Casal Wanderlust

Dica de viagem: O que fazer em Port Elizabeth

Port Elizabeth, a quinta maior cidade da África do Sul, é conhecida por ser o ponto de partida para quem inicia a Garden Route por aqui, ou o ponto de chegada para quem vem de Cape Town, no sentido contrário.

Assim como Joanesburgo, a cidade muitas vezes serve somente como ponto estratégico para outras visitações. Mas suas belas praias, o clima agradável e os preços bem mais atrativos do que outras cidades famosas do país, fazem de Port Elizabeth um convite para uma extensão em sua estadia. Nossa intenção era ficar apenas dois dias mas acabamos ficando sete!

O famoso Shark Rock Pier de Port Elizabeth

Veja nesse post os 15 motivos que fizeram com que nós nos apaixonássemos por PE (que se pronuncia “Pií“) – apelido carinhoso da cidade:

1 – Donkin Reserve

Um dos principais pontos turísticos de Port Elizabeth, o Donkin Reserve é um parque que foi proclamado perpetuamente público pelo fundador da cidade, Sir Rufane Donkin.

Aliás você sabia que o nome Port Elizabeth tem uma origem super romântica? Elizabeth Donkin era a esposa de Sir Rufane Donkin. Ela morreu na Índia em 1818, um pouco antes dele ser transferido para a África do Sul e nomeado como primeiro governador. Assim que chegou, Sir Rufane decidiu dar à cidade o nome de sua esposa, como uma prova do seu amor. Mandou construir também essa pirâmide de pedra (foto abaixo) em sua homenagem.

Donkin Reserve: a pirâmide de pedra e o farol ao fundo

No mesmo local você poderá visitar o antigo farol, construído em 1861. É possível subir até o seu topo para ter uma visão panorâmica da baía. O valor para subir o farol é de USD 0,74 por pessoa.

Na base do farol está o Nelson Mandela Bay Tourism, o Centro Oficial de Informações Turísticas de Port Elizabeth. Lá você encontrará vários folders, livretos e brochuras repletos de informações sobre a cidade e seus arredores.

O Donkin Reserve também possui uma série de obras de arte, assim como o Voting Line Sculpture – um monumento àqueles que votaram pacificamente nas eleições de 27 de abril de 1994, quando Mandela foi eleito.

Voting Line Sculpture

2 – St. George’s Park

Um enorme e lindo parque fundado em 1860. Ele abriga o Estádio do Port Elizabeth Cricket Club – o clube fundador do esporte na África do Sul.  Foi este estádio que hospedou o primeiro jogo de rugby da África do Sul contra a Inglaterra em 1891.

Além do estádio o parque conta com uma piscina, diversos espaços para piqueniques e ainda um Jardim Botânico – o Conservatório Vitoriano Pearson de 1882, construído para o cultivo de plantas exóticas e diversas outras espécies.

💰  A entrada é gratuita!

Conservatório Vitoriano Pearson – Jardim Botânico

3 – Beer Yard

O Beer Yard não é apenas um bar, é uma experiência cervejeira 🍺🍺

No beer yard você poderá degustar vários tipos de cerveja (4 copos de 160ml) por apenas USD 3,00 – menos de R$ 10,00!

Nós provamos 8 opções de cerveja

O local ainda serve diversas comidinhas deliciosas além de uma música ambiente super boa. Vale muito a pena! Se quiser, veja aqui a página deles no Facebook.

4 – Beer Tour

E falando em cerveja…

Beer tour em Port Elizabeth

No Beer Tour você terá a oportunidade de conhecer 3 das famosas fábricas de cervejas artesanais de Port Elizabeth: a Doc Side Brewery, a Street Bridge Brewery e a Richmond Hill Brewing Co.

Por USD 27,00 você poderá provar dois litros e meio de cerveja no total 😜  e ainda terá direito a um hambúrguer no final. Caso queira agendar, este é o telefone do Mr. Tonny, que nos acompanhou nessa bebedeira, quer dizer, nesse tour: +27 82 4646 022.

Em breve um post completo sobre este Beer Tour!

5 – Sardinia Bay

Uma praia cheia de dunas, praticamente deserta e belíssima!

Escalar as dunas de Sardinia Bay, além de ser uma ótimo exercício para as pernas, ainda te dará essa visão incrível.

Sardinia Bay

6 – Os Pinguins de Samrec

O Samrec, localizado no Cape Recife Nature Reserve, é um centro de reabilitação dessas aves fofas!

