Casal Wanderlust

Botswana: Mochilão de 5 dias pelo país

Definitivamente 5 dias é muito pouco tempo para que possamos “sentir” um país. Nem me atrevo a usar a palavra conhecer pois mesmo morando a vida toda em um lugar é praticamente impossível afirmar que o conhecemos por completo. Veja nesse post o roteiro do nosso mochilão por Botswana, incluindo custos, dicas de hospedagem e passeios.

Leoa no Chobe

Como Botswana tem investido em um tipo de turismo exclusivo, com lodges luxuosos e preços nem sempre tão camaradas, nós acabamos nos programando para ficar pouco tempo por lá. O que foi um grande erro, já que descobrimos que o país tem espaço para mochileiros sim senhor! Nós conseguir visitar todos os lugares que tínhamos interesse sem termos de pagar pequenas fortunas. Veja só:

Dia 1 – Kasane

Chegamos em Botswana depois de uma longa viagem partindo de Windhoek, na Namíbia. Assim que cruzamos a fronteira, em nossos primeiros 10 minutos no país, já vimos uma girafa no meio da estrada.

No primeiro dia nós exploramos a cidade de Kasane. Por lá você encontra agências de turismo, ATMs para sacar dinheiro, casas de câmbio, restaurantes e diversas barracas de comerciantes locais vendendo de tudo. Aquela “misturança” toda que a gente adora!

Onde se hospedar em Kasane

Nos hospedamos no Bananyana Backpackers. Pagamos BWP 150,00 ou USD 15,00 por pessoa. Um lugar bem “alternativo”, afastado da cidade, com pequenos dormitórios com beliche e porta com cadeado para você poder trancar os seus pertences. E o dormitório possui ar condicionado no corredor, o que ajuda a dar uma refrescada no ambiente.

Bananyana Backpackers

Eles também têm a opção de quarto duplo, que custa USD 30,00, mas não tinha nem ventilador, o que é um grande problema em dias quentes.

O dono do hotel nos explicou que eles chegaram até a construir uma piscina no local, mas estão receosos de enchê-la de água pois isso poderá atrair os elefantes, que andam livres por lá.

Dia 2 – Chobe

Acordamos às 5h30 para fazer um safári no Chobe. Esse é o melhor horário para tentar ver leões e leopardos, já que durante o dia eles só dormem no calorão africano.

Entramos no parque pelo portão Chobe River Front, que fica a 15 minutos de Kasane. Vimos duas leoas, zebras, macacos, hipopótamos, uma manada enorme de elefantes, veados e búfalos. Mas o leão macho… nada! Acho que esse será nosso grande trauma nessa viagem…rs. Nada de leões até agora 😞

Quanto Custa

Nós fechamos o safári através do nosso hostel e o mesmo foi feito com a empresa Dreams. Pagamos BWP 270,00 ou USD 27,00 por pessoa. Preço muito justo se compararmos com os valores que cobram em parques como o Krueger (África do Sul) e o Etosha (Namíbia) para fazer um safári com o pessoal do parque, em veículos apropriados.

Os parques da Botswana não são cercados. Ou seja, os animais se movimentam livremente pelas cidades e pelas estradas. Para ir até nosso hostel nós passávamos por um corredor de animais selvagens e elefantes. Com sorte você nem precisa fazer um safári para ver alguns bichinhos 😃

A noite pegamos uma minivan até Maun. Foram 7h em uma viagem noturna beeeeeem desconfortável. E no caminho cruzamos com um elefante enorme no meio da pista – esse país é sensacional!!!

E a maior curiosidade da viagem é que em um determinado ponto da estrada todos precisamos descer do ônibus para limpar os pés em uma espécie de bacia de água rasa. Esse procedimento serve para conter os micro-organismos que podem seguir conosco para o outro lado do país. Os carros também passam por um vala rasa cheia desta mesma solução que, sinceramente, não sei dizer se era alguma substância desinfetante ou simplesmente água.

Dia 3 – Maun

Chegamos às 5h da manhã em Maun e foi uma das primeiras vezes na vida que nos sentimos tão importantes! Tinha pelo menos uns 35 taxistas lutando (literalmente) por nós – o que no final das contas não é uma coisa bacana. Pouca oferta de trabalho faz com que as pessoas lutem para sobreviver da maneira que dá…

Demos uma volta pela cidade de Maun e descansamos da viagem mega exaustiva no hostel que escolhemos, que tinha piscina, bar e internet.

Onde se hospedar em Maun

Nos hospedamos no Jump Street Backpackers. Pagamos BWP 460,00 ou USD 45,00 por um chalé maravilhoso com ar condicionado, TV, internet e piscina. E foi lá que recebemos o melhor atendimento nesta viagem. O pessoal foi super solícito e simpático. Nos deixaram fazer o checkin super cedo (às 6h da manhã) e o checkout super tarde (às 19h) sem nos cobrar nenhuma taxa extra. E isso acabou nos ajudando muito, já que fizemos viagens noturnas.

Jump Street Backpackers

Dia 4 – Okavango Delta

Acordamos cedo para ir até uma região próxima ao Audi Lodge, onde pegamos um barco para fazer um passeio de 1h pelo Okavango Delta. Nós tentamos fazer o passeio por conta própria, mas devido a dificuldade de comunicação: nosso inglês não tão bom somado ao inglês não tão bom das pessoas que conhecemos, acabou não dando certo. Nossa ideia inicial era ir até uma vila de pescadores e fazer o passeio com alguém que se propusesse a nos levar, por um precinho camarada. Mas acabamos fechando com o nosso hotel mesmo. Pagamos USD 30,00 por pessoa para percorrer a região do Boro e algumas outras curvas do Okavango Delta.

