Casal Wanderlust

Uma viagem de carro de Porto Velho até Cusco

Neste post explicaremos todos os detalhes e custos de uma viagem de carro partindo de Porto Velho, capital de Rondônia, com destino a Cusco, no Peru.

Detalhe: fizemos a viagem de mais de três mil quilômetros (ida e volta) em um carro 1.0!

viagem-de-carro-a-cusco

Repleto de paisagens surpreendentes que misturam montanhas nevadas, desertos e floresta amazônica, dono de uma culinária premiada mundialmente, o Peru é mesmo um país de tirar o fôlego! E uma maneira super bacana de se chegar até lá é fazendo uma viagem de carro. Pois além da economia você também será presenteado com visuais incríveis pelo caminho!

Vamos aos detalhes dessa aventura que fizemos em Outubro de 2016.

O Carro

Primeira informação importantíssima: o documento de propriedade do veículo deve estar em nome do condutor ou de um dos passageiros.

Nós ligamos para a embaixada do Peru em Brasília (61 3242-9933) e confirmamos. Nos informaram que até alguns anos atrás as pessoas podiam ir com um carro alugado ou mesmo emprestado e neste caso era necessária a emissão de um documento chamado “constância consular”. Porém a atendente nos informou que atualmente, por questões de segurança, o veículo precisa estar no nome do condutor ou de um dos passageiros. Veículos alugados, sem chance!

Os custos da viagem

A moeda no Peru é o Nuevo Sol, ou Novo Sol. Na época em que viajamos o câmbio estava praticamente 1 x 1.

💰 TOTAL GASTO COM GASOLINA – R$ 970,00 

Não sabemos dizer exatamente quantos tanques foram utilizados pois muitas vezes apenas completávamos o mesmo para aproveitar o bom preço.

O valor mais alto que pagamos foi de R$ 4,35 por litro em um posto antes da fronteira entre Brasil e Peru. Não abasteçam lá!!! Ficamos com medo de encontrar gasolina mais cara pela frente e não foi isso que aconteceu. Muito pelo contrário, a gasolina no Peru é de melhor qualidade que a nossa e bem mais barata também.

Abastecemos sempre com gasolina 90 a um preço médio de 10,00 soles o galão. Considerando que um galão equivale a 3,78 litros, na conversão pagamos R$ 2,65 por litro. Bem mais barato que aqui no Brasil né?

💰  PEDÁGIOS – R$ 87,30

No total foram 14 pedágios, todos em território peruano. A média de valores de cada pedágio é de R$ 6,00. As condições de conservação das estradas estão ótimas! Salvo algumas partes onde obras estavam sendo feitas devido a queda de pedras e deslizamentos de terra. Coisas da natureza.

💰  BALSA – R$ 36,00

O valor da balsa que liga Rondônia ao Acre é de R$ 18,00 para ida e R$ 18,00 para a volta, para carros de passeio. O tempo de travessia gira em torno de 15 minutos e o tempo de espera pode variar a depender do dia. Mas tivemos sorte e nosso embarque foi relativamente rápido.

💰  SOAT – R$ 30,00

Ao cruzar a fronteira entre o Brasil e o Peru é fortemente recomendável que se faça o SOAT. O valor é de R$ 30,00 para carros de passeio e válido por 30 dias. Mas esse valor pode variar a depender do tipo de veículo.

O SOAT nada mais é do que o seguro obrigatório contra acidentes de trânsito. É obrigatório para todo veículo que se locomova em território peruano. Os policiais sempre solicitaram o SOAT nas blitz e controles em que fomos parados.

soat

Modelo do SOAT em branco

Como emitir o SOAT

Logo na fronteira você já vai visualizar as lojinhas vendendo o SOAT. Nós contratamos o nosso com a La Positiva Seguros através da Multiserviços Tuka. E por lá mesmo nós tiramos as cópias dos documentos necessários, fizemos o câmbio de reais para soles, ou seja, resolvemos quase tudo por ali.

Gastamos cerca de uma hora na fronteira para resolver tudo. Porém, ouvimos relatos de pessoas que passaram quase um dia inteiro por lá… vai depender do período em que você estiver viajando. Os meses de férias escolares no Brasil costumam ser mais movimentados.

