Casal Wanderlust

Bem-vindo à Suazilândia!

Após uma viagem de quatro horas partindo de Joanesburgo, chegamos ao Reino da Suazilândia – ou Suazi, como o país é carinhosamente chamado por todos aqui.

Este é nosso segundo país nessa viagem de volta ao mundo! E se você ainda não tinha ouvido falar desse reino africano, vem com a gente neste post ☺️

SAWUBONA!

Sawubona é a saudação na língua local que significa “olá” – assim como em Zulu, uma das línguas oficiais faladas na África do Sul.

Este pequeno país localizado entre a África do Sul e Moçambique é a última monarquia absolutista da África. Aqui, o rei e sua mãe reinam soberanos, acima da lei.

A população é muito amigável, simpática e gentil. E se você aprender algumas frases em suázi tenha certeza que ganhará inúmeros sorrisos largos. 

A escolha do novo rei

O sucessor do rei da Suazilândia só pode ser escolhido depois da morte do pai, pelos anciãos da família real. Ao contrário de outras monarquias, não se segue a regra do progenitor. Aqui o filho mais novo, sem irmãos ou irmãs de pai e mãe, é o escolhido.

O rei e suas várias esposas

Um dos fatos mais curiosos a respeito da Suazilândia é que o rei pode ter quantas esposas quiser. Todo ano é realizado um ritual de dança chamado UMHLANGA onde várias meninas dançam para que o rei escolha sua próxima companheira. Em 2016 mais de cem mil jovens meninas participaram.

Soa estranho aos nossos ouvidos, mas elas não são obrigadas a participar. Só que, uma vez lá, a escolhida não poderá dizer não à sua realeza. Lembra que tanto o rei quanto sua mãe estão acima da lei? Pois é! Ninguém seria besta.

Mswati III, o rei da Suazilândia – Imagem da internet.

Mas ser escolhida, por sua vez, é ter a chance de entrar para a família real, mudar sua vida e de toda a sua família. Então, esse é o sonho de muitas meninas.

‼️  O rei atual tem 49 anos e já possui 14 esposas. O rei anterior, seu pai, teve 70. Pense!?

O que fazer na Suazilândia

Bandeira da Suazilândia

Mbabane, a capital do país

Nós nos hospedamos em Mbabane pois foi onde encontramos acomodação mais barata. Porém, não há nada de muito especial para se fazer na cidade.

Você poderá conhecer a Sibebe Rock, que é a primeira ou segunda (ainda há discussões sobre isso), maior montanha de granito exposta do mundo, com aproximadamente três bilhões de anos de idade.

Sibebe Rock

Além da pedra você poderá ver um pouco da arquitetura da cidade, tal como o Banco Central da Suazilândia e alguns Shoppings Centers.

Banco Central da Suazilândia

Ezulwini Valley – a Meca do Turismo no país!

As principais atrações da Suazilândia estão em Ezulwini Valley, que fica a 12 km de Mbabane e a 19 de Manzini. Dentre elas você poderá visitar:

  • MANTENGA NATURE RESERVE – onde estão a Mantenga Falls e o Cultural Village
  • MLILWANE WILDLIFE SANCTUARY
  • KING SOBHUZA II MEMORIAL PARK
  • NATIONAL MUSEUM
  • CANDLE FACTORY – fábrica de Velas

Mapa do Ezulwini Valley

Mantenga Nature Reserve

Nossa primeira parada foi em Mantenga Falls e na Cultural Village – ambas ficam no Mantenga Nature Reserve.

💰  QUANTO CUSTA

A entrada custa USD 7,70 por pessoa.

Entrada do Mantenga Nature Reserve

Cultural Village

A vila é uma daquelas atrações “montadas” para os turistas, onde eles contam a história do povo da Suazilândia e falam um pouco da cultura e algumas curiosidades. Embora a gente não goste muito desse tipo de atração, foi interessante aprender mais sobre a cultura local e assistir a uma apresentação de dança.

Cultural Village Suazilândia

Mantenga Falls

A cachoeira é pequena, mas bem bonita e possui um espaço bacana para quem quiser fazer um piquenique por ali.

Mantenga Falls

National Museum

O museu é dividido em duas partes: uma sobre a história do país, que vai desde os primórdios, passando pelo colonialismo até o estabelecimento da monarquia, e a outra parte sobre geografia e as riquezas naturais.

💰  QUANTO CUSTA

A entrada custa USD 6,15 por pessoa

National Museum

King Sobhuza II Memorial Park

Este monumento ao rei Sobhuza II (pai do rei atual) é também seu mausoléu. O lugar é calmo e tranquilo, caso você queira relaxar pelos jardins.

O Memorial conta com a exposição sobre a vida do rei e também exibe suas limousines – falando em limousines, o atual monarca é bastante criticados por seus excessos em meio a um país pobre onde 33% da população adulta é HIV positivo.

💰  QUANTO CUSTA

A entrada também custa USD 6,15 por pessoa. Mas se você for visitar o National Museum + o King Sobhuza II Memorial você pagará pelos dois apenas USD 9,30 por pessoa.

King Sobhuza II Memorial Park

Fábrica de Velas da Suazilândia

Nesta visita você poderá ver como são feitas (manualmente) essas lindas e coloridas velas, que são bem famosas por aqui.

Fotos são grátis e se você quiser comprar lembrancinhas também encontrará várias opções por lá.

Velas da Suazilândia

💰  QUANTO CUSTA

A entrada é gratuita.

Moeda

A moeda da Suazilândia é o Swazi Lilangeni e equivale ao Rand Sul-africano. Em Junho de 2017 a cotação era de 1 USD para 12,92 Swazis.

