Um casal em uma viagem de volta ao mundo!

O que fazer em Bangkok – Usando transporte público

Bangkok ocupa uma posição privilegiada na minha lista de cidades incríveis por esse mundão. Ela é um tanto caótica, lotada de gente e muitas vezes tão quente quanto um forno de assar pizza. Mas é daqueles lugares que vale a visita, já que Bangkok tem tantas atrações quanto qualquer outra cidade cosmopolita desse mundo.

Nós estivemos em Bangkok durante 3 diferentes visitas nos últimos 2 anos e listamos neste post as principais atrações da cidade. Incluindo dicas de como se locomover usando transporte público e gastando bem pouco. Vamos lá?

O que fazer em Bangkok

O que fazer em Bangkok

Onde se hospedar em Bangkok

Em Bangkok nós nos hospedamos no Khaosan Art Hotel. O hotel fica a poucos passos da famosa Khao San Road. Por ali você encontra opções de restaurantes e diversas lojas da 7 Eleven para comprar snacks e cerveja gelada e barata. E o melhor de tudo é que ao hospedar-se neste hotel você poderá conhecer diversas atrações da cidade caminhando.

Contudo, caso você queira ver outras opções de hotéis, veja a seleção que nós preparamos para você, basta clicar aqui. Lembrando que ao utilizar o Booking.com você pode efetuar suas reservas em reais (R$) fugindo assim do IOF. E em muitos casos é possível fazer o cancelamento gratuitamente, caso seja necessário.

Onde se hospedar em Bangkok

O que fazer em Bangkok – Opção de quartos individuais, duplos e triplos

O que fazer em Bangkok

Nós visitamos todas as atrações de Bangkok caminhando ou usando os serviços de ônibus e barcos públicos. Consequentemente as maneiras mais baratas de explorar a cidade.

Veja abaixo as X principais atrações de Bangkok, os respectivos valores das entradas e dos transportes públicos utilizados.

O que fazer em Bangkok – Grand Palace

Grand Palace e o Wat Phra Kaew

O Grand Palace definitivamente é o maior cartão postal de Bangkok. Só para se ter uma ideia de sua grandiosidade, a construção foi iniciada em 1782 e até o século XIX ainda não era considerada completa.

São vários templos e salas dentro do complexo e uma manhã inteira por lá se faz necessária. Porém, o templo mais famoso de todos é o Wat Phra Kaew, onde fica o famoso Buda de Esmeralda.

O que fazer em Bangkok – Grand Palace

Por ser o cartão postal de Bangkok o Grand Palace está sempre abarrotado de turistas. E em dias de muito calor chega a ser sufocante! Portanto tente chegar por lá bem cedo, ele abre às 8h30m da manhã.

Existe um golpe muito comum que é aplicado por motoristas de tuk tuk dizendo que o Grand Palace está fechado. Porém, saiba que em 99,99% das vezes é mentira. Fique atento! Vá bem cedo (ou no fim do dia), leve água e protetor solar.

O que fazer em Bangkok – Grand Palace

Como se vestir para visitar o Grand Palace

Você será impedido de entrar no Grand Palace se estiver vestindo blusa regata, tomara que caia, saia ou shorts curtos. Para os homens vale a mesma regra: nada de bermudas ou camisetas regatas.

Ocorre que antigamente eles emprestavam uma calça para que você pudesse entrar no complexo. Porém, desde 2017 que eles deixaram de oferecer o serviço. Resumindo, agora você só entra se estiver vestido de acordo. Não tem conversa.

Contudo existe a facilidade de comprar uma calça por ali mesmo. Antes da bilheteria eles vendem por THB 200,00, mas na rua você encontra por THB 100,00.

Calças e saias longas de tecidos leves salvam a vida no calor de Bangkok

Como chegar: nosso hotel era pertinho e nós fomos caminhando. Mas você pode chegar até o Grand Palace com o barco público, basta descer na estação Tha Chang. O bilhete custa THB 15,00 por pessoa. Também tem uma lista infinita de ônibus públicos que passam por lá. O bilhete de ônibus (sem ar condicionado) custa THB 6.50.

Quanto custa: o ticket para o Grand Palace é meio carinho para os padrões tailandeses. Custa THB 500,00 (USD 15.00).

Wat Pho – Reclining Buddha

Do Grand Palace caminhamos pouco mais de 10 metros até o Wat Pho, o Templo do Buddha Reclinado, onde fica uma estátua de Buda deitado que mede 46 metros de comprimento e 15 metros de altura.

