encomendar peças exclusivas em prata por ali, caso você goste.

O que fazer em Chiang Mai –  Wat Sri Suphan – Templo Prateado

De acordo com regras antigas do Budismo (que eu respeito mas não concordo) mulheres não podem entrar no Templo Prateado. Por isso eu fiquei do lado de fora esperando pelo Lázaro. Sequer entrei no complexo, porque pagar para não ter acesso ao prédio principal não fazia o menor sentido pra mim. Enfim… Se você quiser ver, por dentro ele é assim:

O que fazer em Chiang Mai
O que fazer em Chiang Mai – Interior do Wat Sri Suphan

Quanto custa: a entrada para o Wat Sri Suphan custa THB 50,00 por pessoa, que equivale a USD 1.50.

Como chegar: fomos com a moto alugada até lá.

3 – Wat Lok Molee

Saímos do hotel pela manhã e fomos caminhando até o Wat Lok Molee. Aliás, se você também decidir se hospedar no Panda House Chiang Mai, o que eu recomendo muito, peça ovos mexidos com bacon no café da manhã.

O Wat Lok Molee fica do lado de fora da cidade murada e é um dos templos mais importantes de Chiang Mai. Embora não haja um consenso quanto à data exata de sua construção, acredita-se que tenha sido construído no século XIV. Hoje o templo também é o lar de alguns monges, então é comum encontrar vários deles por lá, com seus belíssimos mantos alaranjados formando um cenário super bonito de se ver.

O que fazer em Chiang Mai – Wat Lok Molee
O que fazer em Chiang Mai
O que fazer em Chiang Mai – Wat Lok Molee

Quanto custa: a entrada para o Wat Lok Molee é gratuita.

Como chegar: fomos caminhando até lá.

4 – Wat Rachamontian

Assim como o templo anterior, o Wat Rachamontian também fica do lado de fora da cidade murada.

Entretanto, como o templo é pequeno e fica bem pertinho da atração anterior (do outro lado da rua), vale a visita.

O que fazer em Chiang Mai
Wat Rachamontian

Quanto custa: a entrada para o Wat Rachamontian é gratuita.

Como chegar: fomos caminhando até lá.

5 – Wat Saen Mueang Ma Luang

De lá nós seguimos caminhando e paramos no Wat Saen Mueang Ma Luang, que também é chamado de Wat Hua Khuang, já dentro da cidade murada.

Contudo esse templo não aparece em nenhuma das rotas turísticas tradicionais. Por isso eu sequer consegui encontrar informações sobre ele na internet. Mas como passamos por lá e achamos o templo bem bonito, nós resolvemos incluí-lo por aqui também. Olha:

O que fazer em Chiang Mai
O que fazer em Chiang Mai – Wat Saen Muang Ma Luang
O que fazer em Chiang Mai
O que fazer em Chiang Mai – Wat Saen Mueang Ma Luang

Quanto custa: a entrada para o Wat Saen Mueang Ma Luang é gratuita.

Como chegar: fomos caminhando até lá.

6 – Wat Chiang Man

Logo depois, nossa próxima parada foi no Wat Chiang Man, o templo mais antigo de Chiang Mai. A data de construção deste templo remonta à data de fundação da própria cidade, em 1296.

O rei do Império Lanna, que dominou durante séculos a área que hoje corresponde ao norte da Tailândia, parte do Myanmar, da China e do Laos, ordenou que fosse construída uma nova cidade para ser a nova capital. O templo que visitamos hoje chegou a servir de residência para o rei, que queria acompanhar a construção da cidade de pertinho.

Por isso fico pensando como deve ser interessante ser rei e ter poderes ilimitados, né? Imagine poder ordenar a construção de uma nova cidade? Do zero!? Você também tem esses pensamentos bestas de vez em quando? Porque eu tenho…rs.

O que fazer em Chiang Mai
O que fazer em Chiang Mai – Wat Chiang Man

Quanto custa: a entrada para o Wat Chiang Man é gratuita.

Como chegar: fomos caminhando até lá.

7 – Wat Phan Tao

Seguimos caminhando até o Wat Phan Tao, que também figura a lista dos templos mais antigos de Chiang Mai.

O nome Wat Phan Tao significa “Templo dos Mil Fornos”. E este nome provavelmente deriva dos antigos fornos que existiam neste local. Já que por aqui eram forjadas imagens de Buda, que depois eram enviadas para a próxima atração que comentaremos a seguir, o templo Chedi Luang.

O que fazer em Chiang Mai
O que fazer em Chiang Mai – Wat Phan Tao

Quanto custa: a entrada para o Wat Phan Tao é gratuita.

Como chegar: fomos caminhando até lá.