O Rand Sul-africano é aceito no país em todos os lugares – somente as cédulas, as moedinhas, não.

Visto

Brasileiros não precisam de visto para entrar no país. Precisam apenas portar o Certificado de Vacinação de Febre Amarela

Segurança

Achamos tudo muito tranquilo em Mbabane, a capital do país. Um taxista nos disse que em Manzini há mais violência. Mas no geral nos sentimos bem mais seguro que em Joanesburgo.

Idiomas

As principais línguas são: o suázi, o zulu, o tsonga, o africâner e o inglês.

Preço da cerveja

Cerveja para nós serve como moeda universal…rs. Em nossos posts da viagem de volta ao mundo sempre tentaremos colocar os preços das cervejas dos países por onde passarmos.

A cerveja local é a Sibebe, e uma long neck custa USD 1,40 nos restaurantes.

cerveja suazilândia

Meios de locomoção

Primeiramente vamos dar nomes aos bois ☺️

Isso mesmo, aqui no continente africano as minivans (que nós conhecemos como lotações) são chamadas de diversos nomes, de acordo com o país – o que pode resultar em uma confusão danada!

Aqui na Suazilândia funciona assim:

  • Minivans são chamadas de “Kombis”;
  • Táxis são chamados de “cabs”;
  • Ônibus são chamados de “bus” (ou “buses”, no plural) em inglês;
  • Uber não chegou por aqui ainda.

Obs.: Os táxis não possuem taxímetros, ou seja, você terá que negociar o preço no início da corrida. Corridas curtas custam em média USD 3,00.

Hospedagem

Em Mbabane ficamos hospedados no Opulence Lodge. Pagamos USD 19,30 por um quarto duplo. O Lodge foi sugestão do nosso simpático taxista. Na verdade o valor da diária no balcão era de USD 24,00, mas conseguimos um desconto – por isso negocie sempre – a diferença parece pouca mas por USD 5,00 você consegue almoçar, por exemplo.

O Lodge possui 3 opções de quartos:

Quarto duplo com banheiro e chuveiro privativos. Quarto duplo com banheiro e chuveiro compartilhados. E quarto duplo com banheiros compartilhados SEM chuveiros – apenas com banheiras meio sujinhas pra tomar banho no estilo canequinha – e é claro que essa foi a nossa opção.

Opulence Lodge Mbabane – Suazilândia

Tomada

As tomadas da Suazilândia, assim como as da África do Sul, são assim:

Quando visitar

O clima por aqui acompanha o do Brasil, ou seja, quando for verão na terrinha, será verão por aqui também, idem no inverno.

O inverno é considerado a estação mais seca, com temperaturas amenas; e o verão é a estação chuvosa e mais quente. No verão a média é de 20 graus, passando dos 30 graus com frequência, e no inverno as médias ficam em torno de 12 graus, mas nas noites frias a temperatura é inferior aos 10 graus.

E além disso?

Há várias opções de hotéis (Lodges) luxuosos na região. Nós não tínhamos dinheiro para isso, mas para os mais afortunados é uma ótima opção para passar uns dias descansando em um lugar completamente diferente. Imagine que bacana que deve ser!?

Esse bacanão aí da foto é o http://www.thekingdomofswaziland.com/

A Suazilândia também recebe todos os anos o famoso festival de música e arte, o Bushfire Festival, que conta com a participação de artistas do mundo todo. O próximo será em Maio de 2018. Que tal?

Bushfire Festival Swaziland – créditos da imagem http://lowveld.getitonline.co.za/

Como a Suazilândia faz fronteira com a África do Sul e possui diversas reservas naturais, o país também é visitado por aqueles que querem fazer safáris – inclusive ouvimos dizer que os parques eram melhores que os da África do Sul.

Foto do nosso safári no Harare, Zimbabwe

Nós não podemos opinar pois optamos por não fazer safáris em nossa viagem de volta ao mundo. Mas se quiser ver um safári bacana que fizemos no Harare, Zimbábue, veja esse post aqui.

Veja também:

➡️  Como ir de Joanesburgo até a Suazilândia

➡️  Cruzando a fronteira da Suazilândia para Durban, na África do Sul

20 comentários sobre “Bem-vindo à Suazilândia!

  1. Michele Martins

    Estávamos ansiosos pelo primeiro post escrito durante a viagem =)
    Já vimos que vocês darão conta do recado. Está cheio de informação e nos deixou com muita vontade de conhecer a Suazilândia.
    SeI que vocês precisam, devem e merecem aproveitar a viagem, mas ler essas dicas é tão maravilhoso ❤ sempre que der, escrevam! Por favor =D

  2. Paula Marques

    Quando morei em Tete estive conhecendo esse lugar ! Mas foram apenas 3 dias e conheci pouco. Excelentes dicas deram aqui! Beijos ao casal

  3. Cleo Oliveira

    Muito legal ler o blog. Gostei muito dos comentários e como sou uma apaixonada por vels, amei as figuras da fabrica de velas.

  4. Marta

    Adorei conhecer a Suazilândia pelos olhos do casal Wanderlust. Incrível!!! Aguardamos o próximo post. Muito sucesso ao projeto.

  5. Quero Mochilar

    Adorei… Fico curioso daqui.
    Adoro ir a estes lugares que ninguém vai ou procura…
    Boa viagem sempre…

  6. Isabel Borgert

    Olá
    Gente que maravilha , deste o cruzar a fronteira, o colorido, os rituais, ah e a cédula, que massa .
    Apesar do nome estranho do lugar achei tudo um espetáculo, quanta história pra contar em.
    Bravo meninos continuem a nos maravilhar com seus belos e empolgantes relatos..
    Bjão se cuidem!!
    Isabel

Deixe uma resposta