Documentos necessários para emissão do SOAT

✅  Cópia do documento do veículo;

✅  Cópia do passaporte ou RG do proprietário;

✅  Cópia da habilitação do motorista;

✅  SUNAT – que nada mais é do que o documentos emitido na fronteira peruana para entrada do veículo no país. É de graça! Vide modelo abaixo:

sunat

Modelo SUNAT

Ouvimos relatos de pessoas que não contrataram o seguro e não tiveram problema algum. Porém nas quatro vezes em que fomos parados, o SOAT foi o documento mais solicitado pelos policiais. Então podemos dizer que é bastante aconselhável fazê-lo. No mínimo isso irá evitar chateações desnecessárias. Afinal ninguém quer ter dor de cabeça na viagem né?

Passaporte ou RG para cruzar a fronteira com o Peru?

Os trâmites na alfândega são mais simples para aqueles que portam passaporte. Porém também é possível utilizar o RG, desde que este tenha sido emitido a menos de 10 anos.

Lembrando que a habilitação (carteira de motorista) NÃO é aceita como documento de viagem!

Gasolina no Peru

Recebemos diversas orientações de amigos peruanos para utilizar a gasolina 90 ao abastecer o carro no Peru. Realmente achamos o rendimento do carro bem melhor com ela.

Com a gasolina que colocamos no Brasil, o Clio 1.0 (sim, é verdade que fomos com um carro 1.0) fez uma média de 12 km por litro, já com a gasolina peruana chegamos a 16 km por litro!

Pagamentos com cartão de crédito no Peru

Mesmo que seu cartão seja desbloqueado para gastos no exterior, ainda assim solicite o desbloqueio específico para o Peru! Um amigo teve problemas com pagamento em uma agência peruana e o pessoal da agência confirmou que para gastos no Peru um desbloqueio específico deve ser solicitado à administradora do seu cartão. Fique atento!

A fronteira Brasil x Peru

A fronteira entre o Brasil e o Peru fica entre o município acreano de Assis Brasil e a cidade peruana de Iñapari.  Distante 342 km da capital do Acre, Assis Brasil fica em uma região conhecida como tríplice fronteira, já que além do Peru também faz divisa com a cidade boliviana de Bolpebra. O acesso peruano a Assis Brasil é feito por meio da Ponte da Integração, inaugurada em 2006.

fronteira-brasil-peruApós passarmos pelo controle fiscal brasileiro, que foi super simples, seguimos até o controle peruano, mais simples ainda. Preenchemos um formulário com uma parte destacável e que todos devem apresentar na saída do país.

LEMBRANDO que o processo de saída do país é tão importante quanto o de entrada. Soubemos de pessoas que deixaram o Peru sem efetuar o processo adequadamente e que depois descobriram que tinham uma dívida imensa com o país. Ocorre que quando o sistema não dá baixa na sua saída, começa a valer uma multa para cada dia excedente ao prazo do visto concedido. Cuidado!

A estrada

Todo o nosso trajeto foi feito pela Estrada do Pacífico, também conhecida como Rodovia Interoceânica. A parte da Estrada do Pacífico que fica dentro do território brasileiro é identificada como BR-317 enquanto no Peru é chamada apenas de Carretera Interoceanica (em espanhol).

Dentro do Brasil a Estrada do Pacífico começa na BR-364 em Porto Velho e no Acre continua pela BR-317, que passa por Rio Branco e vai até a tríplice fronteira com o Peru e Bolívia, atravessando entre a cidade brasileira de Assis Brasil e a peruana Iñapari.

rodovia-interoceanica

 

De Porto Velho até Extrema a estrada é relativamente boa. De Extrema até Rio Branco são aproximadamente 200 km de trechos com muitos buracos. É bom ter cautela! Porém após a fronteira a estrada é privatizada e está em excelente estado de conservação.

estrada-cusco

Após a fronteira o motorista deve ficar atento as curvas e aos trechos sem acostamento. Mas nada que uma direção cautelosa não resolva.

Tempo de viagem Porto Velho x Cusco

Nós dividimos a viagem em três partes:

🚘  Dirigimos de Porto Velho até Rio Branco no primeiro dia. Foram 500 km e 7 horas de viagem;

🚘  No dia seguinte dirigimos de Rio Branco até Puerto Maldonado. Mais 570 km em 8 horas;

🚘  No terceiro e último dia dirigimos de Puerto Maldonado até Cusco. 460 km em 7 horas.

Se o seu tempo for mais curto e a depender do tempo gasto na fronteira é possível chegar a Puerto Maldonado já no primeiro dia de viagem. Fica mais cansativo, mas é possível.