Sinceramente eu achava que esse passeio não teria a menor graça. Que seria mais um passeio de barco comum. Mas olha… Que surpresa maravilhosa! No final das contas acabei achando que 1h não foi tempo suficiente. As paisagens são lindas! Veja o vídeo completo clicando abaixo:

Dia 5 – Despedida

Pegamos um ônibus no Bus Rank de Maun com destino à fronteira com a Zâmbia. A viagem dura aproximadamente 7 horas e o bilhete custa BWP 136,00 ou USD 13,00 por pessoa.

➡️  Veja aqui nosso post completo sobre a Victoria Falls e a Devil’s Pool, na Zâmbia.

Custo Total do mochilão em Botswana

Até que nós conseguimos gastar relativamente pouco em 5 dias de viagem, fazendo safári, ficando em um hotel bacana (em Maun) e passeando pelo Okavango Delta. Especialmente considerando que algumas agências de turismo vendem apenas o passeio no Okavango Delta por USD 500,00!

Nós gastamos USD 50,00 por pessoa, por dia. E esse valor inclui tudo: passagens, passeios, comida e cerveja 🍺

O que nós faríamos de maneira diferente

Nós fomos até Maun para fazer o passeio pelo Okavango Delta. Mas dizem que o melhor lugar para fazer os passeios é na região de Shakawe, especialmente se você estiver de carro.

Se você estiver saindo pelo Caprivi, na Namíbia, uma opção é ir de Divundu pela C48 direto para Shakawe, depois seguir para Kasane, parando em Maun para ver a região de Boro, se quiser. 

Como não fizemos esse trajeto não sabemos como funciona a questão do transporte público. E também considere que a região de Shakawe é mais famosa, mais turística. Nós gostamos de fugir um pouco dos lugares muito turísticos.

Quando Visitar

Os padrões climáticos em toda a África estão se tornando cada vez mais imprevisíveis, provavelmente devido ao aquecimento global. Mas o padrão climático de Botswana é típico do sul da África, embora sua precipitação seja menor que os países mais a leste. As chuvas em Botswana ocorrem principalmente entre os meses de Dezembro e Março, quando as temperaturas mínimas médias estão nos 20°.

Tal como acontece com a Namíbia, Abril e Maio em Botswana são geralmente os meses com a temperatura mais agradável. Com o céu limpo e a paisagem verde. As temperaturas noturnas começam a cair durante estes meses, especialmente na região do Kalahari.

Observe que os lugares dentro e ao redor da região do Okavango tendem a ter temperaturas menos extremas, mais moderadas do que as áreas mais secas do Kalahari. De Junho a Agosto, as temperaturas noturnas em áreas mais secas podem ser próximas do congelamento, mas aquecem rapidamente durante o dia, quando o céu geralmente é claro e azul. A “alta temporada” para a maioria das áreas de safári ocorrem entre Setembro e Outubro, quando as temperaturas sobem novamente, secando as paisagens. Este é o melhor momento para safáris – embora Outubro possa ser bastante quente, com temperaturas máximas às vezes chegando a 40° C.

Moeda

A moeda da Botswana é o Pula (BWP). E em Outubro de 2017 a cotação era de 1,00 USD = 10,00 BWP.

Segurança

Nos sentimos muito seguros em Botswana. Aliás, é capaz que no país você sinta mais medo dos animais, que andam livres pra lá e pra cá, do que das pessoas. Soubemos de um caso de um chinês que saiu de seu lodge para tirar foto de um elefante e acabou sendo morto pelo animal.

Na cidade de Kasane por exemplo, para irmos até o local onde estávamos hospedados nós passamos por um corredor de elefantes e animais selvagens. Nós vimos búfalos e javalis nas proximidades da cidade!

Tomada

Mesmo padrão de tomada da África do Sul e Namíbia, esse aí da foto abaixo.

Visto para Botswana

Brasileiros não precisam de visto para entrar em Botswana. 

A agente da fronteira, muito simpática por sinal, apenas nos perguntou quantos dias gostaríamos de ficar no país, nós dissemos 2 semanas e ela nos concedeu 3.

Como Chegar

Nós chegamos até Botswana em uma longa viagem de ônibus. Clique aqui para ver o relato completo.

Mas há voos partindo do Brasil através das companhias aéreas South African Airways, Ethiopian Airlines, entre outras.

Preço da Cerveja

A cerveja da Botswana é a St Louis. Embora o preço na garrafa indique um preço mínimo de BWP 8,00, ou seja, USD 0,75, nos bares nós pagamos em média BWP 22,00, ou USD 2,00. E nos supermercados ela custava em média BWP 10,00, ou USD 0,95.

Como se Locomover

Dentro das cidades nós usamos o serviço de táxi para nos locomover para lá e para cá. Sendo que alguns são compartilhados. Os mesmos não possuem taxímetros, o que te permite negociar o valor antes da corrida.

Dica: sempre negocie. Em todas as vezes que recorremos ao serviço de táxi sempre nos cobraram um valor altíssimo no primeiro momento. Aí chorávamos até baixarem os preços. Infelizmente por aqui já começaram a aplicar a “tarifa para turista”.

O Povo

Mas com exceção deste fator, das pessoas tentarem cobrar mais caro por sermos turistas, no geral o pessoal foi muito bacana com a gente. Especialmente em Maun.

Idioma

O inglês e o Setswana são os idiomas oficiais falados por aqui.

Esperamos que tenha gostado. Aproveite e veja também:

🌎  Acompanhe nossa viagem de volta ao mundo através de nossa página no Facebook:

https://www.facebook.com/casalwanderlustoficial

Deixe uma resposta