8 – Wat Chedi Luang

O Wat Chedi Luang fica bem pertinho do templo anterior. Está dentro da antiga cidade murada e é um dos templos mais importantes da cidade. Durante o post vou reforçando a informação sobre os templos mais importantes porque Chiang Mai tem tantos templos que você precisará escolher quais visitar. Porque visitar todos eles é praticamente uma missão impossível.

Todavia uma das curiosidades mais interessantes sobre este templo é que ele já foi a casa do Buda de Esmeralda, a relíquia religiosa mais importante da Tailândia. Sabe o Buda de Esmeralda que hoje mora lá no Wat Phra Kaew, no Grand Palace, em Bangkok? Ela morou aqui por quase um século, quando então foi transferida para Luang Prabang, que nos dias atuais faz parte do Laos.

O que fazer em Chiang Mai
O que fazer em Chiang Mai – Wat Chedi Luang
O que fazer em Chiang Mai
O que fazer em Chiang Mai – Wat Chedi Luang

Quanto custa: a entrada para o Wat Chedi Luang custa THB 40,00 por pessoa, que equivale a USD 1.25.

Como chegar: fomos caminhando até lá.

9 – Wat Phra Singh

O Wat Phra Singh é um templo super ativo, com centenas de monges e noviços que vivem por lá. Ele abriga uma série de imagens de Buda altamente reverenciadas e muito antigas. Mas quando estivemos por lá tudo estava bem calmo e tranquilo. Por isso nós adoramos!

Construído em 1345 (sempre penso que nessa época os portugueses nem sonhavam em colocar os pés no Brasil), o Wat Phra Singh é o segundo templo mais venerado de Chiang Mai, só perde para o Templo da Montanha, o Wat Phradhat Doi Suthep.

O que fazer em Chiang Mai
O que fazer em Chiang Mai – Wat Phra Singh

Quanto custa: a entrada para o Wat Phra Singh custa THB 20,00 por pessoa, que equivale a USD 0.60.

Como chegar: fomos caminhando até lá.

10 – Buak Hard Public Park

Passamos despretensiosamente por este parque e adoramos! Porque tinha várias áreas com sombra e aproveitamos para tomar uma água gelada e aproveitar a brisa.

Não sei vocês, mas quando eu vejo pessoas deitadas sem camiseta, ou de biquíni, tomando o sol das 3 horas da tarde, num calor de mais de 40 graus, eu tenho vontade de ir lá e falar: “pare pelo amor de Deus e vá buscar uma sombra agooora”….hahahaha. Em suma, eu tô ficando velha. Eu sei…rs.

O que fazer em Chiang Mai
O que fazer em Chiang Mai – Buak Hard Public Park

Quanto custa: o acesso ao parque é gratuito.

Como chegar: fomos caminhando até lá.

11 – Wat Pha Lat Waterfall

Estivemos em Chiang Mai na estação seca. Então sabíamos que cachoeiras e rios não estariam em seus melhores momentos. Mas mesmo assim decidimos parar nesta cachoeira quando estávamos a caminho do Wat Phradhat Doi Suthep. Achamos que valeu a parada!

O que fazer em Chiang Mai
O que fazer em Chiang Mai – Wat Pha Lat Waterfall

Quanto custa: o acesso à cachoeira é gratuito.

Como chegar: fomos até lá com a moto alugada.

12 – Wat Umong – Suan Buddha Dhamma

O Wat Umong é um Templo que fica dentro de um túnel, um dos mais diferentes na minha opinião. Mas embora seja muito interessante e diferente, o que mais me chamou atenção mesmo foi esta Pagoda que fica na parte externa. Olha que coisa mais linda:

Chiang Mai
Wat Umong

Quanto custa: a entrada para o Wat Umong custa THB 20,00 por pessoa, que equivale a USD 0.60.

Como chegar: fomos até lá com a moto alugada.

13 – Wat Suan Dok

No caminho de volta do Wat Phradhat Doi Suthep nós passamos pelo Wat Suan Dok. Não sei se é pecado falar isso, mas a esta altura do campeonato nós já estávamos um tanto cansados de templos e pagodas douradas…rs.

Por isso paramos bem pouco neste templo e pegamos o caminho da roça. Porque era domingo e nós queríamos aproveitar o Sunday Night Market.

O que fazer em Chiang Mai
O que fazer em Chiang Mai – Wat Suan Dok

Quanto custa: a entrada para o Wat Suan Dok custa THB 30,00 por pessoa, que equivale a USD 0.90.

Como chegar: fomos até lá com a moto alugada.

14 – Warorot Market / China Town

O Warorot Market tem de tudo, tudo, TUDOOOO o que você possa imaginar.

Os preços são ótimos e se você quiser comprar lembrancinhas deixe para comprar neste mercado.