O que fazer em Bangkok – Wat Pho

A gigante estátua é coberta de folhas de ouro e realmente impressiona. Mas o templo tem outras atrações a serem visitadas. Tais como uma sala com 394 imagens de Buda douradas. Como esse dourado todo é bonito, não?

Ah! E o local também é conhecido por ser uma escola de massagem. Ou seja, você pode aproveitar a oportunidade para receber uma boa massagem tailandesa das mãos de bons profissionais.

O que fazer em Bangkok – Wat Pho

Como chegar: nós fomos caminhando do Grand Palace até lá.

Quanto custa: o ingresso para o Wat Pho custa THB 200,00 (USD 6.20) e inclui uma garrafa d’água de 300 ml.

Chinatown Market

Chinatown é aquele bairro que a gente ama! É colorido, tem barraquinhas, restaurantes e comida boa por ótimos preços. Então é claro que reservamos umas horinhas para passear por lá.

Tal qual Chinatown em outras cidades, aqui em Bangkok o bairro é mais vibrante após o pôr do sol, quando fica cheio de barraquinhas vendendo comida de rua. Porém, durante o dia também é uma ótima pedida. Seja para comprar lembrancinhas, visitar templos chineses, experimentar restaurantes diferentes e até mesmo para comprar ouro.

O que fazer em Bangkok – Chinatown

Como chegar: fomos até Chinatown com o barco público. O bilhete custa THB 15,00 (USD 0.50) por pessoa. Pegamos o barco bandeira laranja e descemos na estação Ratchawong. Fique atento que também tem um barco turístico que custa THB 60,00 por pessoa. A estação de metrô mais próxima é a Hua Lamphong Station.

Wat Traimit – o Templo do Buda de Ouro

De Chinatown nós seguimos caminhando até o Templo do Buda de Ouro, onde fica a maior estátua de Buda em ouro maciço do mundo.

Meu amigo, a estátua tem mais de 5 metros de altura e pesa (PASME) 5 toneladas e meia. São mais de 5 toneladas de ouro ma-ci-ço! Imagine quanto isso deve valer!? 😱

Reza a lenda que a estátua valiosíssima teria ficado jogada em um canto qualquer durante um bom tempo. Visto que no passado os artesãos faziam estátuas em ouro e as cobriam com gesso e outros materiais para disfarçar e protegê-las de exércitos invasores, justamente o que teria acontecido com esta estátua. Ela ficou por séculos coberta de gesso, até que um dia durante o transporte ela caiu e acidentalmente descobriram que “oh meu Deus!” era de ouro!

O que fazer em Bangkok – Buda de Ouro

Como chegar: nós fomos caminhando de Chinatown até lá. A estação de metrô mais próxima é a Hua Lamphong Station. E a estação de barco mais próxima é a Ratchawong.

Quanto custa: a entrada para o Templo do Buda de Ouro custa THB 40,00 (USD 1.30) por pessoa.

Wat Ratchanatdaram

Voltando para o nosso hotel nós paramos no Templo Ratchanatdaram. Dentro do complexo a construção que mais se destaca é o Loha Prasat, este prédio branco, quadrado e com pontas douradas.

O Loha Prasat, também chamado de Castelo de Metal, foi construído em 1846 e inspirado em dois outros templos encontrados na Índia e no Sri Lanka. Ele é tão único que em 2005 foi apresentado à Unesco para entrar para a lista de Patrimônios Históricos. Porém, o prêmio ainda não foi concedido.

O templo fica a poucos passos da Khao San Road e definitivamente vale a visita. Especialmente porque à noite ele fica todo iluminado.

O que fazer em Bangkok – Wat Ratchanatdaram

Como chegar: o templo fica pertinho da Khao San Road e nós fomos caminhando até lá. Porém, todos esses ônibus passam na avenida onde fica o templo: A4, S1, 6, 15, 35, 42, 44, 47, 59, 60, 68, 70, 79, 124, 157, 171, 183, 503, 509, 511 e 556.

Quanto custa: a entrada custa THB 20,00 (USD 0.60).

Wat Arun – Temple of Dawn

O Wat Arun é um dos templos mais famosos de Bangkok para o pôr do sol. E é durante a noite que ele fica lindamente iluminado.

Não foi o que nós fizemos, mas ele pode ter uma visita combinada com o Grand Palace e o Wat Pho, já que ele fica bem em frente, do outro lado do rio. Aí é só atravessar usando as balsas e barcos públicos que custam bem baratinho.

