Casal Wanderlust

Egito: uma aventura pelo Cairo

Uma das cidades mais antigas do mundo! Exótica, charmosa, misteriosa, caótica e apaixonante: Cairo, a capital do Egito.

Quem já não sonhou em conhecer a última Maravilha do Mundo Antigo que ainda está em pé? Quem não pensou em visitar o Egito e ver de perto sua riquíssima história, seus hieróglifos, múmias, tumbas, e tantas outras maravilhas e mistérios que ainda hoje permanecem ocultos?

Eu estive na terra dos Faraós em 2013 em uma viagem cheia de aventuras e contrastes. Afinal, quem mais iria sozinha para o Egito em plena PRIMAVERA ÁRABE? Eu fui, e vou contar tudinho neste post 😊

Piramide Quefren

A Pirâmide de Quéfren – a última maravilha do mundo antigo que ainda existe

As principais atrações do Cairo:

As pirâmides de Gizé

As três pirâmides mais famosas do Egito.

Para quem não sabe, as pirâmides são na verdade câmaras mortuárias luxuosas que foram construídas para acomodar as múmias do pai Quéops, do filho Quéfren, e do neto Miquerinos: as famosas e mundialmente conhecidas pirâmides de Gizé.

Elas despertam grandes curiosidade, tais como: Quem as construiu? Quantas pessoas trabalharam no processo? E como foi possível tamanha façanha arquitetônica há tantos anos? Como? Como?? Cooooomo???

Há diversas teorias: de que foram necessários 100.000 homens; de que estes homens eram escravos; há os que digam que foram homens livres e pagos com cerveja (siiiiiim, cerveja… eita que delícia de pagamento, não?). E há a melhor teoria de todas: de que foram seres extraterrestres que ajudaram na construção. Será??? 😜   Seja lá como foi, não há consenso sobre tudo isso até hoje.

Queops Cairo

Há diversos fatos interessantes envolvendo as pirâmides. Por exemplo: todas as três foram construídas de modo que estão orientadas na direção dos pontos cardeais principais. Isto é, cada pirâmide tem os seus lados alinhados segundo as direções Norte, Sul, Leste e Oeste. Tamanha é a exatidão que até mesmo hoje em dia, com toda a tecnologia disponível, essa não seria uma tarefa fácil.

Fala se não dá mesmo para acreditar que seres extra terrestres deram uma forcinha? 😜

Giza PyramidHá um platô com uma vista ótima para as três pirâmides onde você pode tentar fazer aquela foto bacana e tal. No meu caso, depois de 578 tentativas, eis o resultado, acima…rsrs.

A Esfinge

Vocês já repararam que a Esfinge não tem nariz? Pois é, ela não tem. Sobre este fato também existem algumas teorias:

De que o desgaste ocorreu naturalmente com o tempo. De que o estrago foi feito pelas tropas de Napoleão, que invadiram o Egito em 1798 – vá saber né? Napoleão tinha mesmo fama de doido…rs. E há também os que atribuem a falta do nariz aos Mamelucos, uma milícia turco-egípcia que comandava o país. Dizem que eles utilizavam a Esfinge para fazer tiro ao alvo para calibrar seus canhões. Que miseráveis!!! 😤

Dei um beijinho nela em forma de solidariedade, afinal meu nariz também é bem estranho.

Esfinge

Mas falando sério:

A cerca de 350 metros da pirâmide de Quéops está a Grande Esfinge. Com um comprimento de 73 metros, ela é a representação de um leão com cabeça humana. Houve quem reconhecesse nela as feições do Faraó Quéfren, servindo de guarda de seu próprio túmulo.

Esfinge Cairo

Várias vezes no curso dos séculos a areia cobriu o corpo da Esfinge, deixando a vista apenas o seu rosto enigmático de 5 metros de altura – o que para mim reforça a teoria de que os Mamelucos fizeram mesmo tiro ao alvo nela, afinal era um alvo e tanto…rsrs. Ou teria sido mesmo obra das tropas de Napoleão? Enfim, abaixo uma pintura feita em 1868 onde é possível observar seu corpo todo coberto de areia.

Napoleão diante da Grande Esfinge. Jean-Léon Gèrôme, 1868.

Napoleão diante da Grande Esfinge. Jean-Léon Gèrôme, 1868.

A necrópole de Saqqara

A necrópole de Saqqara, Sakkara ou Saccara fica a 30 km do centro do Cairo. Com sua extensão de oito quilômetros, é a mais vasta de todo o Egito e, historicamente a mais importante também. Todo o local está dominado pela pirâmide de Djoser, ou também pirâmide de degraus, ou ainda, pirâmide de Saqqara, como é mais comumente conhecida.

Ela é considerada a primeira pirâmide a ser erguida no Egito. Originalmente alcançava 62 metros de altura e era revestida por pedra calcária branca polida. Sendo também vista como a mais antiga construção monumental em pedra do mundo!

Saqqara

Colunata Saqqara

A colunata coberta te leva até o sul do complexo de Saqqara. Uma passagem com um teto de pedra calcária construída para parecer que foi feita de troncos de árvores inteiras.

Mesquita Muhammad Ali

A mesquita mais visitada do Cairo. Construída em 1830 por Muhammad Ali, que era um dos soldados das tropas enviadas para libertar o Egito da ocupação de Napoleão. O arquiteto grego Youssef Bochna responsável pela obra, tomou como modelo a igreja de Santa Sofia (Hagia Sofia) em Istambul. Ela também é chamada de Mesquita de Alabastro, em função da quantidade de alabastros que reveste as paredes.