O que fazer em Chiang Mai – Warorot Market

Night Markets de Chiang Mai

Assim como Bangkok, Chiang Mai tem mercados noturnos muito bacanas. Nós conseguimos ir em todos eles e vamos detalhar um por um:Vejas

15 – Night Bazaar

Funciona diariamente, vende de tudo mas não tem muitas barraquinhas de comida. Por lá os valores são mais altos, já que o mercado é bem direcionado para turistas;

16 – Saturday Night Market

Acontece todo sábado à noite. Tem boas opções de comida e é uma boa oportunidade para ver o Templo Prateado todo iluminado;

17 – Sunday Night Market

O maior e o melhor de todos os mercados noturnos de Chiang Mai. Neste sim, você encontra uma série de barracas de comida com preços ótimos e sabores que agradam os mais diversos paladares. Então, já sabe, né? Vá com fome! Além disso os preços também são ótimos para roupas e badulaques.

18 – Brechó baratinho em Chiang Mai

Você gosta de comprar roupas em brechó? Tem gente que torce o nariz para roupas usadas, né? Mas eu não ligo! Além disso aqui em Chiang Mai eu achei um brechó que vende 3 peças de roupa por THB 100,00. Ou seja, cada peça de roupa sai por mais ou menos USD 1.00.

Não são peças muito diversificadas, mas tem boas opções de casacos e blusas de inverno por USD 1.00. Vale a pena conferir. O brechó fica no mesmo prédio que a Decathlon, só que no segundo andar. Vou deixar aqui a localização no Google Maps.

O que fazer em Chiang Mai
O que fazer em Chiang Mai – Brechó

19 – Bate e volta para Chiang Rai

Uma vez em Chiang Mai você pode fazer um bate e volta para conhecer Chiang Rai e seus exóticos templos: o Templo Branco e o Templo Azul. São 3 horas de ônibus até lá.

➡️ Veja aqui nosso roteiro completo de 1 dia em Chiang Rai.

O que fazer em Chiang Rai
O que fazer em Chiang Mai – o Templo Branco em Chiang Rai

20 – Comer bem e barato

Chiang Mai oferece diversas opções de restaurantes para todos os tipos de gostos e bolsos. Ao mesmo tempo que você encontra barraquinhas com comida de rua e preços bem camaradas, você também pode desfrutar de restaurantes mais chiques e renomados. Mas nós vamos deixar aqui uma dica de onde comer super bem e pagando baratinho. Anota aí esse restaurante: Auf der Au Garden – nome dele no Google Maps.

Auf der Au Garden oferece opção de buffet livre para o café da manhã e para o jantar. O café da manhã é delicioso, com vários pratos típicos da culinária alemã. Também tem pães de vários tipos, geléias caseiras, salsichas, batatas, saladas, hambúrgueres, omeletes, doces, tortas e mais uma infinidade de delícias.

E o melhor de tudo: custa apenas THB 130,00 por pessoa. Ou seja, você paga USD 4.00 para comer à vontade! Nós fomos lá diversas vezes e AMAMOS!

➡️ Vou deixar aqui a localização do Auf der Au Garden. Basta clicar para ir direto para o Google Maps.

O que fazer em Chiang Mai – Auf der Au Garden

Custos médios em Chiang Mai

Assim como transporte, comida é um dos itens com os quais nós mais gastamos. Por isso segue abaixo os custos médios de itens de alimentação em Chiang Mai.

  • Smoothie de fruta – entre THB 30,00 e 50,00 – USD 0.90 e 1.50
  • Roti de banana – THB 30,00 – USD 1.00
  • Café gelado – entre THB 40,00 e 60,00 – USD 1.20 e 1.90
  • Saquinho de frutas pequeno – THB 20,00 – USD 0.60
  • Média de um prato em restaurantes mais baratinhos – THB 50,00 – USD 1.50
  • Aluguel de uma scooter – entre THB 100,00 e 250,00 – USD 3.15 e 7.80
  • Massagem – THB 150,00 por 1h – USD 4.70
  • Cerveja Chiang – de THB 70,00 até 140,00 nos restaurantes e THB 56,00 na 7 Eleven
  • Yakut de 400 ml na 7 Eleven – THB 25,00 – USD 0.80
  • Red Bull concentrado na 7 Eleven – THB 10,00 – USD 0.30
  • 1,5 de água na 7 Eleven – THB 13,00 – USD 0.40
  • Para encher a garrafinha na rua – THB 1,00 – USD 0.03

Como se locomover em Chiang Mai

Nós visitamos todas as atrações de Chiang Mai caminhando, gastamos várias calorias por lá, aliás. Mas para as atrações mais distantes nós alugamos uma scooter.

Contudo para ir de um lugar a outro você pode pedir um Grab (tipo Uber), um táxi ou um tuk-tuk. Só que estes últimos quase sempre tentam cobrar mais caro de estrangeiros, especialmente os tuk-tuks.