Em nossa humilde opinião não vale a pena pagar para entrar no templo, já que do lado de dentro não tem nada além das estupas, cujas quais podem ser melhor vistas do lado de fora.

O que fazer em Bangkok – Wat Arun

Como chegar: do Templo Ratchanatdaram nós pegamos o ônibus número 47 até o Wat Arun. O bilhete custou THB 6,50 (USD 0.20).

Quanto custa: o ingresso custa THB 50,00 (USD 1.50).

Golden Mountain Temple  – Wat Saket

O Wat Saket, também conhecido com o Templo do Monte Dourado, como o nome sugere, fica no alto de uma montanha. É um dos pontos mais altos de Bangkok e para chegar lá em cima é preciso subir 320 degraus. Mas não se desespere! Em dias de calorão tem até um vaporizador de água nos degraus da entrada para dar aquele frescor gostoso.

Dentro do templo existe uma relíquia de Buda que atrai fiéis de várias partes da Tailândia. Mas mesmo para os não religiosos vale a visita, já que ele oferece uma bonita vista da cidade de Bangkok.

O que fazer em Bangkok – Golden Mountain Temple

Como chegar: o templo fica pertinho da Khao San Road e nós fomos caminhando até lá. Porém, todos esses ônibus passam na avenida onde fica o templo: A4, S1, 6, 15, 35, 42, 44, 47, 59, 60, 68, 70, 79, 124, 157, 171, 183, 503, 509, 511 e 556.

Quanto custa: a entrada custa THB 50,00 (USD 1.50).

Khao San Road

Nós estivemos na Khao San Road pela primeira vez em 2013 e achamos o máximo! Desta vez, mais velhos e mais cansados, achamos que a rua é apenas uma concentração enorme de turistas, bares e músicas que se misturam. Mas calma que os vendedores dos famosos insetos fritos continuam por lá…rs.

Na Khao San Road você encontra vários restaurantes, bares, casas de massagem, lojinhas e barracas vendendo roupas, bugigangas, cerveja, Pad Thai e sucos de fruta. A única coisa que achamos novidade é que agora alguns bares também vendem balões com gás hélio. Sabe aquele gás que uma vez inalado te deixa com a voz do Pato Donald? Pois é! E eu achei uma ótima ideia depois de várias cervejas…hahaha.

Ah! E a Khao San Road é bem morta durante o dia, viu? O agito começa depois das 18h.

O que fazer em Bangkok – Insetos vendidos na Khao San Road

Rambuttri Road

Ali do ladinho da Khao San Road está a Rambuttri Road. Uma rua que também tem seus vários restaurantes, lojas e bares. Porém, com preços um pouco mais em conta.

Na Rambuttri Road nós bebemos cerveja por THB 80,0 (USD 2.50), comemos Pad Thai por THB 30,00, pouco menos de USD 1.00 e Roti de banana com leite condensado (também chamado de Thai Pancake) por THB 20,00, míseros USD 0.60.

Contudo, o melhor negócio em termos de economia é comprar cerveja na 7 Eleven. Uma garrafa de 600ml custa THB 56.00 (USD 1.75). Tem várias lojas da 7 Eleven tanto na Khao San Road quanto na Rambuttri. Mas escolher um bar com música ao vivo por ali também é uma Ótima pedida!

O que fazer em Bangkok – Rambuttri Road

Lumphini Park

O Lumphini Park está para Bangkok assim como o Central Park está para NYC. Ressalvadas as devidas proporções, é claro.

É por ali onde a população local faz exercícios e relaxa no fim de dias exaustivos na caótica capital tailandesa. E para os turistas tem uma vasta área verde com uma boa brisa e até pedalinhos para quem quiser exercitar as penas e curtir um passeio diferente pelo lago.

O que fazer em Bangkok – Lumphini Park

Como chegar: tem vários ônibus que passam pelo Lumphini: os números A3, 4, 14, 17, 45, 46, 47, 50, 67, 74, 76, 109, 115, 141, 505, 507

Siam Square

Do Lumphini Park nós fomos caminhando até Siam Square. Uma região conhecida por ser um paraíso para comprar de tudo em Bangkok, desde eletrônicos e roupas de grife até bugigangas, roupas baratinhas e lembrancinhas.