O trecho mais lindo da estrada é depois de Puerto Maldonado. São paisagens incríveis, incluindo:

CACHOEIRAS E RIOS

estrada-para-cusco

MONTANHAS NEVADAS

montanha-nevada

estrada-porto-velho-ate-cusco

LHAMAS, MUITAS LHAMAS!

lhamas-estrada-cusco

E ALGUMAS PERFEIÇÕES DA NATUREZA:

paisagem-estrada-cusco

Se você mora em Rondônia ou no Acre, aproveite para fazer essa incrível viagem de carro até o Peru!

Nós fizemos essa viagem em ótima Cia, com nossos amigos do blog Projeto 101 Paises, clique aqui para curtir as dicas de viagens deles também.

blog-101-paises

Acompanhe aqui no blog outras dicas de nossa viagem de carro 1.0 de Porto Velho até Cusco:

➡️  Machu Picchu: tudo o que você precisa saber!

➡️  Onde comer bem e barato em Cusco;

➡️  Tudo sobre o Boleto Turístico de Cusco;

➡️  Puno e os passeios pelo lago Titicaca;

➡️  Visitando o Vale Sagrado dos Incas;

🌍  Neste momento estamos fazendo uma viagem de volta ao mundo, sem data para acabar!

Acompanhe nossa página no Facebook clicando aqui 😊

32 comentários sobre “Uma viagem de carro de Porto Velho até Cusco

  1. Julia salce

    Post suuuper completo, arrasaram. Mas vcs sao doidoooos de viajarem mais de 3 mil km num carro 1.0 ne? Hahah, jesus amado. Tinha ar, ne? So vcs dois revezando? Haja coragem! Acho que nao tenho peito p isso! Rs
    Mas p quem curte viajar de carro eh um prato cheio’ beijao @osvoosdaxoana

    1. CASAL WANDERLUST Autor da Postagem

      Siiiim, o carro tinha ar condicionado – o que deixava o motor ainda mais lento…rs. Nós amamos a viagem amiga! Fomos com um outro casal e foi super legal!!!
      E sim, nós somos doidos mesmo! hahaha
      Beijos!

  2. Tatiane

    o carro de vocês é novo? estou pensando em fazer de carro 1.0 também…daí achei esse post de vcs, rsrsrsr dicas muito úteis.

    1. CASAL WANDERLUST Autor da Postagem

      Tati!!!
      Era um carro relativamente novo sim. Um Clio 1.0 ano 2014/2-15.
      Achamos super tranquilo. Dá pra fazer sim! Se precisar de mais dicas que de repente não estejam no post, é só nos escrever.
      Beijos!

  3. Debora maria da silva vale

    Ola . Gostaria de fazer a viagem de carro. Mas deixa-lo em puerto. Alguns me disseram que o trecho porto malronado- cusco e muito perigoso.vcs fizeram esse percurso neh? Foi tranquilo ou nao?

    1. CASAL WANDERLUST Autor da Postagem

      Olá Debora!
      Por favor me desculpe pela demora em lhe responder.
      Fizemos sim, em um Clio 1.0…rs
      Foi SUPER tranquilo! Dirigimos relativamente devagar por conta das curvas, mas foi tranquilo mesmo.
      Faça que vc nāo irá se arrepender!
      Beijos

  4. SILVIO ROBERTO ALVES DE MELO

    Olá, pretendo fazer essa viagem em setembro/ 2017, o gasto R$970,00 é ida e volta? Vou com a família, 4 pessoas, você identificou algum risco em ir de carro? Roubo, extorsão etc?

    1. CASAL WANDERLUST Autor da Postagem

      Olá Silvio!
      Isso, R$ 970,00 de gasolina para ir e para voltar.
      Nada, a viagem foi super tranquila do início ao fim. Lembre-se de fazer o SOAT pois a polícia implica na ausência deste seguro.
      A estrada também foi super tranquila, como comentamos nos post.
      Foi uma viagem maravilhosa. Vc e sua família vão adorar, certamente.
      Abraços!
      Qquer coisa escreve pra gente!

  5. Loyana

    Olá, gostaria de informações sobre o roteiro que vocês fizeram, estamos planejando ir ao Peru de carro em setembro. Quanto tempo vocês ficaram no país e por onde passaram?

