10 coisas legais para fazer em Mirissa – Sri Lanka

Nós fomos até Mirissa, um vilarejo litorâneo ao sul do Sri Lanka, em busca de praias bonitas,  dias de sol e cerveja gelada e barata. Encontramos tudo isso, já que estivemos por lá no mês de outubro, quando a época das moções já estava indo embora. Passamos 4 dias em Mirissa e achamos que foi tempo suficiente para fazer várias coisas legais.

Aliás, você já pensou em incluir o Sri Lanka em seu roteiro de viagem pela Ásia? Nós nunca tínhamos pensado, até que fomos até lá e nos surpreendemos muito. O país tem praias lindas, que não deixam muito a desejar à seus vizinhos asiáticos. Veja neste post as top 10 atrações de Mirissa.

1 – Secret Beach

A Secret Beach (Praia Secreta, em português) é uma das mais tranquilas de Mirissa. Como o nome sugere, ela fica em um cantinho isolado do vilarejo e para chegar até lá é preciso caminhar um pouco. Nós fomos a pé desde o centrinho, mas é possível pegar um tuk-tuk que te deixará bem próximo do paraíso.

São dois pontos para banho e um único bar que vende cerveja gelada e refeições que pareciam bem boas. Digo que pareciam porque não comemos por lá. Os preços eram ótimos se considerarmos que a Secret Beach é uma praia escondida e que o restaurante é o único da região. Um prato enorme de frutos do mar (para duas pessoas) custa LKR 3.000, ou USD 17,00 e uma lata de 600 ml de cerveja estupidamente gelada custa LKR 500,00, ou USD 2,80.

Secret Beach em Mirissa – praia deserta e água cristalina

2 – Parrot Rock

A Parrot Rock fica no canto esquerdo da Mirissa Beach, a praia central de Mirissa. Trata-se de uma grande rocha que quando escalada oferece uma vista super bonita de toda a praia.

Para chegar até o topo da Parrot Rock (topo este que nem é tão alto assim) você precisará subir  alguns degraus e também caminhar um pouco pela água. Ou seja, se a maré estiver muito cheia pode ser um pouco mais complicado.

mirissa

Vista do alto da Parrot Rock

3 – Coconut Tree Hill

Se você procurar fotos de Mirissa no Instagram você irá notar que aparecerão milhares de fotos do Coconut Tree Hill. Todas de turistas vão até lá para tirar fotos com os coqueiros gigantes ao fundo. Nada contra, mas o lugar oferece bem mais que isso.

Nós estivemos por lá para assistir ao pôr do sol e foi incrível. Tanto que tornamos isso um hábito durante todos os dias que passamos em Mirissa.

mirissa

Esse é o lugar…

E esse é o pôr do sol

 4 – Mirissa Beach

A Mirissa Beach, principal praia do vilarejo de Mirissa, tem uma extensa faixa de areia, agências que vendem passeios aquáticos, alugam esquipamento de snorkel e etc., e restaurantes que vendem cerveja pela metade do preço no happy hour (entre às 16h e 21h). Olha que maravilha!?

E após o anoitecer os restaurantes colocam mesas iluminadas com velas em toda extensão da praia. Vale a pena jantar por ali. Um prato de lulas ou camarões custam em média LKR 1.200, que equivalem a pouco mais de USD 6,00. Em que outro lugar do mundo você jantaria frutos do mar, na beira da praia e a luz de velas por esse preço?

mirissa beach

Mirissa Beach

5 – Observação de Baleias

O período entre novembro e março é o ideal para observação de baleias nesta parte da costa do Sri Lanka. Os passeios custam em média USD 60,00 e incluem o almoço.

Porém, o hotel onde ficamos hospedados, o I&I Rest, oferece o passeio por USD 30,00 (metade do preço) e ainda devolve o seu dinheiro caso você dê azar no dia e não consiga ver os grandes mamíferos.

hermanus whale

Olha uma nadadeira bem ali!

6 – Bate e volta até Galle

De Mirissa é possível fazer um bate e volta até a cidade de Galle. Há vários ônibus que fazem o trajeto em diversos horários. Os bilhetes custam menos de USD 2,00 por pessoa.

A principal atração de Galle é o Galle Fort, um Patrimônio Histórico Mundial da UNESCO. Mas as praias, igrejas, mesquitas também fazem a viagem valer a pena. Nós adoramos!

➡️ Veja aqui nosso post completo do roteiro de 1 dia em Galle.