São diversos shopping centers que ficam por ali: o Siam Paragon, Siam Centre, Siam Square One, Central World e o MBK Center. Destaque para os dois últimos andares do Siam Square One, onde você compra roupas por THB 100,00 e 200,00, algo em torno de USD 3.00 e USD 6.00, muito barato.

O que fazer em Bangkok – Siam Square

Como chegar: também tem diversos ônibus que passam pelo Siam Square: os números 15, 16, 25, 40, 48, 54, 73, 141, 183, 204, 501, 508 e 73. Mas você também chega lá com o metrô, basta ir até a estação Siam BTS Station.

Eveandboy em Bangkok

Na região da Siam Square você encontra uma enorme loja da Eveandboy. É uma boa loja para comprar perfumes e maquiagem. O valor do perfume Light & Blue estava equivalente ao preço do Duty Free em São Paulo. E ainda é possível solicitar o Tax Refound e recuperar o valor dos impostos no aeroporto.

O que fazer em Bangkok – Eveandboy

MBK Center

Do Siam Square nós caminhamos até o MBK Center. Um shopping enorme que vende de tudo: roupas, artesanatos, comida, calçados, bolsas, eletrônicos (iPhones, tablets, computadores, etc.), bugigangas e lembrancinhas. Você encontra de tudo por lá e os preços são bem acessíveis.

Nós fomos ao cinema no MBK e este é um programa que a gente sempre adora.

Aliás, você sabia que na Tailândia antes do filme começar toca o hino real e todo mundo se levanta em respeito ao Rei? Durante dois minutos é exibido um filme que homenageia a realeza e todos se levantam. Experimente ir ao cinema na Tailândia, é uma experiência diferente.

O que fazer em Bangkok – MBK Center

Indy Market

Terminamos o dia no Indy Market, um mercado noturno super bacana! Ele começa às 18h e segue noite adentro. No Indy Market você encontra de tudo, menos turistas. A maioria das pessoas que frequenta o mercado são locais. Eu achei uma experiência super original.

Por lá você encontra roupas, bijuterias, sapatos, tem lugar para fazer a unha, para cortar o cabelo, tem sorvete, shake de frutas e cerveja barata. Nas laterais do Indy Market você encontra bares com música ao vivo vendendo um combo de 3 cerveja de garrafa (600ml) por THB 200,00 (USD 6.30). Ou seja, cada cerveja sai por USD 2.10.

As barraquinhas vendem comidas de todos os tipos. E você pode levar a sua comida baratinha para os bares que vendem cerveja nas laterais.

O que fazer em Bangkok – Indy Market

Como chegar: tem ônibus passando pelo Indy Market, mas nós fomos de Grab. A corrida da Khao San Road até lá custou THB 150,00, ou seja, USD 4.70.

Wang Lang Market

O Wang Lang Market também é um mercado frequentado por pessoas locais de Bangkok. Achamos o lugar super tradicional e muito mais legal que os mercados que são lotados de mercadorias para a turistada….hehehe.

No Wang Lang Market você pode observar o vai e vem de pessoas e passar algumas horas imerso em uma atividade que eu adoro: garimpando os brechós. Vi vestidos sendo vendidos por THB 60,00 (USD 1.80); camisetas por THB 50,00 (USD 1.60) e calças jeans modelo retrô (super na moda) por THB 100,00 (pouco mais de USD 3.00).

O que fazer em Bangkok – Wang Lang Market

Como chegar: pegamos um barco para ir até lá. O pier fica praticamente em frente ao hotel onde estávamos hospedados, o Khaosan Art Hotel (você pode buscá-lo no Maps.Me). Foi só atravessar a rua, entrar no corredor e comprar o bilhete para o barco. Na dúvida diga para a pessoa que vende os bilhetes que você quer ir ao Wang Lang Market que ela te orientará para pegar o barco correto. Pagamos THB 15,00 pelo bilhete, ou seja, USD 0.50.

Chatuchak Market – JJ Green Market

O Chatuchak Market é uma enorme feira que acontece todos os dias, mas é somente aos fins de semana que todas as sessões abrem e o lugar ferve!

Por lá você encontra absolutamente de tudo: comida, roupas, sapatos, artesanato e bugigangas das mais variadas. Achamos os valores ótimos. Vimos camisetas por THB 40,00 (USD 1.30); vestidos por THB 200,00 (USD 6.30) e bermudas e calças por THB 100,00 (pouco mais de USD 3.00).

Se quiser comprar qualquer coisa esse mercado é um ótimo lugar. Só eletrônicos que ficou a desejar, não vimos quase nada. Para eletrônicos acho que o MBK ainda é uma das melhores opções.