    1. CASAL WANDERLUST Autor da Postagem

      Olá Loyana!
      Nós ficamos 2 semanas entre Cusco, Puno e Copacabana – temos posts sobre todas essas cidades aqui no blog.
      Saímos de PVH, fomos até Rio Branco e depois até Puerto Maldonado. O mesmo roteiro na volta: 3 dias para ir e mais 3 para voltar.
      Dá uma olhadinha nos demais posts e escreva pra gente caso tenha alguma outra dúvida.
      Bjão

  6. Natália

    Olá! Vamos fazer esta viagem em família em agosto.
    Gostaria de saber como vocês fizeram pra chegar a Machu Pichu. O post não está abrindo e a minha dúvida é, vocês deixaram o carro em Cusco? Ótimo blog!
    O mais completo que já encontrei!!!!
    To seguindo as dicas de vocês!
    Beijos!

  7. luiz carlos almeida

    Bom dia, pretendo fazer essa aventura em Janeiro/2018 com minha família em um Doblo, dicas muito importante. Sou da segurança pública, até onde posso portar minha arma? Sabe me informar? Parabéns.

    1. CASAL WANDERLUST Autor da Postagem

      Poxa Luiz… não temos a melhor ideia com relação ao porte de armas.
      Vamos pesquisar aqui para ver se encontramos alguma informação para vc!
      Obrigada pela msg!
      Abração!
      Obs.: vcs irão amar a viagem!!!

    2. Alvaro

      Boa noite, tudo bem nos vamos fazer essa viagem tambem ,mas pretendemos viajar em 30 dez 2017 , somos de pvh poderiamos ir juntos que tal ? meu zap 69 984047644

      1. CASAL WANDERLUST Autor da Postagem

        Olá Alvaro! Tudo bem?
        Poxa, que delícia de convite. Obrigada!!!
        Mas nós estamos viajando pelo continente africano no momento. Demoraremos para voltar para o Brasil.
        Mas brigadão mesmo assim!
        Abraços!

  8. Rodolpho

    Apesar de alguns comentários e outros blogs também falarem de carimbar passaporte na PF do BRASIL, esse procedimento é DESNECESSÁRIO!!!!

  9. IASMINE

    Ooii, uma dúvida básica:
    Consigo trocar fácil reais por soles na fronteira ou seria melhor comprar dólares aqui, e lá trocá-los por soles?
    Obrigada pela ajuda.

  10. Carlos jesus quispe

    Estou pensando fazer minha primeira viajem, quero me aventurar vou com minha familia, saindo de sp ate cusco, meu carro e um ecosport 2007 , 1.6 sera que aguenta, e sobre o carro ser 10 anos mais antigo terei problemas? Farei uma revição. Obrigada

    1. CASAL WANDERLUST Autor da Postagem

      Olá Carlos!
      É um ótimo carro e, especialmente se você fizer uma boa revisão, aguenta sim!!!
      E você terá mais potência nas subidas com esse motor 1.6…hehehe
      Façam uma ótima viagem! O caminho até Cusco é todo lindo!
      Abração

  11. Ricardo

    Olá pessoal, tudo bem?
    gostaria de dar uma dica para as pessoas que estão planejando sua viagem ao Peru.
    Qual a melhor forma de levar o dinheiro?

    Aconselhamos trazer dólares americanos para sua viagem ao Peru, isso ajuda muito na cotação e tem mais facilidade para o câmbio. Para fazer pagamentos de despesas, pode-se efetuar com seu Cartão de Credito em qualquer estabelecimento no Peru, com as bandeiras de Mastercard, Visa, Dinner e American Express.

  12. Jakelline

    Oi pessoal. Os posts de vcs são o máximo.
    Vamos agora em janeiro de 2018, excursão de ónibus lotado de amigos e faremos o mesmo trajeto de vcs. Quero saber em que época vcs foram e se passaremos pelos picos nevados nessa época. Obrigada

    1. CASAL WANDERLUST Autor da Postagem

      Olá Jakelline, tudo bem?
      Obrigada pela mensagem!
      Não sei dizer quanto a probabilidade de neve pelo caminho, já que o período mais frio é entre os meses de maio e agosto.
      Nós fomos em Outubro e conseguimos ver bastante gelo, mas a paisagem já estava mudando.
      Que delícia fazer uma viagem com amigos e a família! Aproveitem MUITO!
      Beijos!

  13. Keila

    Irei de ônibus, em excursão com amigos em janeiro de 2018. Gostaria de saber sobre o clima em Cusco e Puno e se haverá neve nesses percursos e também se é tranquilo viajar em grupo grande. Adorei o blog.

Deixe uma resposta