O Galle Lighthouse ao fundo

7 – Bate e volta até Unawatuna

Unawatuna é um dos principais destinos turísticos do Sri Lanka. Este pequeno vilarejo à beira-mar oferece uma série de opções legais de hotéis, bares e restaurantes.

Nós acabamos nos hospedando por lá, mas é possível fazer um bate e volta a partir de Mirissa. Os ônibus que vão até Galle passam por Unawatuna. São vários os horários e os bilhetes custam menos de USD 1,50.

➡️ Veja aqui nosso post completo do roteiro de 1 dia em Unawatuna.

Unawatuna

Jungle Beach em Unawatana

8 – Bate e volta até Weligama

Nós fizemos um bate e volta até Weligama. Mas para falar a verdade nós não gostamos muito. As praias não são mais bonitas que as praias de Mirissa. Acabamos passando menos de um dia por lá.

mirissa weligama

Lázaro fingindo ser um pescador local…rs

9 – Alugar um tuk-tuk

Já pensou em ter um tuk-tuk só pra você? No Sri Lanka isso é possível, ao menos por uns dias. Há pessoas que alugam o famoso meio de transporte de três rodas, que são muito comum na Ásia, para percorrer todo o país.

Como comentamos aqui sobre as diversas viagens curtinhas que fizemos a partir de Mirissa, saiba que com o tuk-tuk você ficará despreocupado com os horários de ônibus e conseguirá fazer tudo no seu tempo.

O aluguel de um tuk-tuk custa em média USD 15,00 por dia, incluindo o seguro. Para nós sairia mais caro, mas deve ser uma experiência super legal.

mirissa

Vamos?

10 – Aulas de culinária

A culinária dos cingaleses (e também dos tâmeis, que formam uma importante minoria étnica) é a base de arroz, que pode ser acompanhado de um ou vários molhos, quase sempre preparados com leite de coco, que é outro ingrediente principal desta culinária.

Nós comemos um delicioso Kottu (um prato típico do Sri Lanka) no Dewmini Roti Shop, o restaurante de uma família local que também oferece cursos de culinária. Para quem gosta de cozinhar, é uma boa pedida.

Onde se hospedar em Mirissa

Em Mirissa nós ficamos no I&I Rest. Um hotel super bem localizado, com quartos duplos com ar condicionado, mas que também oferece opção de quartos compartilhados. Pagamos USD 10,00 pela diária. Eles possuem um restaurante por lá e também uma área comum com sofás e até geladeira. Ou seja, dá pra comprar sua cerveja por preços menores nas lojas e guardar lá.

Mas caso você não queira se hospedar lá, veja a seleção de hotéis que nós preparamos para você, basta clicar aqui. Lembrando que ao utilizar o Booking.com você pode efetuar suas reservas em reais (R$) fugindo assim do IOF. E em muitos casos é possível fazer o cancelamento gratuitamente, caso seja necessário.

mirissa hotel

Nosso quarto no I & I Rest

Melhor época para visitar Mirissa

A melhor época para visitar a parte sul do Sri Lanka é entre os meses de dezembro e março, quando há menos chance de chuva. Mas dezembro e o início de janeiro também são os períodos de alta temporada, com mais turistas e preços mais elevados.

Os meses entre julho e setembro também são interessantes, pois é um período entre as temporadas de chuva. Nós estivemos em Mirissa em outubro de 2018 e pegamos algumas chuvas no fim do dia. Mas nada que atrapalhasse nossos planos.

Lembre-se do Seguro Viagem!

O seguro viagem é indispensável em uma viagem para a Índia. Nossa sugestão é fazer uma boa busca através da Segurospromo, um site que compara preços e te apresenta uma série de opções de seguro, aí é só escolher a melhor opção para seu tipo de viagem. E utilizando nosso código CASALWANDERLUST5 você ainda ganha 5% de desconto na hora!

Gostou? Veja todos os nossos posts sobre o Sri Lanka:

🌍 Acompanhe nossa viagem de volta ao mundo através de nossa página no Facebook:

https://www.facebook.com/casalwanderlustoficial

Salve no Pinterest para ler mais tarde:

6 Comentários

  1. Gostei demais das dicas…principalmente do por do sol maravilhoso que eu queria também contemplar todos finais da tarde e o preço do fruto do mar…só ai realmente! E quanto ao transporte me fez lembrar de MZ. OBS: Não sabia que Lázaro era pescador não…