O que fazer em Bangkok – Chatuchak Market

Como chegar:  pegamos o ônibus número 3, que passava na rua bem em frente ao nosso hotel. Pagamos THB 6,50 por pessoa. Na volta nós pegamos o ônibus número 524 com ar condicionado. A passagem custou THB 14,00 (USD 1.30) por pessoa.

Mercados flutuantes de Bangkok

Bangkok tem alguns mercados flutuantes que são bem famosos. O mais famoso de todos talvez seja o Damnoen Saduak Floating Market, que é totalmente dedicado a turistas e fica bastante distante, a 100 km de Bangkok. Tem também o Amphawa, que fica a 90 km.

Caso você tenha preguiça de fazer grandes deslocamentos eu vou te dar uma dica de dois mercados fofinhos que ficam bem pertinho de Bangkok.

Taling Chan Floating Market

Como chegar: pegamos o ônibus número 79 para ir até o Taling Chan. O ônibus passa do outro lado da rua da Biblioteca Nacional de Bangkok, perto da Khao San Road. O nome do ponto de ônibus no Maps.Me é Ratchadamnoen.

Khlong Lat Mayom Floating Market

Como chegar: do Taling Chan nós pegamos um Songthaew (caminhonete aberta atrás) até o Khlong Lat Mayom. Como as placas que informam os destinos são escritas em Thai, o melhor jeito de descobrir qual é o correto é parar um por um e ir perguntando. Não esperamos nem 10 minutos e já passou um que ía pra lá.

Chao Phraya River

O Chao Phraya é um dos grandes rios da Tailândia e ele atravessa a cidade de Bangkok. E é exatamente por isso ele entra na lista das atrações da cidade.

Tem vários passeios que podem ser feitos pelo rio, mas os mais famosos são os cruzeiros para assistir ao pôr do sol. Os passeios que incluem jantar com buffet, música alta e diversão custam em média USD 40/50 por pessoa.

➡️ Neste site você encontra boas opções de empresas que oferecem os passeios e pode consultar os respectivos valores.

O que fazer em Bangkok – Pôr do sol

Sky Bar para o pôr do sol em Bangkok

Outra opção para curtir o pôr do sol em Bangkok é escolher um dos famosos bares que ficam no topo de alguns prédios da cidade.

Nós pulamos a atração porque alguns exigem até um dress code para que você possa acessar o local. Porém, a gente deixa aqui o link para um post escrito pela Mônica do blog Eduardo e Mônica. Ela indica 7 opções de Sky Bar em Bangkok.

Asiatique The Riverfront – Night Bazaar

Se você ainda não estiver cansado de mercados e pores do sol (será que alguém se cansa de assistir belos pores do sol?!) não deixe de terminar um de seus dias no novíssimo Asiatique The Riverfront.

O legal é ir de barco no fim do dia. Porque assim você aproveita e já curte o pôr do sol passeando no Rio Chao Phraya, e foi exatamente isso que nós fizemos. Mas é possível ir até o Asiatique de ônibus também.

O que fazer em Bangkok – Asiatique

Como chegar: nós fomos de barco até a estação Sathorn, pagamos THB 15,00 pelo bilhete, ou seja USD 0.50. De lá pegamos um barco (grátis) que faz o transfer até o Asiatique.

Soi Cowboy

O nome da rua é uma homenagem a um afro-americano chapeludo que abriu o primeiro bar na região nos anos 70. De lá pra cá a rua foi crescendo, recebendo novos bares e uma triste fama por conta da prostituição que rola por ali.

Contudo a Soi Cowboy ganhou ainda mais destaque quando apareceu no filme Se Beber Não Case II como a rua proibida, onde um dos integrantes se relaciona com uma travesti.

O tema é controverso e nós somos abertamente contra o turismo exploratório, seja de animais ou de pessoas. E na Soi Cowboy existe uma vasta lista de bares com garotas de programa à disposição daqueles que procuram por esse tipo de diversão.

Nós só passamos rapidamente por lá. Mas o lugar pode ser uma boa pedida para beber uma cerveja. Veja aqui a lista dos bares da rua.

O que fazer em Bangkok – Soi Cowboy

Como chegar: pegamos o ônibus número 2, mas o 511 também passa por lá. O bilhete custou THB 6,50 (USD 0.20).