Mesquita Muhammad Ali

No canto superior esquerdo está a fonte das abluções, onde os muçulmanos se lavam antes das orações, que ocorrem 5 vezes ao dia.

Abaixo uma foto do interior da mesquita.

Dica para as meninas: tenham sempre um lenço na bolsa. Eu não estava de bermuda nem nada curto, estava usando uma calça legging justinha, que também não agrada o código de vestimenta do Islã. Um lenço transformado em saia resolveu tudo.

Mesquita Mohammed AliComo o Papiro era feito

O papiro era uma planta sagrada para os egípcios. Seu caule, em formato triangular, lembrava as pirâmides, e suas folhas, em forma de raios, remetiam ao deus Sol.

Papiro Egito

Encontrado nas margens do Rio Nilo o papiro foi amplamente utilizado pelos egípcios para diversas funções: fabricação de redes, cestas, e até mesmo para alimentação de famílias mais pobres. Mas ele ficou famoso por ter sido amplamente utilizado em rolos de papel pelos escribas egípcios para contar a vida dos Faraós.

O processo de fabricação consiste, bem resumidamente em: 1) cortar o caule do papiro em pedaços; 2) retirar a camada verde que o envolve; 3) fatiar o “miolo” em fatias finas; 4) colocar as fatias de molho em água; 5) entrelaçar as tirinhas; 6) prensar e “voilà”:

PapiroO museu do Cairo

Eu não pude visitar o museu do Cairo pelos motivos que explicarei mais abaixo. Foi uma pena pois esta é uma das principais atrações do Cairo.

É lá que é possível ver os tesouros de Tutancâmon ou Tutankhamon, a múmia mais famosa de todos os tempos. Foi descoberta em 1922 pelo arqueólogo Howard Carter. Na verdade Tutancâmon nem foi um Faraó tão importante, mas ganhou fama mundial por ter sido o sarcófago em mais perfeito estado já encontrado.

“Tut” meu brother: fica pra próxima… 😉

Tutankhamun

Sozinha no Egito em plena primavera árabe!?

Siiiim, eu estive no Egito em meio da Primavera Árabe – como ficou mundialmente conhecida a onda revolucionária de manifestações e protestos que ocorreram no Oriente Médio e no Norte da África.

Meu plano inicial era ir sozinha mesmo, como sempre faço (fazia, antes do Lázaro). Porém, como estive por lá em Julho de 2013, justamente no mês em que ocorreram protestos violentos na praça Tahrir, achei melhor fechar tudo com uma agência. O que acabou encarecendo bastante a viagem. Mas foi necessário.

Olha aí o mapa da confusão:

Sempre imaginei que seria super legal ter uma atração turística só pra mim, num esquema bem egoísta mesmo..hahaha. Mas não foi não, muito pelo contrário. Achei bastante triste… O Cairo estava vazio! Tanques de guerra nas ruas, soldados armados, museus fechados… Mas apesar de tudo foi uma viagem tranquila e muito segura.

Se você pensa em visitar o Egito, não tenha dúvidas: VÁ!!!

E por último e não menos importante:

Aly, o melhor guia!

Como neste post não consegui dar nenhuma dica dos meios de locomoção e afins, visto que de última hora tive que fechar um pacotão com uma agência, então eu vou falar dele:

Essa pessoa que quase morreu ao me acompanhar pelos passeios. Porque além de tudo eu fui para o Egito bem no meio do Ramadã, o mês sagrado para os muçulmanos onde eles jejuam durante o dia. Ou seja, estávamos debaixo de escaldantes 50 graus e o Aly não podia sequer beber água.

Com um conhecimento incrível sobre a história egípcia, foi ele que me acompanhou durante os dois dias que estive no Cairo e depois ainda seguiu comigo para Luxor – falo sobre Luxor neste post.

Guia Egito Aly

Seguem os contatos do Aly:

  • Whatsapp: 00 971 5 696 39102
  • Facebook: Aly Swidan

Hoje o Aly mora em Dubai, e ele também foi meu guia por lá!

Veja meus outros posts sobre Dubai clicando aqui

19 comentários sobre “Egito: uma aventura pelo Cairo

  1. Francisco

    Camila, você é literalmente maluca!! rsrs… com o perdão da palavra, ainda hoje, que está mais tranquilo, teria receio em ir ao Egito. Oh região bélica. Mas o post é ótimo, engraçado, informativo, enfim, inspirador! Parabéns!

  2. Mariana Bueno

    Sonhei e ainda sonho com o Egito. Mas, como costumo viajar sozinha, adiava por achar que principalmente para mulher seria complicado. Seu post veio a calhar! Adorei ler sobre sua experiência. Me inspirou e me encorajou!!!

  3. Juliana Moreti (turistando.in)

    Adorei teu post!
    Esse também é o meu sonho! Deve ser incrìvel conhecer o Egito, mas sou tão inimiga do calor (me deu agonia te ver nas fotos) e tão cagona (rs) que não sei se me aventuraria em um local que se encontrasse em conflito!
    hahahahahaha

      1. Juliana Moreti (turistando.in)

        Ai que socorro!!!!
        hahahahahaha
        To passando mal aqui dentro de casa! Estou aguardando o sol abaixar para poder sair!
        rsrsrsrs

Deixe uma resposta