Entretanto uma boa opção são os Songthaew, essas caminhonetes que transportam passageiros na parte de trás. Mas a parte complicada é saber quais delas passam pelo ponto para onde você deseja ir. Mas aí não tem jeito, tem que ir parando uma por uma e perguntando. Portanto salve o destino no Google Maps ou no Maps.Me e mostre para o motorista, mesmo sem falar bem inglês ele tentará te ajudar.

O que fazer em Chiang Mai – O Songthaew

Melhor lugar para alugar uma moto (scooter) em Chiang Mai

Nós vimos diversas placas deles espalhadas pelas ruas de Chiang Mai. Desde o começo eu achei que era algum tipo de pegadinha, mas resolvemos ir até lá para conferir.

Mas para nossa surpresa, de fato a BJ Car Rent tem scooters para alugar a partir de THB 99,00, que equivale a USD 3.00 por dia. Porém, essa scooter de THB 99,00 era fraquinha-fraquinha. Por isso nós alugamos uma melhorzinha por THB 150,00.

Uma vez que os valores médios para locação de uma scooter em Chiang Mai giram em torno de THB 200,00 e 250,00, eu achei que foi um ótimo negócio.

➡️  Vou deixar aqui a localização da BJ Car Rent no Google Maps, caso você queira alugar com eles também.

Mas o melhor de tudo é que eles ofereciam como opção deixar o passaporte em garantia ou a quantia de THB 5.000,00. Ficava a critério do cliente.

Cuidado com os golpes!

Por toda a Tailândia existem diversos lugares que alugam a scooter, apreendem seu passaporte como garantia e na hora de devolver a moto e pegar o passaporte de volta é um verdadeiro auê!

Portanto faça um vídeo da scooter com o seu celular. Filme TUDO, dê um bom zoom nos riscos existentes e guarde o vídeo. Assim você registra todos os arranhões que já estavam lá e não tem como “inventarem” danos que você não causou.

Melhor época para visitar Chiang Mai

A melhor época para visitar a Tailândia é entre os meses de novembro e abril, período da seca e sem chuva para molhar seus dias de férias.

Contudo o fim de fevereiro até meados de abril é conhecido com o período das queimadas. Porque os fazendeiros tacam fogo na roça e a qualidade do ar fica bem ruim. A pele fica mais seca que o deserto do Saara e algumas pessoas até usam máscaras para se proteger.

Mas nós estivemos em Chiang Mai bem nessa época e sobrevivemos…rs.

Como ir de Bangkok para Chiang Mai

Tem diversas agências (muitas mesmo) em Bangkok que vendem passagens de ônibus para Chiang Mai. O preço é mais ou menos tabelado, gira em de THB 600,00, pouco mais de USD 18.00 e a viagem dura entre 10 e 11 horas.

Por fim nós pegamos um ônibus noturno que incluía pick-up em nosso hotel na Khao San Road, uma refeição na parada que fizemos no caminho e transporte até a porta de nosso hotel em Chiang Mai. Achei super bom.

Mas você também pode ir de trem ou de avião. Uma vez que a Tailândia já tem diversas Cias Aéreas Low Cost. Vira e mexe aparecem umas promoções. Fique de olho!

Lembre-se do Seguro Viagem!

O seguro viagem é indispensável em uma viagem para a Tailândia. Nossa sugestão é fazer uma boa busca através da Segurospromo, um site que compara preços e te apresenta uma série de opções de seguro. Aí é só escolher a melhor opção para seu tipo de viagem. Contudo, utilizando nosso código: CASALWANDERLUST5 você ainda ganha 5% de desconto na hora!

E os elefantes? Por que nós não visitamos um santuário de elefantes em Chiang Mai

Porque é bem difícil saber se o tal santuário é mesmo um santuário ou se está ali apenas explorando os elefantes. Tirar uma foto bonita abraçado a um elefante pode ter um custo por trás que muitas pessoas não pensam, ou não se importam, talvez. Por isso decidimos guardar esse $$ para beber cerveja. Porque sim, meu amigo camarada, esse é um passeio que custa bem caro! Idem para Mulheres Girafa e os Tigres Dopados…

Mas se ver os elefantes de perto é o seu sonho, vou deixar aqui o link de um post caprichado escrito por uma amiga minha, a Adriana do Blog Em Algum Lugar do Mundo. Neste post ele indica alguns santuários onde os elefantes são bem tratados e também fala como é o processo que faz um elefante se tornar dócil o suficiente a ponto de permitir que você coloque sua mão nele. Tem um vídeo bem forte no post, mas é um alerta importante!

Espero que tenha gostado. Aproveite e veja também:

Sobre o Myanmar ⤵️

Acompanhe nossa viagem de volta ao mundo através de nossa página no Facebook:

https://www.facebook.com/casalwanderlustoficial

Salve no Pinterest para ler mais tarde:

chiang mai

Deixe uma resposta