Patpong Night Market – Ping Pong Show

O Patpong Night Market é uma feira noturna de Bangkok que basicamente vende itens falsificados diversos, tais como camisetas, bonés, perfumes, bolsas e etc. Mas o que mais dá fama ao local são as casas noturnas nos arredores da feira que oferecem o Ping Pong Show. Já ouviu falar?

O Ping Pong Show nada mais é que um show de pompoarismo onde diversas mulheres fazem manobras com suas vaginas. Elas escrevem, abrem garrafas, arremessam dardos que estouram balões e, como o nome sugere, também arremessam bolas de pingue-pongue nas pessoas da platéia.

“Ah, isso é super legal”, você pode pensar. Não meu amigo, não é! As mulheres são, via de regra, exploradas e repetem essas atividades noite adentro. Nós estivemos neste show em nossa primeira visita a Bangkok em 2013 e eu, como mulher, me senti super mal. Saímos depois de poucos minutos lá dentro.

O que fazer em Bangkok – Patpong Night Bazaar

O que fazer em Bangkok – Provar o Pad Thai

Vários relatos vão te dizer para comer Pad Thai no Thip Samai Pad Thai, que é famoso e tal. Mas olha, sinceramente falando, Pad Thai é gostoso de todo jeito. E nós vamos deixar aqui uma indicação diferente.

Quem aí também ama dica de comida boa e barata? 😋

O que fazer em Bangkok – Pad Thai

É na Rambuttri Road que fica uma das barraquinhas onde nós comemos o Pad Thai mais gostoso e mais bem servido de Bangkok.

A barraquinha é essa da foto abaixo. A senhora que vende é uma simpatia e o melhor de tudo: ela fica do lado do Roti de Banana mais barato que nós comemos em Bangkok. Ou seja, no mesmo dia você já come o Pad Thai delicioso e baratinho e o Roti de Banana mais “barateza” ainda.

O que fazer em Bangkok – Pad Thai

Como chegar: as barraquinhas ficam na Rambuttri Road, bem em frente  uma casa de massagens chamada Smooth e do lado de uma kombi que vende bebidas.

Quanto custa: o Pad Thai com vegetais custa THB 30,00; com vegetais e ovo THB 35,00; com frango ou camarão THB 50,00. E o Roti de Banana custa THB 20,00. Porém, se quiser uma orgia gastronômica e pedir com Nutella 😱 você vai pagar THB 40,00.

Como se locomover em Bangkok

  • Ônibus

Definitivamente a opção mais barata de todas. Bangkok tem diversas linhas de ônibus públicos que te levam para todo canto.

Vou deixar aqui a indicação de uma site maravilhoso onde você encontra todas as rotas de ônibus, de barco e do metrô. O site é interativo, você pode digitar seu ponto de origem e destino desejado para ver quais os números de ônibus e estações você deve procurar. Eu achei uma SUPER mão na roda!

➡️ Clique aqui para ver mais.

  • Barco

Os barcos públicos que circulam pelo rio que divide a cidade também são ótimas opções. Especialmente porque tem vários portos perto de diversas atrações da cidade, como o Grand Palace, por exemplo.

  • Grab e Uber

Opções alternativas e mais baratas que os táxis. Especialmente o Grab, que funciona super bem em bangkok. E o melhor de tudo é que neste caso o valor da corrida é calculado pelo APP – evitando assim os famosos golpes.

  • Táxis

Os táxis em Bangkok são coloridos e fofos! Mas os motoristas nem sempre são tão fofos assim. Muitas vezes se recusam a ligar o taxímetro e tentam cobrar valores exorbitantes. Fique esperto!

  • Tuk-Tuk

Use em último, último, último caso! rs. São os que mais tentam enganar turistas. Além de cobrar valores bem mais caros do que o normal ainda aplicam diversos golpes. Fique bem ligado e, se te oferecerem um tour por preços de banana, saia correndo! É um golpe bastante comum.

Melhor época para visitar Bangkok

No geral o melhor período para visitar a Tailândia é entre os meses de novembro até abril. Sendo que de fevereiro a abril já começa a ficar super quente!

Nós estivemos em Bangkok entre os meses de fevereiro e abril e quase morremos cozidos…rs.

Tudo sobre a Tailândia

Temperaturas médias e precipitações em Bangkok

Espero que este post possa lhe ajudar! Aproveite e veja também:

Sobre o Myanmar:

Acompanhe nossa viagem de volta ao mundo através de nossa página no Facebook:

🌍 https://www.facebook.com/casalwanderlustoficial

Deixe uma resposta