A entrada custa USD 2,30 e o dinheiro é revertido para conservação do local e tratamento dos pinguins.

7 – Cape Recife Lighthouse

O Farol do Cape Recife foi construído em 1851 para avisar os navios que se aproximam da Baía Algoa sobre os recifes rasos que se encontram no mar. A área é particularmente propensa a neblina e o farol é um guia essencial, até os dias de hoje, para a passagem do tráfego marítimo.

Quem pagar pela visitação aos pinguins em Samrec não precisará pagar para entrar no parque.

Cape Recife Lighthouse

8 – Shark Rock Pier

O único pier da cidade. Um lugar perfeito para finalizar o dia assistindo a um belíssimo pôr do sol. Próximo ao pier há uma série de opções de bares, restaurantes e cafés.

Shark Rock Pier

9 – Port Elizabeth Walking Tour

Você pode fazer um tour a pé pela região central de Port Elizabeth passando por diversos prédios históricos e conhecer a bela arquitetura da cidade. No centro de informações turísticas no Donkin Reserve você encontra um mapa que custa cerca de USD 3,00, com os todos os pontos do walking tour – dá para fazer sozinho, sem guia e sem pressa!

City Hall Port Elizabeth

O City Hall é um dos pontos de parada do walking tour

10 – Sun Board Walk

No Sun Board Walk você poderá fazer umas apostas no cassino, caso curta esse tipo de atividade.

Cassino

Mas se apostas e cassinos não são a sua praia, você poderá passear pela feirinha de artesanatos que tem por lá.

Feirinha em Sun Board Walk

E o complexo conta ainda com um cinema e várias opções de lojas e restaurantes.

11 – South End Museum

O museu conta a história das pessoas que sofreram com a Lei das Áreas de Grupo, provavelmente a mais prejudicial de toda a legislação do apartheid, que entrou em vigor em 1950. Durante o período de vigência desta lei diversas pessoas foram obrigadas a se mudar de suas casas. Em 1965, as escavadeiras do Apartheid foram até South End e derrubaram a maior parte do subúrbio. Os moradores foram realocados em novas áreas residenciais e municípios, de acordo com sua cor. South End foi uma das trágicas histórias de remoções forçadas na África do Sul.

Uma das exibições é um mapa de piso maciço do antigo South End. Outras salas contêm memórias fotográficas da comunidade e suas atividades esportivas, bem como tributos para os heróis que viveram no local.

💰  A entrada é gratuita!

12 – The Goodnight Market

Um mercado noturno que acontece uma vez a cada mês. A entrada custa USD 1,50 e dentro do mercado você poderá comprar diversos tipos de comida, desde hambúrgueres até comida asiática. Cervejas artesanais são vendidas no local e se você quiser economizar poderá levar sua própria bebida – lembre-se que vinhos custam baratinho por aqui 😉

13 – Boardwalk em Summerstrand

Andar por essas passarelas de madeira que se estendem pela orla é um passeio imperdível para quem está em Port Elizabeth. Como as dunas se movimentam em função do vento, vez ou outra você encontrará parte da passarela coberta de montes de areia.

➡️  Dica: leve um casaco pois na região venta muito!

Margarida passeando pela Boardwalk em Summerstrand

14 – Addo Park Elephant

A maior concentração de elefantes em seu habitat natural que já vimos na vida!

Não é a coisa mais linda!?

Nós fizemos um self drive safari no Addo Park e achamos que valeu super a pena. Estávamos com um carro alugado, pegamos um mapa do parque e dirigimos 160 km dentro dele caçando os animais. Um programa para o dia todo, das 8h às 17h.

O parque conta com uma área para piqueniques e até churrasqueiras, caso queira fazer um “braai” (um churrasco).

O parque fica a 30 minutos de PE e a entrada custa USD 19,00 por pessoa.

➡️  Veja aqui um post completo sobre o Addo Park.

15 – King Beach

E por último mas não menos importante, a King Beach, a praia mais famosa de Port Elizabeth. Caminhar pela orla, assistir a um pôr do sol, tomar um café ou uma cerveja nos diversos restaurantes que ficam pela orla e ainda visitar a feirinha ao ar livre que acontece todo domingo por ali. É ou não é uma ótima pedida?

King Beach

Como se locomover em Port Elizabeth

Primeiramente vamos dar nomes aos meios de transporte, ok? 😊

Isso mesmo, aqui no continente africano as minivans (que nós conhecemos como lotações) são chamadas de diversos nomes, de acordo com o país. Na África do Sul funciona assim:

  • Minivans são chamadas de “táxis”;
  • Táxis são chamados de “cabs” ou “meter cabs;
  • Ônibus são chamados de “bus” (buses, no plural);
  • E Uber é Uber mesmo…rs.

Nos sete dias que ficamos na cidade nós utilizamos bastante o transporte público. Porém, para duas pessoas ou mais, o Uber compensa bastante!

Táxis

Os táxis (as mini vans) não possuem placas indicando o destino. Normalmente o cobrador fica com o braço de fora da van gritando e gesticulando com as mãos enquanto recolhem passageiros pelas ruas. Nós utilizamos os táxis algumas vezes e as corridas custaram em média USD 0,85.

➡️  Ao contrário de Joanesburgo, achamos bem tranquilo utilizar esse tipo de transporte por aqui.

Cabs

Os táxis aqui são chamados de “cabs” ou “meter cabs”. Alguns até possuem taxímetros mas normalmente ficam desligados – o que te permite negociar a corrida antes da mesma começar. Fique atento e sempre pergunte o preço antes de iniciar a viagem ou peça ao motorista para ligar o taxímetro.

Uber

Funciona perfeitamente na cidade, tanto para pagamentos com cartão como para pagamentos em dinheiro.

Ônibus

O sistema de ônibus em PE não é um dos melhores do mundo, mas se você não estiver com pressa ele lhe atenderá super bem. As viagens custam em média USD 0,80 e os ônibus possuem Wi-Fi com internet grátis – olha que beleza!?

Estação de ônibus de Port Elizabeth

Onde se hospedar

Encontre seu hotel em Port Elizabeth clicando no link abaixo. Você não paga nada a mais por isso, mas nos ajuda a manter o blog 😊


Booking.com

Visto

Brasileiros não precisam de visto para a África do Sul. Precisam apenas portar o Certificado de Vacinação de Febre Amarela.

Segurança

Não tivemos nenhum problema em Port Elizabeth, muito pelo contrário, nos sentimos super seguros na cidade. Porém, nós evitamos andar pelas ruas a noite.

Moeda

A moeda da África do Sul é o Rand (ZAR).

Em Julho de 2017 a cotação do Rand era de 1 USD = 13,50 ZAR.

Preço da Cerveja

A cerveja mais famosa por aqui é a Castle Lite. Ela custa em média USD 1,20 nos bares e USD 0,70 nos supermercados, ou “liquor stores”.

Quando visitar

O clima por aqui acompanha o do Brasil, ou seja, quando for verão na terrinha, será verão por aqui também, idem no inverno.

O inverno é considerado a estação mais seca (ideal para fazer safári), com temperaturas amenas; e o verão é a estação chuvosa e mais quente. No verão a média é de 20 graus, passando dos 30 graus com frequência, e no inverno as médias ficam em torno de 12 graus, mas nas noites frias a temperatura é inferior aos 10 graus.

Tomadas

As tomadas aqui na África no Sul são assim:

Tomadas na cidade de Joanesburgo

Mas é comum encontrar adaptadores para os plugs brasileiros nos hotéis e mesmo nas casas dos sul-africanos.

Idiomas

Inglês, africâner, zulu, xhosa e mais outras sete línguas oficiais são faladas na África do Sul – são onze no total.

Saúde na viagem

Nós fizemos um Seguro Viagem para nos precavermos durante essa trip de volta ao mundo.

Temos uma super amiga que teve uma crise renal nos Estados Unidos e se não fosse pelo seguro viagem ela teria desembolsado USD 25.000! Já pensou!? Nós não quisemos arriscar.

Faça sua cotação de Seguro gratuitamente utilizando o link abaixo. Você não paga nada mais por isso e ainda nos ajuda a beber mais cervejas pelo caminho 😉

Seguro viagem africa 728x90

E como saber para onde ir?

Sem internet para usar o Waze ou o Google Maps? Não tem problema! É só baixar o APP Maps.Me (gratuito) que tudo estará resolvido! Esse APP funciona como GPS mesmo off-line.

✅  Planejando uma viagem para a África do Sul? Veja todos os posts que escrevemos sobre o país:

🌎  Acompanhe nossa viagem de volta ao mundo através de nossa página no Facebook:

https://www.facebook.com/casalwanderlustoficial

2 comentários sobre “Dica de viagem: O que fazer em Port Elizabeth

Deixe uma resposta